• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.12.2019.tde-19032020-110228
Documento
Autor
Nome completo
Karen Ciaccio Secco
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Franca, Ana Cristina Limongi (Presidente)
Casali, Alipio Marcio Dias
Zylbersztajn, Decio
Malvezzi, Sigmar
Título em português
A construção da identidade profissional do coach e a percepção da qualidade de vida no trabalho
Palavras-chave em português
Coaching
Identidade
Qualidade de vida no trabalho
Resumo em português
A presente tese teve como objetivo avaliar a qualidade de vida no trabalho na identidade do coach, além de buscar relações possíveis entre a percepção de qualidade de vida no trabalho, o bem-estar e a construção desta identidade profissional. Para o desenvolvimento deste estudo, observaram-se as transformações no mundo contemporâneo e suas consequências no ambiente de trabalho, tendo um olhar atento para a construção da identidade profissional do coach, compreendendo como as novas demandas na carreira articulam os conceitos de qualidade de vida no trabalho e bem-estar psicológico. Diante do objetivo proposto optou-se por uma pesquisa com abordagem mista (quali-quanti), caracterizada como um estudo descritivo explicativo que visa aprofundar a compreensão do fenômeno estudado. A pesquisa foi composta por 535 coaches, sendo que 498 participaram por meio do questionário on-line, que fez uso de técnicas estatísticas descritivas, análise fatorial e regressões lineares e 37 respondentes, foram entrevistados por meio de narrativa de história de vida, a partir da pergunta: "Quem é você?". As entrevistas foram analisadas com emprego da análise do discurso. Os resultados demonstraram que 95% dos indivíduos que buscam a carreira de coaching tem como fator impulsionador o desejo por mais qualidade de vida e melhor qualidade de vida no trabalho. As análises estatísticas indicam que a qualidade de vida no trabalho e o bem-estar psicológico se influenciam mutuamente, bem como o estado de flow, identificados pelos coaches em exercício profissional. Destacam-se ainda os achados de pesquisa: 1) embora a maior parte dos sujeitos atuem como coaches externos, há uma tendência em aumentar 79% a atuação do coach interno nas organizações; 2) quanto maior a experiência do coach, maiores os indicadores de bem-estar psicológico e de qualidade de vida no trabalho; 3) os coaches sentem-se autorrealizados e felizes em poder trabalhar com que gostam; 4) o coaching é uma atividade profissional de gerenciamento de identidades do indivíduo e da qual emerge uma carreira que abre potencialidades para a gestão da própria qualidade de vida. Concluiu-se que esses profissionais apresentam qualidade de vida no trabalho, porém, a concepção do significado desse conceito, é singular, baseada em sua história de vida e na realidade em que esse profissional atua. Esta pesquisa contribui com a ampliação e o enriquecimento dos estudos sobre a identidade profissional do coach e sua qualidade de vida no trabalho, de maneira, que auxiliam também na atuação dos profissionais de Recursos Humanos, e das demais áreas corporativas que contratam esse serviço. Além, de possivelmente alertar e aumentar a consciência dos profissionais de coach sobre a importância do gerenciamento de sua qualidade de vida, dos riscos e dos desafios presentes nessa atividade ocupacional.
Título em inglês
The construction of the coach professional identity and the perception of quality of life at work
Palavras-chave em inglês
Coaching
Identity
Quality of Life at work
Resumo em inglês
The present thesis aimed to evaluate the life quality at work in the identity of coach, as well as to seek possible relationships between the perception of life quality at work, well-being and the construction of this professional identity. For this study development transformations were observed in the contemporary world and their consequences at work environment, taking a close look at the construction of the coach's professional identity, understanding how the new career demands articulate life quality concepts at job and psychological well-being. Given the proposed objective, it was an option to research with mixed approach (quality-quantity), being characterized in a descriptive explanatory study that aims to deepen the understanding of the phenomenon studied. The survey consisted in 535 coaches, which 498 participated through the online questionnaire, which used descriptive statistical techniques, factor analysis and linear regressions. 37 people were interviewed through life story narrative with the beginning question: "Who are you?" The interviews were analyzed using discourse analysis. The results showed that 95% of individuals seeking a career in coaching have as mainly factor the desire for more life quality and better life quality at work. Statistical analyzes indicate that life quality at work and psychological well-being influence each other, as well as the state of flow, identified by the coaches.Research findings also stand out: 1) Although most subjects act as external coaches, there is a tendency to increase the performance of internal coaches in organizations by 79%; 2) the greater the coach's experience, the higher the indicators of psychological well-being and quality of life at work; 3) coaches feel self-fulfilling and happy to be able to work with them; 4) Coaching is a professional activity of identity management of the individual and from which emerges a career that opens potential for the management of their own quality of life. It was concluded that these professionals have quality of life at work; however, the conception of the meaning of this concept is unique, based on their life history and the reality in which this professional acts. This research contributes to the expansion and enrichment of studies on the professional coach identity and his life quality at work, which also helps Human Resources professionals, and other corporate areas that hire this service. In addition, to possibly alerting and raising awareness of coach professionals about the importance of managing in their life quality, the risks and challenges present in this occupational activity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
CorrigidoKaren.pdf (5.42 Mbytes)
Data de Publicação
2020-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.