• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.17.2016.tde-07012016-160715
Documento
Autor
Nome completo
Roberto Bueno Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Souza, Cacilda da Silva (Presidente)
Chahud, Fernando
Guedes, Antonio Carlos Martins
Peria, Fernanda Maris
Sotto, Mirian Nacagami
Título em português
Marcadores preditivos do comprometimento das margens cirúrgicas do carcinoma basocelular
Palavras-chave em português
Carcinoma basocelular
Grupos de Risco
Imuno-histoquímica
Neoplasia Residual
Predição
Recidiva
Resumo em português
O carcinoma basocelular (CBC) é malignidade de incidência elevada e crescente na população caucasiana, e sua expressiva prevalência nos serviços de saúde remete à necessidade de avaliação dos índices de cura. O presente estudo analisou marcadores clínicos preditivos do comprometimento das margens cirúrgicas do CBC, em conjunto com um painel de marcadores imuno-histoquímicos (IHQ). Analisou-se 1294 laudos histopatológicos de CBC, emitidos durante 2011, e incluídos 674 casos de excisão cirúrgica completa realizada por diferentes especialidades em hospital terciário. Foram selecionados 40 casos dos diferentes subtipos histológicos para realização de IHQ para os marcadores Ber-EP4, MNF116, E-Caderina e VEGF, analisados por sistema digital de captação de imagens e programa de computador. Na amostra, houve predomínio de homens (60,4%) com idade média de 68 anos, da localização cefálica (71%) e do subtipo nodular (61%); da ulceração (p= 0,003) e do diâmetro médio superior dos CBC nos homens (307,41 mm2 x 190,74 mm2; p< 0,001); do subtipo superficial de localização no tronco (p< 0,001) e em mais jovens (<73 anos; p= 0,001); do subtipo nodular (p< 0,001) e ulcerado (p= 0,05) no segmento cefálico. A especialidade Dermatologia foi responsável pela maioria das cirurgias (78%), cuja dimensão média e índice de margens cirúrgicas livres dos CBC excisados foram respectivamente 274 mm2 e 95%, seguida por 279 mm2 e 89% na Cirurgia Plástica, 218 mm2 e 60% na Cirurgia de Cabeça e Pescoço (CCP), 87 mm2 e 49% na Oftalmologia. O risco para desfecho em margens cirúrgicas comprometidas foi determinado para: subtipo micronodular (OR 3,41; IC 95% 1,71 6,80; p= 0,001); localização cefálica (OR 8,33 IC 95% 1,05 50; p= 0,045); excisões realizadas pelas especialidades Oftalmologia (OR 10,12; IC 95% 4,40 23,27; p= 0,001) e CCP (OR 9,67; IC 95% 5,14 18,21; p= 0,001). A imunomarcação pelo Ber-EP4, MNF116 e ECaderina foi homogênea e de intensidade moderada a acentuada nas células neoplásicas em todos os subtipos; os valores de intensidade da marcação, percentual de área e escore para o MNF116 discriminaram os CBC agressivos (esclerodermiforme e micronodular) daqueles não agressivos (nodular e superficial); e foram superiores para ECaderina no subtipo superficial; o percentual de células marcadas pelo VEGF foi superior nos tumores agressivos (p< 0,001). O segmento cefálico e o subtipo micronodular, seguido do esclerodermiforme, implicam em riscos elevados para o comprometimento das margens e merecem atenção quanto ao manuseio cirúrgico. A imunomarcação por Ber-EP4, MNF116 e E-Caderina pode auxiliar na identificação de ninhos tumorais multifocais no subtipo superficial, ou em meio ao processo inflamatório nos subtipos agressivos. A marcação da E-Caderina pode representar o padrão menos agressivo e de crescimento radial do subtipo superficial; e a do VEGF, nos tumores mais agressivos, ser indicativa do papel desta proteína no comportamento mais invasivo. A especialidade Dermatologia tem expressiva participação institucional e níveis de resolubilidade superiores, representada pelas maiores frequências de excisão de CBC e de margens cirúrgicas livres. O reconhecimento de fatores preditivos para desfecho em margens cirúrgicas comprometidas é de fundamental relevância para o planejamento cirúrgico e obtenção das mais elevadas taxas de cura.
Título em inglês
Predictive markers of surgical margins commitment in basal cell carcinoma
Palavras-chave em inglês
Basal Cell Carcinoma
Immunohistochemistry
Prediction. Relapse
Residual Neoplasia
Risk groups
Resumo em inglês
Basal cell carcinoma (BCC) is the most common human malignancy and it is increasing its incidence in the Caucasian population. The significant prevalence of cases in specialized health services indicates the need of assessment of cure rates. The present study analyzed clinical predictive markers of compromised surgical margins in BCC in association with a panel of Immunohistochemistry (IHC) markers. We analyzed 1294 BCC histopathological reports during 2011, and 674 cases of complete surgical excision performed by different specialties in a tertiary hospital were included. From the sample, 40 cases of different histological subtypes were selected to perform IHC markers Ber-EP4, MNF116, E-cadherin and VEGF, which were analyzed by digital image capture system and computer program. There was male predominance (60.4%) with mean age of 68 years, location at cephalic segment (71%) and nodular subtype (61%); ulceration (p= 0.003) and higher average size of CBC in men (307.41 mm2 x 190.74 mm2; p< 0.001); superficial subtype was more frequent on trunk (p< 0.001) and in younger than 73 years (p< 0.001); nodular subtype (p< 0.001) and ulceration (p= 0.05) at cephalic segment. The specialty Dermatology performed the majority of surgeries (78%), and the average size and the index of free surgical margins were 274 mm2 and 95% in Dermatology, 279 mm2 and 89% in Plastic Surgery, 218 mm2 and 60% in Head and Neck Surgery (HNS), 87 mm2 and 49% in Ophthalmology. The risk for compromised surgical margins was determined for: micronodular subtype (OR 3.41; 95% CI 1.71 6.80; p= 0.001); location at cephalic segment (OR 8.33; 95% CI 1.05 50; p= 0.045); excisions performed by Ophthalmology (OR 10.12; 95% CI 4.40 23.27; p= 0.001) and HNS (OR 9.67; 95% CI 5.14-18.21; p= 0.001). Immunostaining by Ber-EP4, MNF116 and E-cadherin was homogeneous and moderate to high intensity within the neoplastic cells in all BCC subtypes; values obtained from staining intensity, percentage of area and score for the MNF116 showed difference between aggressive BCC (morpheaform and micronodular) and non-aggressive (superficial nodular); and were higher for E-cadherin in superficial BCC; the percentage of marked cells by VEGF was higher in aggressive tumors (p< 0.001). The cephalic segment and micronodular subtype, followed by the morpheaform, imply high risks for compromised margins and deserve attention during the surgical treatment by trained experts. The immunohistochemistry markers Ber-EP4, MNF116 and E-cadherin may help the identification of multifocal tumor nests in superficial subtype or amid the inflammatory process in the aggressive subtypes. E-cadherin staining may represent the least aggressive and radial pattern of growth of superficial subtype. VEGF staining in peritumoral inflammatory cells of aggressive tumors may be indicative of the role of this protein in more invasive behavior of these subtypes of the BCC. Dermatology has significant institutional participation with highest resolution, represented by higher frequency of BCC excision and less compromised surgical margins. Knowing the predictive factors for compromised surgical margins is important for planning surgical treatment and obtaining the highest cure rates.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-03-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.