• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.12.2013.tde-26112013-194653
Documento
Autor
Nome completo
José Guilherme Ferraz de Campos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Fischmann, Adalberto Americo (Presidente)
Abreu, Mônica Cavalcanti Sá de
Machado Filho, Cláudio Antonio Pinheiro
Título em português
As estratégias relativas às mudanças climáticas para a carne bovina no Brasil: estudo de caso de três elos da cadeia  produtiva
Palavras-chave em português
Bovinocultura de corte
Cadeia de suprimentos
Mudança climática
Resumo em português
A questão das mudanças climáticas é indicada como um dos principais desafios atuais à humanidade. As empresas, enquanto ator importante da sociedade, inicialmente se mostraram refratárias à imputação da responsabilidade parcial pela questão das mudanças climáticas, tendo, por vezes, uma postura de negação quanto a sua ocorrência e contra a imposição de regulações que as obrigassem a reduzir suas emissões. Atualmente, contudo, as empresas têm se mostrado mais proativas no desenvolvimento de ações visando gerir as mudanças climáticas, o que inclui a mensuração e o estabelecimento de metas quanto às suas emissões de gases de efeito estufa, o desenvolvimento de estratégias de mitigação das emissões e a adaptação a possíveis consequências das mudanças climáticas. Isso tem ocorrido pela constatação das empresas de que as mudanças climáticas encerram tanto oportunidades quanto riscos aos seus negócios, sendo esta dinâmica variável de acordo com a visão estratégica da empresa a respeito da questão, dos países onde a empresa atua ou do setor ou cadeia produtiva da qual faz parte. Da mesma forma que vem acontecendo com outros aspectos da estratégia empresarial, a dimensão ambiental, incluindo a questão das mudanças climáticas, também tem sido observada sob o prisma da cadeia produtiva. A cadeia produtiva de carne bovina no Brasil se mostra muito sensível a essa dinâmica, seja porque a pecuária de corte bovina é bastante dependente do ambiente natural, seja porque é apontada como sendo responsável pelo maior volume de emissões de gases de estufa no Brasil e frequentemente é vista e sofre pressões por parte de diversos stakeholders, que a questionam a respeito de seu impacto ambiental. Por outro lado, a pecuária de corte bovina tem um eminente papel no país em termos econômicos, sociais e territoriais. Diante desse cenário, a presente dissertação tem como objetivo identificar as estratégias, desafios e oportunidades da cadeia produtiva de carne bovina no Brasil em relação à gestão das mudanças climáticas. Metodologicamente, optou-se por realizar uma pesquisa qualitativa, utilizando-se da estratégia de estudo de caso de três empresas atuantes no Brasil, cada qual representando cada um dos principais elos dessa cadeia produtiva: Grupo JD/Fazenda São Marcelo, o pecuarista; O Grupo Marfrig, o frigorífico e a indústria alimentícia; e o Grupo Carrefour, o varejo. Os resultados mostram que todos os elos da cadeia produtiva apresentam visão estratégica sobre as mudanças climáticas e têm desenvolvido estratégias relativas à gestão das mudanças climáticas, sendo que o frigorífico se mostrou o elo mais desenvolvido. Como principais oportunidades, observam-se fontes de financiamento e outras técnicas visando o aumento de produtividade da pecuária, melhorias de processos produtivos e logísticos nos frigoríficos e varejistas, e mecanismos que contribuem para o aprimoramento da coordenação da cadeia bovina a partir da questão ambiental. Como principais desafios, menciona-se o aprimoramento das metodologias para mensuração das emissões, a limitação da expansão territorial da fronteira agrícola e o investimento nas ações de adaptação.
Título em inglês
Strategies relating to climate change for beef in Brazil: a case study of three links in the production chain
Palavras-chave em inglês
Beef cattle segment
Climate change
Climate strategies
Production chain of beef
Resumo em inglês
The issue of climate change is indicated as one of the main current challenges to humanity. Companies, while an important actor of society, initially proved to be refractory to the imputation of partial liability by the issue of climate change, with sometimes an attitude of denial regarding its presence and against the imposition of regulations that obligate them to reduce their emissions. Currently, however, companies have been more proactive in developing actions to manage climate change, which includes measuring and setting the goals on their emissions of greenhouse gases, developing strategies to mitigate the emissions and adapting themselves to the possible consequences of climate change. This is due to the fact that companies are realizing that climate change presents both opportunities and risks to their business; and this dynamic is variable based on the company's strategic vision on the issue, on the countries where the company operates or on the industry or chain production which the company is part of. As with other aspects of business strategy, the environmental dimension, including the issue of climate change, has also been observed through the prism of the production chain. The production chain of beef in Brazil proves to be very sensitive to this dynamic, whether it's because the beef cattle segment is quite dependent on the natural environment, or because it is seen as being responsible for the highest level of greenhouse gases emissions in Brazil and it's often seen and coerced by several stakeholders, which argue about its environmental impact. On the other hand, the beef cattle segment has a prominent role in the country in terms of economic, social and territorial aspects. Against this backdrop, this thesis aims to identify the strategies, challenges and opportunities in the production chain of beef in Brazil in relation to the climate change management. Methodologically, a qualitative study was conducted using the case study strategy of three companies operating in Brazil, each representing one of the main links in the supply chain: Grupo JD/Fazenda São Marcelo, the cattle breeder; Marfrig, slaughterhouses and food industry, and the Carrefour Group retailer. The results show that all the links in the chain have strategic vision on climate change and have developed strategies for the management of climate change, being the cold storage facility the most developed link. As major opportunities, it has been observed sources of funding and other techniques aimed at increasing livestock productivity, improvements in production and logistics processes in cold storage facilities and retailers, as well as mechanisms that contribute to the improvement of the coordination of bovine chain from the environmental issue. As major challenges, it is mentioned the improvement of methodologies for measuring emissions, limiting the territorial expansion of the agricultural frontier and investment in adaptation actions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-12-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.