• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.16.2016.tde-01092016-160527
Documento
Autor
Nome completo
Liliane de Castro Vieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Reis Filho, Nestor Goulart (Presidente)
Scifoni, Simone
Bueno, Beatriz Piccolotto Siqueira
Medrano, Ricardo Hernan
Nascimento, Flávia Brito do
Título em português
O colonial como marca: aspectos da evolução urbana de Ouro Preto
Palavras-chave em português
Evolução urbana
Morfologia urbana colonial
Ouro Preto
Resumo em português
Esta tese de doutorado tem por objetivo estudar a forma urbana atual de Ouro Preto e verificar a influência da morfologia urbana colonial como modelo para as novas ocupações - hipótese defendida nesta pesquisa. Para tanto, partimos da aproximação da configuração da antiga Vila Rica, no período compreendido entre o século XVIII e o início do século XIX, pois o estudo sistemático da morfologia colonial fundamenta a forma urbana original de Ouro Preto e subsidia os argumentos seguintes. A seguir, analisamos a configuração de Ouro Preto, entre o início do Império e o fim da Primeira República, para identificar as alterações da forma urbana colonial, relativizar a decadência atribuída para a cidade, nesse período, e caracterizar a cidade tombada pelo IPHAN, em 1938. Por fim, concluindo o percurso da evolução urbana de Ouro Preto, apresentamos a configuração da cidade, entre 1930 e 2006, do início da Era Vargas à publicação do Plano Diretor da cidade (Lei complementar nº 29/2006). Identificamos as transformações ocorridas no tecido urbano investigado anteriormente, as novas ocupações dentro do perímetro de tombamento do IPHAN e a influência da morfologia colonial como modelo para as novas ocupações, processos observados a partir de meados do século XX. Assim, esta pesquisa busca aprofundar a história urbana de Ouro Preto, cooperar para o entendimento de sua formação e abordar a história de seu sistema urbano, nos últimos sessenta anos. Com isso, almejamos contribuir para a compreensão do conjunto da história da urbanização, tendo Ouro Preto como exemplo.
Título em inglês
The colonial architecture as a town's identity: aspects of the urban evolution of Ouro Preto
Palavras-chave em inglês
Colonial urban morphology
Urban evolution
Resumo em inglês
This doctoral thesis studies the current urban morphology of Ouro Preto, Minas Gerais, by checking the influence of the colonial urban morphology as a reference to its new settlements - hypothesis of this research. First this study analyzes the urban setting of the old Vila Rica from the 18th century to early 19th century: studies of colonial urban morphology have supported the arguments presented in the following chapters. Next, the urban setting of Ouro Preto between the beginning of the Portuguese monarchy and the end of the First Republic in Brazil was analyzed to check the changes in the colonial urban morphology in order to answer a question about the decline of Ouro Preto in the 19th century and to describe the city's protected heritage by the Federal Heritage Preservation Institute (IPHAN). Finally, the current urban morphology of Ouro Preto established between 1930 and 2006, i.e., from early Getúlio Vargas' mandate to Ouro Preto's master plan of 2006, was analyzed because it has been observed that, since mid-twentieth century, old urban settings in settlements inside a protected area have undergone changes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
lilianevieira.pdf (94.22 Mbytes)
Data de Publicação
2016-09-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.