• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Susana Quiros Cognuck
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Jose Antunes (Presidente)
Ferriolli, Eduardo
Franci, Janete Aparecida Anselmo
Reis, Luis Carlos
Título em português
Interação do sexo e envelhecimento no controle neuroendócrino da homeostase metabólica, cardiovascular e hidromineral
Palavras-chave em português
Envelhecimento
Função cardíaca
Função renal
Homeostases hidromineral
Metabolismo energético
Sexo
Resumo em português
O envelhecimento altera a composição corporal, balanço energético e a rede de sinais que controlam a homeostase. Os objetivos são caracterizar o envelhecimento dos ratos Wistar em relação a composição corporal e na homeostase energética segundo o sexo, determinar as alterações produzidas por o envelhecimento na função renal e cardiovascular, e comparar as alterações hormonais e comportamentais dipsogênicas e natriorexigênicas que decorrem do envelhecimento, tanto no estado normoidratado quanto durante a privação hídrica e identificar se esses efeitos agem igualmente em machos e fêmeas. Como modelo experimental foram usados ratos machos e fêmeas Wistar nas idades entre 2 e 18 meses. Se determinou o teste de tolerância à glicose oral e o perfil lipídico em condição de jejum. Com alimentação ad libitum, foram determinados o perfil lipídico, ácidos graxos livres, glicemia e a dosagem de leptina, adiponectina, insulina, corticosterona (CORT) e prolactina (PRL). Se determinou a função renal e cardíaca em repouso. A ingestão de água e apetite ao sódio, as concentrações plasmáticas de ocitocina (OT), arginina vasopressina (AVP), CORT, peptídeo natriurético atrial (ANP) e angiotensina II (ANGII) em resposta a privação hídrica. Os machos idosos apresentaram alteração no metabolismo da glicose. Na condição prandial os machos idosos apresentaram maiores níveis séricos de triglicerídeos, colesterol total, HDL e ácidos graxos livres. Segundo a idade, os animais idosos aumentaram a leptina, os machos a adiponectina e as fêmeas a PRL e CORT. Segundo o sexo, insulina foi maior nos machos idosos. A adiponectina e CORT foi maior nas fêmeas de 3 meses, e nas idosas foram a PRL e CORT. As fêmeas apresentaram disfunção diastólica sem mudar a fração de ejeção e os machos alteração da taxa de filtração glomerular. Os animais desidratados idosos bebem menos água e salina isotônica do que os ratos jovens. As fêmeas desidratadas de 6 meses ingeriram mais salina do que água e aos 18 meses elas beberam mais água do que salina. Os ratos beberam em todas as idades mais água do que salina. Durante a desidratação os ratos de 3 meses tiveram aumento na concentração plasmática de AVP, OT, ANGII e CORT, enquanto o ANP diminuiu. Nos machos de 3 meses, quando desidratados o ANP foi maior do que nas fêmeas de 3 meses desidratadas. Os animais idosos desidratados tiveram menor concentração plasmática de ANGII do que os animais de 3 meses. A CORT foi maior nos animais idosos do que nos animais de 3 meses. A concentração plasmática de OT e CORT foi maior nas fêmeas de idosas do que nos machos idosos. Concluindo, no envelhecimento, as maiores alterações do metabolismo energético se observam nos machos, entanto que as fêmeas conseguem manter a homeostases energética. Os ratos Wistar envelhecidos podem ser utilizados para o estudo de disfunção renal e cardíaca. A resposta comportamental dipsogênica e neuroendócrina na manutenção da homeostase hidromineral sofre influência do envelhecimento, tendo o sexo um fator preponderante nestas respostas
Título em inglês
Sex and aging interaction in the neuroendocrine control of metabolic, cardiovascular and hydromineral homeostasis
Palavras-chave em inglês
Aging
Cardiac function
Energy metabolism
Hydromineral homeostasis
Renal function
Sex
Resumo em inglês
Aging changes body composition, energy balance and the network of signs that control homeostasis. Objectives are: to characterize the aging of Wistar rats in relation to body composition and energetic homeostasis according to sex, to determine the changes produced by aging in renal and cardiovascular function, and to compare the hormonal and behavioral dipsogenic and natriorexigenic effects of aging, both in the normohydrate state and during water deprivation, and to identify whether these effects act equally on males and females. As experimental model was used male and female Wistar rats between 2 and 18-month-old. The oral glucose tolerance test and the fasting lipid profile were determined. With ad libitum feeding, the lipid profile, free fatty acids, glycemia and the dosage of leptin, adiponectin, insulin, corticosterone (CORT) and prolactin (PRL) were determined. Cardiac and renal function was determined at rest. Intake of water and sodium appetite, plasma concentrations of oxytocin (OT), arginine vasopressin (AVP), CORT, atrial natriuretic peptide (ANP) and angiotensin II (ANGII) in response to water deprivation. Old males presented alterations in glucose metabolism. In the prandial condition, the elderly males had higher serum levels of triglycerides, total cholesterol, HDL and free fatty acids. According to age, the elderly animals increased leptin, males increased adiponectin and females increased PRL and CORT. According to sex, insulin was highest in older males. Adiponectin and CORT were highest in 3 month-females, and elderly had highest PRL and CORT. The females presented diastolic dysfunction without changing the ejection fraction and the males altered the glomerular filtration rate. Old dehydrated animals drink less water and isotonic saline than young rats. Dehydrated 6 month-old-female ingested more saline than water, and 18 month-old-female drank more water than saline. Male drank at all ages more water than saline. During dehydration 3-month- rats had an increase in the plasma concentration of AVP, OT, ANGII and CORT, while the ANP decreased. In the 3-month males, when dehydrated the ANP was higher than in the dehydrated 3-month females. Dehydrated elderly animals had lower plasma concentrations of ANGII than 3 - month - old animals. CORT was higher in older animals than in 3-month old animals. The plasma concentration of OT and CORT was higher in females than in older males. In conclusion, the major changes in energy metabolism are observed in old males, although old females can maintain energy homeostasis. Aged Wistar rats can be used for study renal and cardiac dysfunction. The dipsogenic and neuroendocrine behavioral response in the maintenance of the hydromineral homeostasis is influenced by aging, with sex being a preponderant factor in these responses
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.