• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.17.2017.tde-20072016-115830
Document
Auteur
Nom complet
Laura Martins Valdevite Pereira
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Ribeirão Preto, 2015
Directeur
Jury
Forster, Aldaísa Cassanho (Président)
Dallora, Maria Eulália Lessa do Valle
Nunes, Altacilio Aparecido
Costa, André Lucirton
Ferreira, Janise Braga Barros
Titre en portugais
Gestão da farmácia hospitalar e a percepção dos sujeitos
Mots-clés en portugais
Farmácia hospitalar
Gestão por processos
Indicadores
Resumé en portugais
A prática de medicação em uma organização hospitalar pode ser vista como um sistema definido como uma combinação de processos interdependentes, envolvendo a prescrição, dispensação e administração dos medicamentos. O serviço de farmácia, preocupa-se com os resultados da assistência prestada aos pacientes, em conjunto com os demais profissionais de saúde. Além de, executar ações de farmácia clínica e atenção farmacêutica, a farmácia deve garantir que os medicamentos sejam adquiridos, distribuídos e dispensados aos pacientes de forma eficiente, assumindo um papel central nos sistemas de medicação. O objetivo principal deste trabalho foi avaliar a percepção dos farmacêuticos quanto à eficiência dos processos envolvidos em ciclo de assistência farmacêutica. Para isso, foi realizado um estudo descritivo, que consistiu inicialmente na avaliação da implantação do modelo de gestão por processos no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. A série histórica do indicador da taxa de falta de medicamentos correspondente ao período de março de 2004 a dezembro de 2013 foi avaliada pelo ajuste de um modelo de regressão Bayesiano para dados em série, com base na distribuição normal, e um ponto de mudança. O modelo estatístico detectou um ponto de mudança no 10º mês a partir do mês de novembro de 2005, quando foi implantado o modelo de gestão por processos na farmácia. Porém, esse foi o único ponto de mudança detectado. Posteriormente, foi aplicado um questionário aos farmacêuticos, o qual foi divido em três partes: a primeira relacionou-se a características pessoais do farmacêutico; a segunda consistiu em uma escala de frequência verbal ou de avaliação de frequência para verificar as atividades atualmente desenvolvidas pelos farmacêuticos; e a terceira foi composta por questões, com escala de resposta do tipo Likert para verificar o nível de satisfação dos farmacêuticos e a sua percepção quanto à eficiência administrativa da farmácia. Os resultados foram analisados pelo teste exato de Fisher. Apenas 7 (30%) farmacêuticos consideraram eficientes os processos da farmácia em estudo. Doze farmacêuticos disseram estar satisfeitos com a sua participação nas atividades desenvolvidas na farmácia, sendo que a supervisão do trabalho dos auxiliares farmacêuticos associou-se com esse nível de satisfação (valor-p = 0,0226). O teste estatístico indicou associação entre a percepção de ineficiência e as atividades administrativas (valor-p = 0,0021), e entre atividades relacionadas ao atendimento e avaliação da prescrição médica (valor-p = 0,0443). Porém, a percepção de eficiência e o nível de satisfação com as atividades desenvolvidas parecem não estar associados (valor-p = 0,0584). Os resultados deste trabalho mostram que é necessário rever as atividades essenciais da farmácia hospitalar. A inclusão do farmacêutico e sua participação de forma ativa nas comissões hospitalares, principalmente a Comissão de Farmácia e Terapêutica, associadas à expansão da farmácia clínica, pode ser uma forma eficiente de controle de tecnologia no âmbito hospitalar
Titre en anglais
Hospital pharmacy management and subject's perception
Mots-clés en anglais
Hospital pharmacy
Indicators
Management by processes
Resumé en anglais
In a hospital organization, medication practice may be seen as a system, defined as a combination of interdependent processes, including drug prescription, dispensation and administrationThe pharmacy service is concerned about the results of health care delivered to patients in conjunction with other health professionals. The pharmacy has a central role in hospital medication systems; in addition to perform clinical pharmacy and pharmaceutical care activities, the pharmacy should also ensure that all medications are efficiently obtained, distributed and dispensed. The main objective of this study was to evaluate pharmacists' perception of the processes involved in the pharmaceutical care cycle. We performed a descriptive study, which first evaluated the model of management by processes implemented in the Ribeirão Preto General Hospital. Time series of indicators of lack of medicines during the period from March 2004 to December 2013 were evaluated by the Bayesian regression model for serial data, based on the normal distribution of data and one change point. The statistical model identified one change point at ten month from November 2005, when the management by processes' model was implemented in the pharmacy. This was the only change point detected by the model. Then, a questionnaire was administered to the pharmacists, which was divided into three parts: the first part was related to the pharmacists' personal data; the second part consisted of a verbal frequency scale or the frequency assessment scale to assess the activities currently performed by the pharmacists; and the third part consisted of a Likert-type scale to assess the level of satisfaction of the pharmacists and their perception of the pharmacy management efficiency. Results were analyzed by the Fisher's exact test. Only 7 (30%) pharmacists considered the pharmacy processes as efficient. Twelve reported to be satisfied with their participation in the pharmacy activities, which was associated with the supervision of the work of pharmacy assistants (p=0.0226). The statistical test indicated associations between perception of inefficiency and administrative activities (p = 0.0021), and between pharmacy care activities and evaluation of medical prescription (p = 0.0443). However, the perception of efficiency seem no to be related to the level of satisfaction with the activities performed (p=0.0584). These findings reveal the necessity to reevaluate the essential activities of the hospital pharmacy. The inclusion and active participation of pharmacists in hospital committees, specially the Pharmacy and Therapeutics Committee, in conjunction with the expansion of clinical pharmacy, may be efficient to control the technology implemented in the hospital
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2017-04-07
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.