• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2014.tde-16072014-154027
Documento
Autor
Nome completo
Douglas Dias Bastos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Kayo, Eduardo Kazuo (Presidente)
Kimura, Herbert
Martelanc, Roy
Nakamura, Wilson Toshiro
Tavares, Rosana
Título em português
Velocidade de ajuste da estrutura de capital e a frequência de aquisições: um estudo com empresas norte-americanas
Palavras-chave em português
Aquisições
Capital(Economia) - Estrutura
Empresas - Estados Unidos
Painel de dados dinâmico
Velocidade de ajuste
Resumo em português
As conclusões das pesquisas sobre velocidade de ajustamento da estrutura de capital em direção ao alvo (SOA - Speed Of Adjustment) são muito divergentes quanto à velocidade medida. A maioria dos estudos mensura o SOA sem levar em conta certas especificidades das empresas ou de suas estratégias. Dividindo-se a amostra em empresas não adquirentes, adquirentes eventuais e adquirentes em série, o presente estudo tem por objetivo investigar o padrão de comportamento do SOA no período entre 1990 e 2010 para empresas norte-americanas. Considerando diversas variáveis de controle (restrições financeiras, oportunidades de crescimento, grau de alavancagem financeira e emissão/redução de dívidas e ações), tem-se uma investigação mais aprofundada de como as empresas não adquirentes, adquirentes eventuais e adquirentes em série ajustam sua estrutura de capital em direção ao alvo. São utilizadas como variáveis dependentes o endividamento a valor de mercado e endividamento líquido a valor de mercado. Verificou-se que os endividamentos médios para as três amostras são diferentes entre si, de forma estatisticamente significante. As empresas adquirentes em série possuem o menor endividamento, ao passo que as empresas não adquirentes são as mais endividadas, estando as empresas adquirentes eventuais em posição intermediária quanto ao endividamento. Este resultado sugere que as empresas possuem padrões de endividamentos distintos em função de sua política de investimentos relacionada à aquisições. É utilizado o modelo de ajustamento parcial para mensurar o SOA, empregando painel de dados dinâmico com a técnica do Método dos Momentos Generalizados (GMM) Sistêmico para se medir a velocidade de ajustamento da estrutura de capital de um período a outro. Esta técnica tem-se mostrado a menos enviesada e, assim, tem sido uma das mais utilizadas em trabalhos empíricos. Os resultados encontrados evidenciam que o padrão de comportamento do SOA pode depender da sua estratégia de investimentos em aquisições. O SOA das empresas adquirentes em série é constantemente menor em comparação ao SOA das empresas adquirentes, mesmo considerando as diversas variáveis de controle. O SOA das empresas não adquirentes permanece em posição intermediária. Esses resultados em conjunto sugerem que a folga financeira (baixo nível de endividamento e elevado saldo de caixa) seja um fator relevante para as adquirentes em série. Desse modo, tais empresas ajustam seu endividamento de forma mais lenta, em resposta a uma estrutura de capital mais adequada à sua política de investimentos. Por outro lado, as empresas adquirentes eventuais ajustam mais rapidamente sua estrutura de capital em função de sua política de aquisições esporádicas.
Título em inglês
Speed of adjustment of capital structure and frequency of acquisitions: a study of North American companies
Palavras-chave em inglês
Acquisitions
Capital - Structure
Companies - North American
Dynamic panel data
Speed of adjustment
Resumo em inglês
The conclusions of surveys on speed of adjustment (SOA) towards the target capital structure are widely divergent as regards the measured speed. Most studies measure the SOA without taking into account certain specificities of the companies or of their strategies. Dividing the sample in non-acquiring companies, sporadic acquiring companies and serial acquirers, this study seeks to investigate the pattern of behavior of the SOA, in the period between 1990 and 2010 for North American companies. Considering several control variables (financial restrictions, growth opportunities, degree of financial leverage and issuance/reduction of debts and shares), we have a more in-depth investigation into how non-acquiring companies, sporadic acquiring companies and serial acquirers adjust their capital structure towards the target. Market leverage value and net market leverage are used as dependent variables. It was verified that the average debt levels for the three samples are different from one another, in a statistically significant manner. The serial acquirers have the lowest leverage, while non-acquiring companies have the highest leverage, with acquirers companies in an intermediate position on the leverage. This result suggests that companies have different debts patterns, due to its investment policy related to acquisitions. The partial adjustment model is employed to measure the SOA, using dynamic panel data with the Generalized Method of Moments (GMM) Systemic to measure the speed of adjustment of the capital structure from one period to another. This technique has shown itself to be less biased and has thus been one of the most commonly used techniques in empirical studies. The results show evidence that the SOA may depend of its investment strategy. The SOA of serial acquirers companies is constantly lower than the SOA of acquiring companies, even considering all the control variables. The SOA of non-acquiring companies remains in an intermediate position. Taken together, these results suggest that the financial slack (low debt and high cash balance) is a relevant factor to serial acquirers. Thus such companies adjust their debt more slowly in response to a more adequate capital structure to their investment policy. On the other hand, sporadic acquiring companies adjust faster its capital structure, due to its sporadic acquisition policy.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-07-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.