• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2016.tde-22062015-155610
Documento
Autor
Nome completo
Gabriela de Oliveira Pintar
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Santos, Jair Licio Ferreira (Presidente)
Carlo, Marysia Mara Rodrigues do Prado de
Miranzi, Sybelle de Souza Castro
Título em português
Qualidade de vida e sintomas depressivos em adolescentes com Diabetes Mellitus tipo 1 (DM1)
Palavras-chave em português
Diabetes Mellitus tipo 1
Qualidade de vida
Sintomas depressivos
Resumo em português
O objetivo geral deste trabalho foi avaliar a presença de sintomas depressivos e as possíveis influências do Diabetes Mellitus tipo I (DM1) na qualidade de vida de adolescentes com esta doença. Para alcançar tal objetivo foram avaliados adolescentes com DM1 (58) e sem DM1 (61) completando um total de 119 adolescentes avaliados; de ambos os sexos. Os locais de coleta de dados foram o Ambulatório de Endocrinologia da Criança e do Adolescente (ECA) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCRP-USP) para os adolescentes diabéticos e para os não diabéticos o colégio público regular Escola Municipal de Ensino Fundamental Prof. Raul Machado, no município de Ribeirão Preto-SP. Foram utilizados dois instrumentos para coleta de dados, o The World Health Organization Quality of Life-Bref (Whoqol-bref); instrumento de Qualidade de Vida; e o Inventário de Depressão de Beck; instrumento que avalia sintomas depressivos. Os dados coletados foram organizadas em banco de dados no programa estatístico Stata, versão 12.0, e analisadas a partir de técnicas de estatística descritiva e inferencial. Os resultados desta pesquisa mostraram que, nas avaliações de qualidade de vida, quando não há presença de sintomas depressivos em comparação com o grupo sem diabetes, o grupo de diabéticos apresenta pior qualidade de vida nos domínios físico, social, ambiente e satisfação, todavia, quando há presença destes sintomas, a qualidade de vida é pior nos dois grupos. Conclui-se que o DM1 e a presença de sintomas depressivos, ambos interferem na qualidade de vida dos indivíduos em que acomete, nem sempre de forma igual. Desta maneira, foi possível compreender a importância do olhar ao adolescente com e sem a doença, afim de observar as peculiaridades dos indivíduos nesta fase da vida
Título em inglês
Quality of life and depressive symptoms in adolescents with type 1 diabetes mellitus (DM1)
Palavras-chave em inglês
Depressive symptoms
Diabetes mellitus type 1
Quality of life
Resumo em inglês
The aim of this study was to assess the presence of depressive symptoms and the possible influences of type I diabetes mellitus (DM1) the quality of life of adolescents with this disease. To achieve this goal were evaluated adolescents with type 1 diabetes (58) and without DM1 (61) for a total of 119 adolescents evaluated; of both sexes. Data collection sites were the Endocrinology Clinic of Child and Adolescent (ECA) of the Hospital of the Faculty of Medicine, USP (HCRP-USP) for diabetic patients and nondiabetic patients regular public school Municipal School Elementary Education Prof. Raul Machado, in Ribeirão Preto-SP. Two instruments for data collection were used, The World Health Organization Quality of Life-Bref (WHOQOL-BREF); Quality of Life instrument; and the Beck Depression Inventory; instrument that assesses depressive symptoms. The collected data were organized in a database using Stata, version 12.0, and analyzed from descriptive and inferential statistical techniques. Our results show that in life quality assessments where there is presence of depressive symptoms compared with the group without diabates, the group of diabetics has worse quality of life in the physical, social, environment and satisfaction, however, when there is presence of these symptoms, quality of life is worse in both groups. It is concluded that the presence of DM1 and depressive symptoms, both interfere with the quality of life of individuals in that affects not always equal. In this way it was possible to understand the importance of looking adolescents with and without the disease in order to observe the peculiarities of individuals at this stage of life.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
GabrielaPintar.pdf (2.18 Mbytes)
Data de Publicação
2016-01-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.