• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2009.tde-28102009-153913
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Lemos Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Navarro, Vera Lucia (Presidente)
Nogueira, Claudia Maria França Mazzei
Sato, Leny
Título em português
Organização do trabalho e saúde dos trabalhadores: estudo com bancários do município de Uberaba-MG
Palavras-chave em português
Bancários
Doenças Ocupacionais
Organização do trabalho
Reestruturação Produtiva.
Saúde do trabalhador
Resumo em português
SILVA, Juliana Lemos. Organização do trabalho e saúde dos trabalhadores: estudo com bancários do município de Uberaba-MG, 2009, 170 p. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo/FMRP/USP, Departamento de Medicina Social. O setor bancário brasileiro passou por intenso processo de transformação nas últimas décadas e ocupou posição de liderança na incorporação de novas tecnologias e inovações organizacionais. A reestruturação produtiva observada no setor objetivou ajustá-lo às novas formas de acumulação capitalista: a intensa informatização do trabalho bancário e outras mudanças estruturais do setor afetaram não apenas a natureza dos produtos, mas também o próprio comportamento dos mercados, o que resultou em mudanças significativas nas condições de trabalho e, consequentemente, na saúde dos trabalhadores. Este estudo teve por objetivo investigar as condições de trabalho dos bancários de uma instituição privada em Uberaba, MG, Brasil, na tentativa de identificar em que medida as mudanças na organização do trabalho interferiram em sua saúde. A coleta de dados se deu através de entrevistas gravadas com onze bancários pertencentes a diferentes níveis hierárquicos, de ambos os sexos, e os critérios de inclusão adotados foram: a. que o entrevistado tivesse vínculo empregatício com a instituição quando da realização da pesquisa e, b. que metade dos entrevistados tivesse, no mínimo, dez anos de carreira na instituição. Os contatos com os trabalhadores foram mediados pelo sindicato da categoria. A reconstituição do processo de trabalho, na perspectiva dos bancários, denuncia que além de adoecimentos de ordem física, como as doenças ocupacionais diretamente relacionadas à intensificação do ritmo de trabalho, ocorreram também o aumento da incidência do sofrimento mental e a perda da identidade e da valorização profissional, em decorrência das novas exigências da profissão. A maioria dos entrevistados, independente de seu tempo de contratação, afirmou que o trabalho bancário perdeu seu status. Predominaram nos depoimentos sentimentos de frustração e insegurança em relação à carreira. Os dados revelaram também preocupação com a pressão psicológica sofrida, principalmente no que se refere ao cumprimento de metas. Expressões como desgaste mental, estresse, depressão, pressão psicológica, medo, incerteza e insegurança estiveram presentes na maioria dos depoimentos.
Título em inglês
Organization of the work and the workers' health: study with bank employees of the municipal district of Uberaba-MG
Palavras-chave em inglês
Bank clerks
Occupational illnesses
Organization of work
Productive reorganization.
Worker´s health
Resumo em inglês
SILVA, Juliana Lemos. Organization of the work and the workers' health: study with bank employees of the municipal district of Uberaba-MG, 2009, 170 p. Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-graduação em Ciências Médicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo/FMRP/USP, Departamento de Medicina Social. The Brazilian banking sector passed for intense process of transformation in the last few decades and occupied position of leadership in the incorporation of new technologies and organizations innovations. The observed productive reorganization in the sector objectified to adjust it the new forms to it of capitalist accumulation: the intense computerization of the banking work and other structural changes of the sector had not only affected the nature of the products but also the proper behavior of the markets, what it resulted in significant changes in the work conditions and, consequently, in the health of the workers. This study it had for objective to investigate the conditions of work of the bank clerks of a private institution in Uberaba, MG, Brazil, in the attempt to identify where measured the changes in the organization of the work they had intervened with its health. The collection of data if gave through recorded interviews with ten pertaining bank clerks the different hierarchic levels, of both the sexes, and the adopted criteria of inclusion had been: a. that the interviewed one had employment bond with the institution when of the accomplishment of the research and, b. that half of the interviewed ones had, in the minimum, ten years of career in the institution. The contacts with the workers had been mediated by the union of the category. The reconstitution of the work process, in the perspective of the bank clerks, denounces that beyond illnesses of physical order, as the occupational illnesses directly related to the intensification of the work rhythm, had also occurred the increase of the incidence of the mental suffering and the loss of the identity and the professional valuation, in result of the new requirements of the profession. The majority of the interviewed ones, independent of its time of act of contract, affirmed that the banking work lost its status. Feelings of frustration and unreliability in relation to the career had predominated in the depositions. The data had also disclosed concern with the suffered psychological pressure, mainly as for the fulfillment of goals. Expressions as mental consuming, stress, depression, psychological pressure, fear, uncertainty and unreliability had been gifts in the majority of the depositions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JULIANA_LEMOS.pdf (1.74 Mbytes)
Data de Publicação
2010-03-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.