• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2017.tde-06012017-101851
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Lindemann Carezzato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Garcia, Sergio Britto (Presidente)
Guimarães, Marco Aurelio
Peria, Fernanda Maris
Stefanini, Maíra Aparecida
Título em português
Estudo da relação entre os diagnósticos clínicos e necroscópicos de causa mortis de pacientes que vieram a óbito no HC-FMRP/USP nos anos de 2010 e 2014
Palavras-chave em português
Discrepância diagnóstica
Mortalidade
Necróspsia
Qualidade hospitalar
Resumo em português
Apesar da considerável queda no índice de necrópsias - dado pelo número de necrópsias sobre o número total de mortes - por diferentes motivos tecnológicos, médicos e sociais, esse ainda é o principal exame para conferência de discrepâncias diagnósticas ante-mortem e post-mortem e elaboração de relatórios sobre morbidade e mortalidade e riscos aos pacientes. Nosso estudo compara e descreve diagnósticos ante-mortem e de necrópsia dos pacientes que faleceram no HC-FMRP/USP nos anos de 2010 e 2014. Foram analisadas 1216 necropsias realizadas no HC-FMRP nos anos de 2010 e 2014, sendo pareados os diagnósticos clínico e de necrópsia e classificados segundo o modelo de Goldman (1983) modificado. O índice médio de necrópsias foi de 49%. O percentual médio de discrepâncias diagnósticas maiores foi de 23,4%, com média de 15% de discrepâncias Grau 1 e de 8,3% Grau 2. A faixa etária com maior predomínio de discrepâncias foi de 80 a 100 anos. O diagnóstico de maior prevalência foi a pneumonia, presente em 40% de todos os casos avaliados, dentre os quais 25% apresentaram discrepâncias maiores. Nossos resultados são comparáveis aos registrados na maioria dos estudos mais recentes, em que a porcentagem de discrepâncias maiores em outros hospitais brasileiros se mantém em torno dos 32- 35%, e abaixo dos resultados de estudos internacionais, nos quais a discrepâncias maiores são em torno de 20%.
Título em inglês
Study of the relationship between clinical and autopsy diagnoses of 'cause of death' of patients that died at HC-FMRP / USP in 2010 and 2014
Palavras-chave em inglês
Medical error
Morbidity and mortality conference
Necropsy
Quality improvement
Resumo em inglês
Although there is a drop on necropsies rates performed in each hospital, which is the number of necropsies by total of deaths, for a number of medical, technological and social reasons, necropsy remains as the main exam to evaluate the discrepancy of premortem and postmortem diagnoses and to estimate, morbidity and mortality and patient risks. Our study compares and describes the diagnoses of patients who died at the HC-FMRP/USP during the years of 2010 e 2014. We analyzed 1216 necropsies performed at he the HC-FMRP in 2010 and 2014, comparing agreement and disagreement between clinical diagnoses and necropsy reports, by the Goldman (1983) modified classification. The mean necropsy rate was 49%. Major discrepancies were 23.4%, with average of 15% for class 1 and 8.3% for Class 2 discrepancies. We found the most common discrepancies occurred at the ages of 80 to 100 years old. The most prevalent diagnostic was 'pneumonia', found in 40% of all cases studied, among which 25% showed major discrepancies. Our results are compatible with the main recent studies in the field in Brazilian hospitals, in which the major discrepancies are between 32-35% and under the rates of the studies conducted abroad, in which major discrepancies were around 20%.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-03-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.