• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.14.2009.tde-10092009-152504
Documento
Autor
Nome completo
Vinicius Consolini Busti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Lima, José Ademir Sales de (Presidente)
Braga, João
Souza, Ronaldo Eustaquio de
Título em português
Quantificando as inomogeneidades da matéria com Supernovas e Gamma-Ray Bursts
Palavras-chave em português
cosmologia
distâncias em cosmologia
gamma-ray bursts
inomogeneidades
supernovas
Resumo em português
Nesta dissertação estudamos como os efeitos das inomogeneidades da matéria (escura e bariônica) modificam as distâncias e afetam a determinação dos parâmetros cosmológicos. As inomogeneidades são fenomenologicamente descritas pelo parâmetro de aglomeramento alpha e quantificadas pela equação da distância proposta por ZeldovichKantowskiDyer Roeder (ZKDR). Além disso, utilizando amostras de Supernovas e Gamma-Ray Bursts, aplicamos um teste chi quadrado para vincular os parâmetros de dois modelos cosmológicos distintos, a saber: o modelo LambdaCDM plano e o modelo com criação de matéria escura fria. Para o modelo LambdaCDM plano, vinculamos os parâmetros alpha e ­OmegaM considerando um prior gaussiano para a constante de Hubble. Realizamos também uma análise detalhada envolvendo duas calibrações distintas associadas aos dados de Gamma-Ray Bursts: uma calibração para o modelo LambdaCDM plano e outra para o modelo cardassiano. Verificamos que os resultados são fracamente dependentes da calibração adotada. Uma análise conjunta envolvendo Supernovas e Gamma-Ray Bursts permitiu quebrar a degenerescência entre o parâmetro de aglomeramento alpha e o parâmetro de densidade da matéria ­OmegaM. Considerando a calibração dos Gamma-Ray Bursts para o modelo LambdaCDM plano, o melhor ajuste obtido foi alpha = 1.0 e ­OmegaM = 0.30, com os parâmetros restritos ao intervalos 0.78 < alpha < · 1.0 e 0.26 < ­OmegaM < 0.36 (2sigma). Para o modelo com criação de matéria escura consideramos também um prior gaussiano para a constante de Hubble e as amostras de Supernovas e Gamma-Ray Bursts (calibrados para o modelo LambdaCDM plano). A degenerescência entre o parâmetro alpha e o parâmetro de criação gamma foi novamente quebrada através de uma análise conjunta das 2 amostras de dados. Para o melhor ajuste obtivemos alpha = 1.0 e gamma = 0.61, com os parâmetros restritos aos intervalos 0.85 < alpha < 1.0 e 0.56 < gamma < 0.66 (2sigma).
Título em inglês
Quantifying the Matter Inhomogeneities with Supernovae and Gamma-Ray Bursts
Palavras-chave em inglês
cosmology
distances in cosmology
gamma-ray bursts
inhomogeneities
supernovae
Resumo em inglês
In this dissertation we study how the effects of matter (baryonic and dark) inhomogeneities modify the distances thereby affecting the determination of cosmological parameters. The inhomogeneities are phenomenologically described by the clumpiness parameter alpha and quantified through the equation distance proposed by ZeldovichKantowskiDyer Roeder (ZKDR). Further, by using Supernovae and Gamma-Ray Bursts separately, a chi-squared analysis was performed to constrain the parameter space for two distinct cosmological models, namely: the flat LambdaCDM model and the cold dark matter creation model. For the flat LambdaCDM model we have constrained the parameters alpha and ­OmegaM by considering a Gaussian prior for the Hubble parameter. A detailed analysis was also performed involving two different calibrations associated to the Gamma-Ray Bursts data: a calibration for the flat LambdaCDM model as well as for the cardassian model. We have verified that the results are weakly dependent on the adopted calibration. A joint analysis involving Supernovae and Gamma-Ray Bursts allowed us to break the degenerescence between the clumpiness parameter alpha and the matter density parameter ­OmegaM. By considering the calibration for the flat LambdaCDM model, the best fits obtained were equal to alpha = 1.0 and ­OmegaM = 0.30 with the parameters restricted on the intervals 0.78 < alpha < 1.0 and 0.26 < ­OmegaM < 0.36 (2sigma). For the dark matter creation model we have also adopted a Gaussian prior for the Hubble constant and the Supernovae and Gamma-Ray Bursts (calibrated for the flat LambdaCDM model) samples. The degenerescence between the clumpiness parameter alpha and the creation parameter gamma was again broken trough a joint analysis of the two data sample. For the best fits we have obtained alpha = 1.0 and gamma = 0.61 with the parameters restricted on the intervals 0.85 < alpha < 1.0 and 0.56 < gamma < 0.66 (2sigma).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (2.22 Mbytes)
Data de Publicação
2010-01-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.