• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Estevão Vasconcello Campos Tadeu
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Assumpcao, Marcelo Sousa de (Presidente)
Dourado, João Carlos
Rocha, Marcelo Peres
Título em português
Modelo de velocidade da onda S (1D) para a litosfera da Bacia do Pantanal
Palavras-chave em português
Bacia Sedimentar do Pantanal
Onda S
Ondas de Superfície
Técnica de Filtragem Múltipla
Resumo em português
A Bacia Sedimentar do Pantanal é sismicamente ativa, com terremotos registrados de magnitude até mb 5,4. O manto superior desta região apresenta uma queda de velocidade das ondas sísmicas P e S, em comparação com as regiões vizinhas na América do Sul (Assumpção et al., 2004)(Feng et al., 2007). Para entender melhor a causa dessa anomalia de baixa velocidade na Bacia do Pantanal, analisamos as curvas de dispersão de ondas de superfície de terremotos com magnitudes maiores ou iguais a 5,5, com diferentes distribuições azimutais. Medimos as velocidades de fase e de grupo para o modo de vibração fundamental e primeiro modo superior das ondas Rayleigh e fundamental para a Love. Aplicamos a Técnica de Filtragem Múltipla e o método de empilhamento para obter as velocidades de grupo e de fase dessas ondas. Isso nos permitiu obter modelos de velocidade da onda S (1D) para a Bacia do Pantanal. As velocidades de fase e de grupo foram invertidas usando o método linear de Surf96, resultando em seis modelos de velocidade para a Bacia do Pantanal. Dois modelos exibem velocidades mais altas do que as do IASP91 em 110 km e 150 km de profundidade. Os outros quatro têm velocidades baixas nas regiões entre 110 km e 120 km, assim como em 150 km de profundidade. Isto provavelmente evidência uma litosfera mais fina na Bacia do Pantanal, como proposto por Assumpção et al. (2004).
Título em inglês
S -Wave Velocity Model (1D) For The Lithosphere Of The Pantanal Basin
Palavras-chave em inglês
Multiple Filtering Technique
Pantanal Sedimentary Basin
S wave
Surface Waves
Resumo em inglês
The Pantanal Sedimentary Basin is seismically active, with recorded earthquakes of magnitudes up to mb 5,4. The upper mantle of this region exhibits a relatively low P and S seismic wave velocity, compared to neighboring regions in South America (Assumpção et al., 2004)(Feng et al., 2007). To better understand the cause of this velocity anomaly in the Pantanal Basin, we analyzed surface wave dispersion curves of earthquakes with magnitudes greater than or equal to 5,5, with different azimuthal distributions. We measure phase and group velocities for the fundamental and first superior vibration modes for Rayleigh surface waves and the fundamental mode of Love wave dispersion curves. We apply the Multiple Filtering Technique and stacking methods to obtain the group and phase velocities of the Rayleigh and Love waves. This allowed us to obtain S wave velocity (1D) models for the Pantanal Basin. The group and phase velocities were inverted using the linear method of Surf96, resulting in six S-wave velocity models for the Pantanal Basin. Two models exhibit velocities higher than those in IASP91 at 110 km and 150 km depth. The other four have low-velocities in a region between 110 km and 120 km, as well as at 150 km depth. This most likely evidences a thinner lithosphere in the Pantanal Basin, as proposed by Assumpção et al. (2004).
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
dcorrigida.pdf (10.55 Mbytes)
Data de Publicação
2019-11-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.