• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.14.2019.tde-12112019-192201
Documento
Autor
Nome completo
Johnny Hebert Esteves de Queiroz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Lima Neto, Gastao Cesar Bierrenbach (Presidente)
Lopes, Paulo Afranio Augusto
Santos, Marcelle Soares dos
Souza, Ronaldo Eustaquio de
Título em português
A correlação entre AGNs e aglomerados de galáxias através do óptico e raios-X
Palavras-chave em português
aglomerados
AGNs
evolução de galáxias
meio intra-aglomerado
raios-X
Resumo em português
O principal objetivo deste trabalho é investigar a relação dos efeitos ambientais de aglomerados de galáxias com a atividade de galáxias de núcleo ativo (AGN). Além disso, revisitamos relações ambientais entre o aglomerado e a sua população galáctica como um todo. Utilizando um catálogo de 96 aglomerados com dados em raios-X do satélite \textit e com observações no óptico do DES e SDSS, selecionamos cerca de 1000 AGNs em raios-X. Observamos a conhecida dependência das AGNs com o ambiente quente de aglomerados. A fração de AGNs, $f_{m AGNs}$, é menor no centro dos aglomerados e tem um pico um pouco depois de $R_{200,c}$. Além disso, a $f_{m AGNs}$ em hospedeiras azuis e vermelhas ao longo do raio do aglomerado apresenta um comportamento similar a segregação morfológica da população galáctica. Do ponto de vista evolutivo, encontramos um efeito Butcher-Oemler das AGNs. Observamos um crescimento da $f_{m AGNs}$ azuis de $\sim 0.2$ em $z=0.1$ até $\sim 0.5$ em $z = 0.65$. Neste sentido, apontamos para um cenário onde a pressão de arraste e o estrangulamento são os mecanismos responsáveis pela evolução da fração de AGNs observada. Em relação aos aglomerados \textit (CC), observamos uma anti-correlação da $f_{m AGNs}$ com a intensidade do CC. Apontamos três cenários possíveis para essa observação: (i) a pressão de arraste é mais eficiente em sistemas CC, as galáxias tipo disco perdem seu gás antes de chegar ao centro do aglomerado, devido ao esgotamento do reservatório de gás, temos uma fração menor de AGNs; (ii) aglomerados CC são mais dinamicamente relaxados, não possuem um histórico recente de acreção, as galáxias já perderam todo seu gás frio; (iii) o \textit é contrabalanceado não apenas pela AGN central mas, também, por toda população de AGNs do aglomerado. Esses cenários podem ser testados em simulações hidrodinâmicas cosmológicas.
Título em inglês
The Correlation Between AGNs and Galaxy Clusters through the Optical and X-rays
Palavras-chave em inglês
AGNs.
galaxy clusters
galaxy evolution
X-ray
Resumo em inglês
The main aim of this work is to probe the environmental relationships between AGN activity and galaxy cluster's (GC) environment. In addition, we look at the environmental effects on the galaxy member population as a whole. We use a catalog of 96 GC with both Xray data (\textit{Chandra satellite}) and optical observations (SDSS and DES). We select about 1000 AGNs in X-ray. We observed the well-known AGN dependence on the hot cluster environment. In particular, the AGN fraction ($f_{m AGNs}$) is smaller in the center of the clusters and has a peak beyond the $R_{200,c}$. The fraction of the blue and red AGN hosts along the cluster radius shows a similar trend to the morphological segregation. From an evolutionary point of view, we find an AGN Butcher-Oemler effect. We observed a growth of the $f_{m AGNs, blue}$ from $\sim 0.2$ in $z=0.1$ up to $\sim 0.5$ in $z = 0.65$. Therefore, we suggest a scenario where ram-pressure stripping and strangulation are the main mechanisms responsible for the observed AGN fraction evolution. Regarding the \textit (CC) systems, we observed an anti-correlation between the $f_{m AGNs}$ and the CC strength. We suggest three scenarios: (i) ram-pressure stripping is efficient in CC systems, the disk galaxies lose their gas before reaching the center of the cluster, this effect depletes their gas reservoir, so there is a smaller occurrence of AGNs; (ii) CC clusters are more dynamic relaxed systems, they do not show a recent accretion episode, the galaxy therein lost almost all the cool gas, hence have a smaller AGN fraction; (iii) the \textit is counterbalanced not only by the central AGN but also by the entire population of AGNs in the cluster. These scenarios might be tested on cosmological hydrodynamical simulations.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.