• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
10.11606/T.14.2010.tde-25062013-202138
Document
Author
Full name
Clênia Rodrigues Alcântara
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2010
Supervisor
Committee
Dias, Maria Assuncao Faus da Silva (President)
Adams, David Kenton
Cohen, Julia Clarinda Paiva
Ferreira, Nelson Jesuz
Souza, Enio Pereira de
Title in Portuguese
Um estudo da relação entre jatos de baixos níveis e linhas de instabilidade da Amazônia
Keywords in Portuguese
Amazônia
Jatos de Baixos Níveis
Linhas de Instabilidade
Abstract in Portuguese
O enfoque deste trabalho é contribuir para a compreensão dos processos que definem a propagação de linhas de instabilidade tropicais da Amazônia. Foi feita a análise de 9 anos de imagens de satélite definindo casos de linha de instabilidade e relacionando sua ocorrência com as do seu ambiente. Foi ressaltado o papel dos jatos de baixos níveis na propagação das linhas de instabilidade e verificadas possíveis diferenças entre os sistemas que se propagam e os que não se propagam. A partir da análise observacional foram feitas simulações numéricas com o modelo BRAMS para explorar a sensibilidade da propagação das linhas de instabilidade às características cinemáticas do ambiente. Como resultado principal, obteve-se que a maioria dos casos observados foi de linhas que não se propagaram, permanecendo quase estacionárias nas proximidades da costa norte do Brasil. Do total de casos de LI identificadas nas imagens de satélite, apenas 20% foram de linhas se propagaram mais de 400 km. O perfil do vento para seu ambiente de formação e desenvolvimento possui características que reúnem um jato em baixos níveis, um jato em altos níveis e pouco cisalhamento na intensidade e na direção. O jato em baixos níveis foi predominante de leste com intensidade média de 9 ms-1 e ocorreu em torno de 800 hPa. Ele foi mais intenso e mais profundo para as linhas que se propagaram mais de 400 km e menos intenso e menos profundo para as linhas costeiras. Os anos de 2005 e 2006 tiveram um aumento considerável de casos, em especial para as linhas que se propagaram. 2005 foi um ano atípico, pois foi verificado um aumento na temperatura da superfície do mar do Atlântico tropical, o que permitiu especular que aumentos como o que foi verificado, em certas áreas do Oceano Atlântico, pode levar ao aprofundamento do JBN através da intensificação das ondas de leste e assim favorecer a formação de mais LI na costa norte do Brasil. O JBN tem papel importante no processo de desenvolvimento das torres de cúmulos que compõe as linhas de instabilidade. Não só são responsáveis pela organização do sistema em linha, mas influenciam diretamente nos processos internos das nuvens, como ventilação e entranhamento, a formação de correntes descendentes e a formação de frentes de rajada em superfície que, em última instância, definem as características de propagação.
Title in English
A STUDY OF THE RELATIONSHIP BETWEEN LOW-LEVEL JET AND AMAZON SQUALL LINES
Keywords in English
Amazonia
Low Level Jet
Squall line
Abstract in English
The aim of this work is to contribute to the understanding the processes that define the propagation of Amazon Tropical Squall Lines (ASL). 9 years of satellite images were analyzed defining ASL cases and their relationship with environment characteristics. The low level jet (LLJ) in ASL propagation has emerged as an important feature and possible differences between the systems that propagated and systems that did not propagate were analyzed. The observational analyzes suggested a series of numerical simulations with BRAMS model to explore the sensitivity of propagating ASL with respect to the kinematic characteristics of environment. Main results show that the larger number of ASL cases was of non propagating coastal lines. From the total, only 20% of ASL propagated more than 400 km (SL2). The wind profile of ASL formation and development environment had a LLJ, an upper level jet and to small values of speed and directional shear. The LLJ was from east with intensity of about 9 ms-1 and it was occurred around 800 hPa. It was more intense and deeper for SL2 than CSL. The 2005 and 2006 years had an considerable increase of ASL cases, specially for propagated lines. The 2005 year was atypical, because had an increase of sea surface temperature of Tropical Atlantic Ocean, allowing to speculate that this kind of increase, in certain areas of the Ocean, can lead to the deepening of LLJ through of easterly wave intensification, and thus favoring the formation of more ASL in the North coast of Brazil. The LLJ has a important role in the development processes of cumulus towers that compose the ASL and not only it were responsible for organization of the system, but it directly influence the internal processes of clouds, like inflow into the cloud.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
TESECRAlcantara.pdf (6.06 Mbytes)
Publishing Date
2013-06-26
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
Centro de Informática de São Carlos
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2019. All rights reserved.