• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Priscila Nogueira Bezan
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Jordao Junior, Alceu Afonso (Presidente)
Antunes, Lusania Maria Greggi
Góes, Rejane Maira
Suen, Vivian Marques Miguel
Título em português
Efeitos da suplementação de frutooligossacarídeos em parâmetros metabólicos em camundongos C57BL alimentados com dieta hiperlipídica
Palavras-chave em português
Camundongos C57BL
Dieta hiperlipídica
EHNA
Frutooligossacrídeos (FOS)
Resumo em português
Uma dieta rica em gordura leva sabidamente a efeitos deletérios, associados a síndrome metabólica, por outro lado carboidratos como os frutooligossacarídeos (FOS) estão associados à melhora da saúde gastrointestinal e à prevenção do excesso de gordura corporal e das alterações metabólicas associadas. O presente estudo avaliou os efeitos em longo prazo de quantidades elevadas de FOS em parâmetros metabólicos, na esteatose hepática não alcoólica (EHNA) e nos ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) de camundongos C57BL recebendo dieta normolipídica e hiperlipídica. Foram utilizados 60 animais divididos em seis grupos que receberam por quatro meses as seguintes dietas experimentais: controle (C), normolipídica rica em fibra (F), normolipídica suplementada com FOS (FOS), hiperlipídica (HL), hiperlipídica rica em fibras (HLF) e hiperlipídica com FOS (HLFOS). A dieta controle continha 5% de celulose microcristalina, enquanto a rica em fibras continha 15%; já as suplementadas com FOS, ambas continham 15% desse prebiótico. Foram analisados: peso dos animais; composição corporal; ingestão alimentar; glicemia de jejum; perfil lipídico sérico e hepático; histologias hepática e intestinal; malondialdeído (MDA), retinol e ?- tocoferol hepáticos; AGCC nas fezes. Ao final do período experimental não foi verificada alteração no consumo calórico entre os grupos, mas a suplementação com FOS na dieta hiperlipídica promoveu menor ganho de peso corporal e redução dos pesos do fígado e do tecido adiposo retroperitoneal em comparação ao HL e HF. O FOS preveniu a EHNA e diminuiu os níveis de da alanina aminotransferase e de colesterol sérico nos modelos experimentais animais de obesidade e síndrome metabólica (SM), mas sem alterações significativas no perfil lipídico hepático, na glicemia de jejum, na capacidade antioxidante total ou nas dosagens hepáticas de MDA, de retinol e de ?-tocoferol. Os grupos que receberam dieta rica em fibras não apresentaram melhora nos parâmetros metabólicos ou na EHNA como ocorreu com a suplementação de FOS, sendo que o grupo HLF apresentou aumento do MDA no fígado. Já na dieta normolipídica, o FOS e a celulose foram eficazes na preservação da vitamina E hepática. A histologia intestinal evidenciou que a dieta hiperlipídica aumentou o diâmetro total da luz intestinal e reduziu a espessura muscularentérica, sendo que tanto a suplementação com FOS como com celulose reverteram esses achados, sendo o FOS o mais efetivo. Já com relação aos grupos que receberam dieta normolipídica, houve diminuição da espessura muscular entérica tanto no grupo F como no FOS, sendo a celulose a que apresentou a maior redução, e o aumento do diâmetro da luz intestinal só foi verificado no grupo F. Por fim, não houve alteração nas dosagens dos três principais AGCC nas fezes. A suplementação em longo prazo com altas doses de FOS foi efetiva na redução do peso, da adiposidade, da EHNA e do colesterol sérico em camundongos C57BL com obesidade e SM induzidas por dieta hiperlipídica, além de prevenir parcialmente as alterações morfológicas do intestino presentes nesses modelos experimentais. Os benefícios encontrados com a oferta de altas doses de FOS não foram verificados nos grupos enriquecidos com celulose microcristalina
Título em inglês
Effects of supplementation of fructooligosaccharides on metabolites in C57BL mice fed a hyperlipidic diet
Palavras-chave em inglês
C57BL mice
EHNA
Fructooligosaccharides (FOS)
Hyperlipidic diet
Resumo em inglês
A high-fat diet is known to lead to deleterious effects associated with metabolic syndrome, on the other hand carbohydrates such as fructooligosaccharides (FOS) are associated with improved gastrointestinal health and prevention of excess body fat and associated metabolic abnormalities. The present study evaluated the long-term effects of high doses of FOS on metabolic parameters, non-alcoholic hepatic steatosis (NASH) and short chain fatty acids (SCFAs) of C57BL mice receiving normolipid and hyperlipidic diets. A total of 60 animals were divided into six groups, which received the following experimental diets for four months: control (C), fiber-rich normolipid (F), normolipid supplemented with FOS (FOS), hyperlipidic (HL), high-fiber hyperlipid (HLF) and hyperlipidemic with FOS (HLFOS). The control diet contained 5% microcrystalline cellulose, while the high fiber contained 15%; and those supplemented with FOS, both contained 15% of this prebiotic. It was analyzed: weight of the animals; body composition; food intake; fasting blood glucose; serum and hepatic lipid profile; hepatic and intestinal histologies; malondialdehyde (MDA), hepatic ?-tocopherol and retinol; AGCC in feces. At the end of the experimental period, no change in caloric intake between groups was observed, but supplementation with FOS in the hyperlipid diet promoted a lower body weight gain and reduced weights of the liver and retroperitoneal adipose tissue compared to HL and HF. FOS prevented NASH and decreased levels of alanine aminotransferase and serum cholesterol in experimental animal models of obesity and metabolic syndrome (MS), but without significant changes in hepatic lipid profile, fasting glycemia, total antioxidant capacity or dosages of MDA, retinol and ?-tocopherol. The groups that received a high fiber diet showed no improvement in metabolic parameters or NASH as occurred with FOS supplementation, and the HLF group presented increased MDA in the liver. In the normolipid diet, FOS and cellulose were effective in the preservation of hepatic vitamin E. The intestinal histology evidenced that the hyperlipidic diet increased the total diameter of the intestinal lumen and reduced enteric muscle thickness, and both FOS and cellulose supplementation reversed these findings, with FOS being the most effective. Regarding the groups that received a normolipid diet, there was a decrease in enteric musclethickness in both the F and FOS groups, with the cellulose being the one with the greatest reduction, and the increase in the diameter of the intestinal lumen was only verified in the F group. Finally, there was no change in the dosages of the three main SCFAs in the feces. Long-term supplementation with high doses of FOS was effective in reducing weight, adiposity, NASH and serum cholesterol in C57BL mice with obesity and MS induced by a hyperlipid diet, in addition to partially preventing the morphological alterations of the intestine present in these models experiments. The benefits found in the supply of high doses of FOS were not verified in groups enriched with microcrystalline celulose
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.