• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.17.2013.tde-09092013-145643
Documento
Autor
Nombre completo
Letícia Nogueira Leite
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2013
Director
Tribunal
Tirapelli, Carlos Renato (Presidente)
Antunes, Edson
Passaglia, Rita de Cassia Aleixo Tostes
Título en portugués
Consequências do consumo crônico de etanol sobre a reatividade e expressão dos componentes do sistema endotelinérgico em corpo cavernoso de rato
Palabras clave en portugués
Corpo cavernoso
Endotelina-1
Etanol
Reatividade
Resumen en portugués
A endotelina-1 (ET-1) é um peptídeo vasoconstritor que exerce um papel importante no controle do tônus do corpo cavernoso. No entanto, tem sido demonstrado que esse peptídeo também está envolvido na disfunção erétil (DE) associada ao diabetes mellitus e hipertensão. O consumo de etanol aumenta os níveis plasmáticos de ET-1 e a resposta contrátil a esse peptídeo em tecidos vasculares. Os objetivos deste trabalho foram o de estudar as consequências funcionais e celulares do consumo crônico de etanol sobre o sistema endotelinérgico no corpo cavernoso e identificar os mediadores envolvidos nessa resposta. Ratos Wistar foram divididos em dois grupos, os quais receberam água (controle) ou solução de etanol a 20% (vol./vol.) por seis semanas. Nossos resultados mostram que em tiras de tecido cavernoso, não houve alteração da resposta de relaxamento induzida pela adrenomedulina e nitroprussiato de sódio após tratamento com etanol. Com relação à acetilcolina, o consumo crônico de etanol reduziu o relaxamento induzido pelo referido agonista. Além disso, observou-se redução dos níveis plasmáticos e teciduais de nitrato no grupo etanol. Em conjunto, esses resultados sugerem que o tratamento crônico com etanol reduz a síntese/liberação do NO tecidual sem prejuízo em sua via de sinalização. O tratamento com etanol aumentou os níveis plasmáticos de ET-1 e a resposta contrátil induzida por esse peptídeo em corpo cavernoso de ratos. A contração induzida pela fenilefrina ou KCl 120 mmol/L não foi afetada pelo tratamento com etanol, sugerindo que os efeitos do tratamento sobre a reatividade do corpo cavernoso não são inespecíficos. O antagonista dos receptores ETB, o BQ788, não alterou a resposta de contração induzida pela ET-1 em corpo cavernoso de animais do grupo controle ou etanol. Não houve alteração da resposta de relaxamento induzida pelo IRL1620, um agonista seletivo dos receptores ETB. O tratamento com etanol não alterou os níveis de RNAm assim como a expressão protéica dos receptores ETB. Esses resultados mostram que o aumento da contração induzida pela ET-1 após tratamento com etanol não está relacionado à redução do relaxamento mediado pelos receptores ETB. Em nosso estudo o BQ123, antagonista seletivo dos receptores ETA, deslocou a curva cumulativa para ET-1 para direita em músculo cavernoso de ratos do grupo controle com consequente redução do valor de pD2. O mesmo não foi observado no tecido de animais do grupo etanol, indicando que a resposta mediada pelos receptores ETA está favorecida após o tratamento. O consumo de etanol não afetou os níveis de RNAm dos componentes do sistema endotelinérgico (ET-1, ECE-1, receptores ETA e ETB) e das isoformas da enzima óxido nítrico sintase (NOS) (eNOS, nNOS e iNOS), porém aumentou a expressão protéica do receptor ETA, da ET-1 e da iNOS no músculo cavernoso. O tratamento com etanol induziu aumento do estresse oxidativo sistêmico assim como dos níveis de ânions superóxido (O2-) no corpo cavernoso. As espécies reativas de oxigênio (ERO), os metabólitos derivados da NOS e da ciclooxigenase (COX) modulam negativamente a contração induzida por ET-1 e mostraram-se importantes no aumento da contração à ET-1 observada no corpo cavernoso de animais tratados com etanol. O Y27632, um inibidor da Rho-cinase, reduziu a resposta contrátil da ET-1 em corpo cavernoso de animais de ambos os grupos. Portanto, os resultados mostram que o tratamento com etanol aumenta a resposta contrátil da ET-1 por mecanismos que envolvem o aumento da expressão dos receptores ETA e das ERO e a via da Rho-cinase.
Título en inglés
Consequences of chronic ethanol consumption on the reactivity and expression of components of the endothelinergic system in the rat corpus cavernosum.
Palabras clave en inglés
Corpus cavernosum
Endothelin-1
Ethanol
Reactivity.
Resumen en inglés
Endothelin-1 (ET-1) is a vasoconstrictor peptide that plays an important role in controlling the tone of the cavernosal smooth muscle (CSM). ET-1 is also involved in erectile dysfunction (ED) associated with diabetes mellitus and hypertension. Ethanol consumption increases plasma levels of ET-1 and the contractile response to this peptide in vascular tissues. This study aimed to investigate the cellular and functional consequences of chronic ethanol consumption on the endothelinergic system in CSM as well as the mediators involved in this response. Male Wistar rats were treated with ethanol 20% (vol./vol.) for 6 weeks. Reactivity experiments were performed on isolated CSM. Our findings show that adrenomedullin and sodium nitroprusside-induced relaxation was not altered after treatment with ethanol. On the other hand, acetylcholine-induced relaxation was reduced in CSM from ethanol-treated rats. Moreover, chronic ethanol consumption reduced plasma and CSM nitrate levels. These observations suggest that chronic ethanol consumption reduces NO synthesis/release but does not alter NO signaling pathway. Ethanol consumption increases plasma levels of ET-1 and the contractile response to this peptide in isolated CSM. Chronic ethanol consumption did not alter the contraction induced by phenylephrine or KCl 120mmol/L in isolated CSM strips. These observations suggest that the effects of chronic ethanol consumption on the CSM reactivity are nonspecific. BQ788, a selective ETB receptor antagonist, did not alter ET-1-induced contraction in CSM from both control and ethanol-treated rats. The relaxation induced by IRL1620, a selective ETB receptors agonist, was not affected by ethanol consumption. mRNA levels and protein expression for ETB receptor were not affected by ethanol consumption. We concluded that CSM hyper-reactivity to ET-1 is not related to reduction of ETB receptor-mediated relaxation. BQ123, a selective ETA receptor antagonist, shifted the concentration-response curve for ET-1 to the right in CSM from control rats. However, this response was not observed in CSM from ethanol group, indicating that the response mediated by the ETA receptor is favored after ethanol treatment. It was found that chronic ethanol consumption did not alter mRNA levels for the components of the endothelinergic system (ET-1, ECE-1, ETA and ETB receptors) and the isoforms of nitric oxide synthase (NOS) (eNOS, nNOS and iNOS), but increased protein expression for ETA receptor, ET-1 and iNOS. Ethanol induced systemic and cavernosal oxidative stress. Reactive oxygen species (ROS), metabolites derived from cyclooxygenase (COX) and NOS, modulate negatively ET-1-induced contraction and appear to be important mediators of ethanol-induced ET-1 hyper-reactivity in the isolated CSM. Y27632, a Rho-kinase inhibitor, reduced ET-1-induced contraction in CSM from both control and ethanol-treated rats. Our results show that chronic ethanol consumption increases ET-1 induced contraction in isolated CSM and that this response is mediated by the Rho-kinase pathway and an increase in ROS generation and ETA receptor expression.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
letsnog.pdf (1,002.30 Kbytes)
Fecha de Publicación
2014-08-27
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.