• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2013.tde-17022014-203655
Documento
Autor
Nome completo
Aline Ishikawa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Camargo Júnior, Alceu Salles (Presidente)
Toneto Junior, Rudinei
Yu, Abraham Sin Oih
Título em português
Prospecção e bases de formação da demanda e oferta de etanol combustível nos Estados Unidos
Palavras-chave em português
Combustíveis alternativos
Demanda energética - Estados Unidos
Etanol
Prospectiva
Resumo em português
Desde o primeiro choque do petróleo, em 1973, os países têm despendido esforços para reduzir sua dependência pelo produto, produzido principalmente em regiões politicamente instáveis. Os Estados Unidos são os maiores consumidores mundiais do combustível, e cerca de 70% são destinados ao transporte. Desde o final da década de 70, o governo americano tem incentivado o uso de etanol como substituto parcial da gasolina. No entanto, o crescimento do biocombustível levantou polêmicas porque a matéria-prima utilizada na sua produção no país é o milho, o que poderia estar afetando a oferta do grão para a produção de alimentos. Dessa forma, foi aprovado em 2007 o RFS2, uma legislação que prevê o consumo mandatório de volumes crescentes de etanol até 2022, mas limita a produção a partir de milho. Os investimentos em pesquisas de combustíveis alternativos passaram a se focar no desenvolvimento de etanol de segunda geração, que utiliza material celulósico como matéria-prima. Sua viabilidade técnica já foi confirmada, mas ainda são necessárias melhorias no processo de produção para que o produto possa ser ofertado em escala comercial. Por outro lado, o Brasil tem uma indústria de etanol madura e também tem feito pesquisas na tecnologia de segunda geração. Se bem sucedida, o país tem planos de exportar o excedente de produção, e os Estados Unidos são um mercado de interesse. O objetivo desta dissertação é auxiliar na avaliação das necessidades de os Estados Unidos importarem etanol de outros países, o que pode criar uma oportunidade para o Brasil. Para isso, foi utilizada a abordagem lógico-intuitiva de construção de cenários - voltada a aspectos qualitativos - para estudar o mercado de etanol combustível nos Estados Unidos até o ano de 2022. A coleta de informações foi feita por meio da revisão bibliográfica, focada em artigos internacionais. A política energética americana e a evolução da tecnologia de segunda geração de etanol foram identificadas como as principais incertezas que devem moldar o futuro do mercado em estudo. A partir delas, foram gerados quatro cenários, nomeados como "Filho pródigo", "Pais esperançosos", "Filho independente" e "Filho preterido". Concluiu-se que, enquanto o governo americano continuar incentivando o consumo de etanol, haverá boas oportunidades de exportação do biocombustível brasileiro. Os maiores volumes são esperados em "Pais esperançosos". Por outro lado, caso outras alternativas energéticas sejam priorizadas, nossas exportações podem reduzir substancialmente, e o volume comercializado dependerá do preço do nosso produto em relação ao deles e à gasolina.
Título em inglês
Prospection and formation basis of supply and demand for ethanol fuel in the United States
Palavras-chave em inglês
Alternative fuels
Energy demand - United States
Ethanol
Prospective
Resumo em inglês
Since the first oil shock in 1973, countries have made efforts to reduce their dependence on the product, mainly produced in politically unstable regions. The United States is the world's largest consumer of the fuel, and about 70 % is allocated to transport. Since the late 70s, the U.S. government has encouraged the use of ethanol as a partial substitute for gasoline. However, the growth of the biofuel arose controversy because the raw material used for the domestic production is corn, which could be affecting the supply of the grain for food production. Thus, it was approved in 2007 the RFS2, a legislation that requires mandatory use of increasing volumes of ethanol until 2022, but limits production from corn. Investments in alternative fuels research started to focus on the development of second generation ethanol, which uses cellulosic material as feedstock. Its technical feasibility has been confirmed, but improvements are still needed in the production process so that the product can be offered on a commercial scale. On the other hand, Brazil has a mature ethanol industry and is also doing research on second-generation technology. If successful, the country plans to export the surplus production, and the United States is a market of interest. The objective of this thesis is to assist the assessment of the United States needs to import ethanol from other countries, which may create an opportunity for Brazil. The logical-intuitive approach of scenario building - focused on qualitative aspects - was used to study the market for fuel ethanol in the United States until the year 2022. Data collection was done through literature review, focused on international articles. The U.S. energy policy and developments in the technology of second generation ethanol were identified as the major uncertainties that are shaping the future of the market under study. Four scenarios were generated from these two uncertainties and named as "Prodigal Son", "Hopeful parents", "Independent Son" and "Deprecated Son". It was concluded that while the U.S. government continues to encourage the consumption of ethanol, there are good opportunities to export the Brazilian biofuel. The largest volumes are expected in "Hopeful parents". On the other hand, if other energy alternatives are prioritized, our exports can reduce substantially, and sales volume will depend on the price of our product relative to theirs and gasoline.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AlineIshikawaVC.pdf (939.31 Kbytes)
Data de Publicação
2014-02-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.