• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Mirelle Papaléo Koelzer
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Martins, Sergio Regis Moreira (Presidente)
Villac, Maria Isabel
Frúgoli Junior, Heitor
Título em português
Resistências urbanas: ações poéticas, fronteiras políticas. As vozes de movimentos e coletivos na disputa pela cidade
Palavras-chave em português
Arte e Política
Cidades
Coletivos
Espaços públicos
Intervenção urbana
Resumo em português
A presente pesquisa analisa ações de movimentos e coletivos atuantes no Brasil, evidenciando práticas que questionam problemáticas urbanas e propõem modos alternativos para a vida nas cidades. O estudo investiga a potência crítica e a capacidade disruptiva de ações e intervenções urbanas realizadas em diferentes cidades do Brasil, propondo a existência de um olhar comum entre elas, que questiona os padrões estigmatizados da cidade global mediados pelo discurso repressivo do capitalismo neoliberal. Essas práticas se configuram como um gesto de enfrentamento e resistência, que articulam micropolíticas na cidade e propõem novas possibilidades para a vida urbana. Instauram-se, por meio dessas ações, novos olhares sobre a cidade, trazendo, além da dimensão do direito de uso e participação, a extensão do direito ao prazer e ao lúdico na experiência de cidade. Defendendo desde pautas pontuais a agendas mais abertas, os movimentos e coletivos aqui apresentados representam diferentes vozes e olhares, políticos e poéticos, que articulam uma rede de afetos na cidade e tomam a potência de resistências urbanas.
Título em inglês
Urban resistance: poetic actions, political frontiers. The voices of movements and collectives in the dispute for the city
Palavras-chave em inglês
Art and politics
Cities
Collectives
Public spaces
Urban intervention
Resumo em inglês
The following research analyses actions from ongoing movements and collectives in Brazil, focusing on practises wich question urban problems and propose alternative ways to look at urban living. The study investigates the crictic power and the disruptive capability of actions wich took place after the turn of the 20th century in different cities in Brazil, proposing the existence of a common thought pattern between them, questioning the stigmatazed standarts of the global city, mediated by the reppressive speach of neoliberal capitalism. These practises configure themselves as a gesture of resistance, wich articulate micropolicis in the city and proposes new possibilities to urban life. It establishes, by mean of these actions, new ways to look upon a city, bringing beside the right to use and participate, the extension to the right of pleasure and leisure in the urban experience. Defending and speaking out from puncutal issues to wide agendas, the movements and collectives presented here represent diferent voices who articulate a network of affections and gather the power of urban resistances.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.