• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.12.2013.tde-03122013-191013
Documento
Autor
Nome completo
Andrea Lucchesi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Menezes Filho, Naercio Aquino (Presidente)
Diaz, Maria Dolores Montoya
Giovannetti, Bruno Cara
Motta, Ronaldo Seroa da
Young, Carlos Eduardo Frickmann
Título em inglês
Environmental innovations: evidence from Brazilian manufacturing firms
Palavras-chave em inglês
Econometrics
Environmental economics
Industrial organization
Macroeconomics
Technology
Resumo em inglês
The increasing concern with environmental damage and climate change has highlighted the importance of environmental innovations (EI) as an alternative to current technological standards. This thesis aims to contribute to the analysis of the determinants of environmental innovation and also to the identification of the effects of the adoption of environmental innovations on labor demand and performance of Brazilian manufacturing firms. Based on panel data between 1998 and 2008, the results obtained in Chapter 2 corroborate international evidence on the determinants of environmental innovation adoption. The environmental inducement hypothesis is verified, indicating that environmental regulation has an important role to influence the Brazilian firms in order to adopt both technical and organizational environmental innovations. Specifically related to developing countries innovative processes, our results confirm that foreign owned firms are significantly more likely to adopt "green" innovation, usually through capital embodied technology transfer and licensing agreements. The size of the firm and physical capital intensity are also important determinants of environmental innovation in Brazilian manufacturing firms. In Chapter 3 we use a translog cost function approach and we analyze the impact of environmental innovations on employment shares and wage bill shares in Brazilian manufacturing industries. The results obtained indicate that environmental technologies are unskilled biased, favoring blue-collar positions and wages, relative to white-collar ones. The "green-collar" jobs deriving from the green technologies adopted are in many situations (especially in low and medium technological intensive industrial sectors) filled by blue-collar workers, trained with green skills and thus capable of dealing with environmental preservation challenges. On the other hand, organizational environmental innovations registered a negative impact in blue-collar employment and wage bill shares, reinforcing the skill biased organizational change hypothesis, as the white-collar workforce is better prepared to deal with increased uncertainty, multi-tasking activities and increased responsibility. Concerning the effects of environmental innovation adoption on performance, Chapter 4 modeling strategy is based on a translog production function, due to its flexibility to represent different production structures, especially in the case of more than two factor inputs. The results indicate that both technical EI and organizational EI have positive impact on Brazilian manufacturing firms' value added. We analyze four different types of technical EI in order to consider different characteristics of each type of EI, including those that reduce resources consumption and those that reduce environmental negative externalities, traditionally understood as additional compliance costs. All the different types of EI tested registered positive correlation with value added change. Pollution abatement investment was also tested and indicated positive effects on value added, even if to a lesser extent.
Título em português
Inovações ambientais: evidência na indústria brasileira
Palavras-chave em português
Econometria
Economia ambiental
Microeconomia
Organização industrial
Tecnologia
Resumo em português
A crescente preocupação com a degradação ambiental e variações climáticas trouxe à tona a importância de inovações ambientais (IA) como uma alternativa ao padrão tecnológico atual. Esta tese tem como objetivo contribuir para a análise dos determinantes da inovação ambiental e também para a identificação dos seus efeitos sobre a demanda por mão de obra e sobre o valor adicionado das indústrias de transformação brasileiras. Utilizando dados de painel entre 1998 e 2008, os resultados obtidos no capítulo 2 corroboram a evidência internacional sobre os determinantes da adoção de inovações ambientais. A hipótese de viés ambiental é verificada, o que indica que a regulação ambiental apresenta um papel importante para influenciar as firmas brasileiras a adotar tanto inovações ambientais tecnológicas quanto organizacionais. Em relação especificamente ao processo inovativo em países em desenvolvimento, nossos resultados confirmam que empresas de capital estrangeiro têm maior probabilidade de adotar inovações "verdes", geralmente através de transferência tecnológica e acordos de licenciamento. O tamanho da firma e a intensidade de capital físico também são importantes determinantes da inovação ambiental nas indústrias de transformação brasileiras. No capítulo 3 utilizamos uma abordagem baseada na função de custo translog e analisamos o impacto de inovações ambientais na participação de emprego e massa salarial nas indústrias brasileiras de manufatura. Os resultados obtidos indicam que as tecnologias ambientais são enviesadas para o trabalho não qualificado, favorecendo o emprego e salários de mão de obra menos qualificada (ou diretamente ligada à produção) em detrimento da mão de obra mais qualificada (ou não diretamente ligada à produção). Os empregos "verdes" derivados da adoção de tecnologias ambientais são, em muitos casos (especialmente nos setores de baixa ou média intensidade tecnológica), ocupados por trabalhadores de baixa qualificação treinados com habilidades "verdes" e, portanto, capacitados para lidar com os desafios da preservação do meio ambiente. Por outro lado, as inovações ambientais organizacionais registraram um impacto negativo na contratação e nos salários de mão de obra de baixa qualificação, reforçando a hipótese de mudança tecnológica enviesada para a qualificação, uma vez que a mão de obra qualificada é mais bem preparada para lidar com o aumento da incerteza, atividade multitarefas e aumento de responsabilidade. Em relação aos efeitos da adoção de inovações ambientais no valor adicionado da empresa, no capítulo 4 adotamos como estratégia de modelagem uma função de produção translog, devido à sua flexibilidade para representar diferentes estruturas produtivas, especialmente no caso de mais de dois fatores de produção. Os resultados indicam que tanto as IA tecnológicas quanto as organizacionais apresentam impacto positivo sobre o valor adicionado das firmas brasileiras. Nós analisamos quatro tipos diferentes de IA tecnológicas com o intuito de considerar as diferentes características de cada tipo de IA, incluindo aquelas que reduzem o consumo de recursos e aquelas que reduzem as externalidades negativas sobre o meio ambiente, tradicionalmente entendidas como custos adicionais de conformidade à regulação ambiental vigente. Todos os diferentes tipos de IA testados registraram correlação positiva com variações no valor adicionado. Investimento em redução de poluição também foi testado e indicou efeito positive sobre o valor adicionado, ainda que em menor intensidade.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AndreaLucchesiVC.pdf (1.35 Mbytes)
Data de Publicação
2013-12-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.