• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.16.2018.tde-29062017-132232
Documento
Autor
Nombre completo
Guilherme Moreira Petrella
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Pereira, Paulo Cesar Xavier (Presidente)
Damiani, Amelia Luisa
Dattwyler, Rodrigo Alejandro Hidalgo
Kowarick, Lucio Felix Frederico
Rolnik, Raquel
Título en portugués
A fronteira infernal da renovação urbana em São Paulo: região da Luz no século XXI
Palabras clave en portugués
Disputa na produção do espaço
Luta de classes espacial
Reestruturação do capital
Reestruturação do espaço
Região da Luz
Renovação Urbana
Resumen en portugués
O fenômeno da Renovação Urbana é uma reestruturação espacial que se realiza em situações especiais da metrópole. Opera por uma finalidade ou estratégia específica. Implica em um processo de produção, um produto e um uso também específicos. Nesta especialização, a espacialização se diferencia. A renovação se realiza ao imbricar incorporação imobiliária, predominantemente de caráter privado, e infraestrutura, predominantemente de caráter público. Relaciona formas de financiamento especiais, recursos oriundos de instituições públicas de diversos níveis, ou de instituições financeiras de diversas ordens e origens. O presente trabalho busca analisar o processo contemporâneo de renovação urbana da Região da Luz, no centro de São Paulo, que explicita o caráter de disputa na produção do espaço. Uma luta de classes que se realiza na disputa pela produção e distribuição do produto social, da riqueza comum. A «cidade». A tese da renovação é a subvida do trabalho, que se aprofunda com o deslocamento da valorização da produção para a capitalização da propriedade, meio fictício de acumulação. Na atual reestruturação capitalista emerge o domínio do (capital) fictício como fundamento da reprodução social. Na sua dimensão espacial, convergem o imobiliário e o financeiro, que particularizam a reprodução do capital na metrópole contemporânea, proporcionando-lhe uma sobrevida através da produção do espaço. Esta convergência se dá pela coalizão de frações de classe detentoras do patrimônio imobiliário e financeiro, que acentua o domínio das classes proprietárias sobre as classes subordinadas. Como desdobramento na dimensão da luta política, a experiência de resistência à espoliação pode orientar para a constituição de uma classe social espacial, de base urbana, cuja luta conforma uma força contra o capital. A exposição da tese se dá em três capítulos. O primeiro analisa os planos urbanos da Região da Luz; o segundo, a centralidade da propriedade na acumulação de capital; e o terceiro os conflitos e coalizões no uso, distribuição e produção do espaço. Cada um destes capítulos, por sua vez, é organizado em três subcapítulos. O primeiro de cada um deles observa seu aspecto imediato, o plano urbano, a centralidade da propriedade e os conflitos e coalizões. Depois, inicia-se uma abordagem de seu aspecto global, ou como cada uma destas manifestações imediatas se relacionam a dimensões jurídicas, econômicas e políticas que têm relações a processos sociais mais amplos. Por fim, cada um deles se fecha com uma discussão que se suscita ao nível das contradições mais gerais que os movem, relativo à totalidade ou consciência.
Título en inglés
The infernal frontier of urban renewal in são paulo: luz region in the 21st century
Palabras clave en inglés
Class struggle for space
Dispute in the production of space
Luz Region
Restructuring of capital
Restructuring of space
Urban Renewal
Resumen en inglés
The phenomenon of Urban Renewal is a spatial restructuring that takes place in special situations of the metropolis. It operates for a specific purpose or strategy. It implies in a production process, as well as a specific product and a use. In this specialization, spatialization differs. The renovation takes place by imbricating real estate development, predominantly a matter of a private character, and infrastructure, predominantly one of a public character. It relates special forms of financing, resources from public institutions of different levels, or from financial institutions of different orders and origins. The present work aims to analyze the contemporary process of urban renewal of the Luz Region, in downtown São Paulo, which explicits the character of dispute in the production of space. A class struggle that takes place in the dispute for the production and distribution of the social product, of the common wealth. The"city". The thesis of renewal is the subjunctive of the work, which is deepened by the shift from valuation of production to the capitalization of property, a fictitious means of accumulation. In the ongoing capitalist restructuration, the domain of the fictitious capital emerges as the foundation of social reproduction. In its spatial dimension, the real estate and financial sectors converge, leading them to privatize the reproduction of capital in the contemporary metropolis, providing the capital a extended life through the production of space. This convergence is due to the coalition of class fractions that hold the real estate and financial patrimony, which accentuates the domination of the proprietary classes over the subordinate classes. As an unfolding in the dimension of political friction between classes, the experience of resistance to spoilage can lead to the constitution of a spatial, urban-based social class whose struggle forms a force against capital. The hereby thesis is presented in three chapters. The first one analyzes the urban projects of the Luz Region; the second, the centrality of property in the accumulation of capital; and the third the conflicts and coalitions in the use, distribution and production of space. Each of these chapters, in turn, is organized into three complementary sub-chapters. The first sub-chapter of each of them observes its immediate aspect, the urban plan, the centrality of property and the conflicts and coalitions. Then begins an approach to its global aspect, or how each of these immediate manifestations relates to legal, economic, and political dimensions that have relations to broader social processes. Finally, each of them closes with a discussion that is raised at the level of the more general contradictions that move them, relative to the totality or consciousness.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2018-11-28
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.