• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.16.2011.tde-05122011-100405
Documento
Autor
Nome completo
Patrícia Mara Sanches
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Pellegrino, Paulo Renato Mesquita (Presidente)
Queiroga, Eugênio Fernandes
Silva Filho, Demóstenes Ferreira da
Título em português
De áreas degradadas a espaços vegetados: potencialidades de áreas vazias, abandonadas e subutilizadas como parte da infra-estrutura verde urbana
Palavras-chave em português
Áreas degradadas
Espaços verdes
Infraestrutura verde
Paisagem urbana
Resumo em português
O presente trabalho propõe uma nova estratégia de planejamento da paisagem urbana para aquisição de novas áreas verdes, através da recuperação e restauração de áreas degradadas (locais vazios, abandonados e subutilizados). A urgência de intervenção e revitalização destas áreas tem sido foco de preocupação nos grandes centros urbanos, tanto em países desenvolvidos, como nos emergentes, uma vez que são espaços disfuncionais no tecido urbano. O estado de abandono e desinteresse leva a depreciação do entorno e facilita o uso à criminalidade e atividades ilícitas. A transformação das áreas degradadas em espaços vegetados visa transformar o problema em oportunidade, partindo do princípio de que as áreas verdes devam cumprir funções infraestruturais, ou seja, ser componente de uma paisagem de alta performance, contribuindo para a criação ou ampliação da infraestrutura verde urbana. O estudo de caso para aplicação desta nova estratégia foi parte da cidade de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo, Brasil, cujas diminutas áreas verdes urbanas acessíveis à comunidade são cada vez mais escassas, ao mesmo tempo em que há diversas áreas vazias e abandonadas, muitas em processo de regeneração natural, que são alvos do mercado imobiliário para residências, serviços e comércio. A partir desta temática, uma série de questões foi lançada: Quais áreas degradadas têm potencial para serem convertidas em áreas verdes? Quais são os critérios para avaliação deste potencial? Qual é o caráter vocacional destas futuras áreas verdes: ambiental ou social? Essas perguntas nortearam o desenvolvimento da pesquisa em busca de uma metodologia de planejamento paisagístico para aquisição de novas áreas verdes aplicada na cidade de São Bernardo do Campo. Assim, foi desenvolvida uma ferramenta de avaliação, que se utilizou de um sistema de informação geográfico, e está pautada nos princípios de infraestrutura verde, de forma a responder às questões ecológicas, de drenagem das águas, de mobilidade, e as questões sociais de atendimento à comunidade local. Os resultados mostraram que 40% das áreas amostrais avaliadas apresentaram potencial alto de conversão em áreas verdes, outros 40%, potencial médio e 20% restante, potencial baixo, apontando um cenário favorável para a maioria das áreas degradadas. Quanto ao seu uso vocacional, 50% apresentam potencial de uso predominantemente social, 20% ambiental e 30% social e ambiental. A classificação por vocação de uso das áreas verdes (social ou ambiental) é um dado importante, uma vez que aponta áreas com potencial inferior e que não devem ser descartadas, pois tem um valor social importante. Os resultados têm por finalidade auxiliar nas tomadas de decisão preliminar do planejamento urbano ambiental, oferecendo subsídios aos profissionais da área na proposição criteriosa de novas áreas verdes urbanas.
Título em inglês
From wasteland to greenspaces: potentialities of vacant, derelict and underused lands as being part of urban green infrastructure
Palavras-chave em inglês
Green infrastructure
Greenspaces
Urban landscape
Vacant and underused lands
Resumo em inglês
This research proposes an urban landscape planning strategy for the acquisition of new green areas, through the reclamation of vacant, derelict and underused lands. Authorities in large urban centers, both in developed and emerging countries, have been concerned in these sites, once they are dysfunctional areas in the urban fabric. The carelessness and indifference has led to depreciation of the surrounding and facilitates the increase of crime. Greening derelict, vacant and underused lands can transform a problem into an opportunity, assuming that green spaces must fulfill infrastructural functions, as part of a landscape of high performance, seeking the creation or expansion of an urban green infrastructure. The case study to apply this strategic planning approach was Sao Bernardo do Campo city, in Sao Paulo Metropolitan area, Brazil, whose the tiny accessible green areas to the community are increasingly scarce, while there are many vacant, derelict and underused lands, under natural regeneration process, that are acquired for real estate market instead of creation of new greenspaces. From this point view, a series of questions were made: Which vacant, derelict and underused lands have the potential to be reclaimed into green areas? What are the criteria to evaluate this potential? Which the main role and potential use of the green area: social or environmental use? These questions guided the research in the development of a landscape planning methodology to acquire new green areas in São Bernardo do Campo. An assessment tool, using GIS and based on green infrastructure concept was developed, so that derelict and vacant lands could meet ecological, stormwater management, mobility and social issues. The results showed that 40% of the sample sites presented high potential to reclaim into green areas, 40%, medium potential and 20%, have low potential, revealing a favorable scenario for most vacant and derelict lands. Regarding the role and use of the green area, 50% have a predominantly social potential use, 20% environmental potential use, and 30% presents both potentials. This classification (social and/or environmental) is an important point, since it identifies those areas that, despite have lower potential, should not be discarded because it has an important social value. The results should assist a preliminary environmental and urban planning decision making, offering support to professionals to insightful creation of new urban green areas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Livro_teses_usp.pdf (21.25 Mbytes)
Data de Publicação
2011-12-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.