• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2018.tde-17102018-141100
Documento
Autor
Nome completo
Paula Barreto Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Silva, Ricardo Henrique Alves da (Presidente)
Barbosa, Hermes de Freitas
Oliveira, Rogerio Nogueira de
Terada, Andrea Sayuri Silveira Dias
Título em português
Correlação entre a degradação da molécula de RNA proveniente da polpa dental e a estimativa de intervalo post mortem em condições simuladas de inumação
Palavras-chave em português
Ácidos nucleicos
Identificação de vítimas
Odontologia legal
Resumo em português
O intervalo post mortem (IPM) é o período de tempo que se passou desde a ocorrência do óbito até o momento em que se passa a estudar o corpo e/ou remanescente humano. A determinação deste intervalo é assunto de grande relevância no âmbito forense por seu papel importante na resolução de casos criminais. Existem diversas técnicas forenses para determinação do IPM, porém, em muitos casos são necessárias associações para melhores resultados. Na busca pela precisão, novos métodos são constantemente avaliados e testados, como a utilização da biologia molecular, na análise de moléculas de DNA e RNA. Estudos recentes vêm demonstrando o uso da molécula de RNA na determinação do IPM e, nesse sentido, os dentes são regiões do corpo indicadas para extração do RNA devido à presença do complexo dentino-pulpar que possui uma adequada disponibilidade de material genético e um elevado grau de proteção às condições endógenas e exógenas que podem acelerar a degradação da molécula. O objetivo deste estudo foi avaliar a aplicabilidade da utilização do método de quantificação da degradação do RNA extraído de polpas dentais como uma alternativa na determinação do IPM, simulando condições de inumação em terreno exposto as alterações de temperatura e umidade. Para isso, foram utilizados 70 dentes humanos divididos em 7 grupos, os quais foram submetidos à condição de inumação por períodos de tempo pré-estabelecidos. Posteriormente, os grupos foram exumados e procedeu-se a extração da polpa dental, extração da molécula de RNA e análise da degradação da molécula para obtenção dos resultados. Após as etapas descritas, foi possível constatar tecido pulpar para extração em 32,85% das amostras, sendo os grupos 1 e 4 aqueles com maior número de amostras com tecido pulpar aparente. Com relação à quantificação da integridade da molécula de RNA, dentre os 70 dentes que constituíam o grupo amostral total, o sistema Agilent 2100 Bioanalyzer (AgilentTM, Califórnia, Estados Unidos) só foi capaz de fornecer um RIN (número de integridade do RNA) para 11 amostras, o que corresponde a 15,71%. O grupo 1, foi o que apresentou o maior número de componentes com um RIN detectável, totalizando 40% e o Grupo 3,foi o que apresentou o maior RIN dentre um de seus representantes frente a todo grupo amostral, sendo este valor de 5.90. Nos grupos 6 e 7 não foi possível detectar nenhuma amostra com alguma taxa de integridade da molécula de RNA. Constatou-se que os resultados obtidos não foram suficientes para que fosse desenvolvida uma equação de regressão que fosse aplicável. Após a análise dos resultados, foi possível concluir que o método de quantificação da degradação da molécula de RNA extraída de polpas dentais não foi aplicável para estimativa do IPM em condições simuladas de inumação em terreno exposto as alterações de temperatura e umidade.
Título em inglês
Correlation between the RNA from the dental pulp degradation and the estimation of the post mortem interval under simulated inhumane conditions
Palavras-chave em inglês
Forensic dentistry
Nucleic acids
Victims identification
Resumo em inglês
The post-mortem interval (PMI) is the period of time that has elapsed since the occurrence of death until the moment the body and/or human remains are studied. The PMI determination has great relevance in the Forensic Sciences for its important role in the resolution of criminal cases. There are several techniques for the PMI determination but associations are often necessary for better results. In the search for precision, new methods are constantly evaluated and tested, such as the use of molecular biology, through DNA and RNA analysis. Recent studies have demonstrated the use of the RNA molecule in the PMI determination. Teeth are important for RNA extraction because they have an adequate availability of genetic material and degree of protection against endogenous and exogenous conditions that can accelerate the molecule degradation. The aim of this study was to evaluate the applicability of the quantification method of the degradation of RNA extracted from dental pulps as an alternative in the determination of the post mortem interval, simulating inhumation conditions on exposed soil, with temperature and humidity changes. For this, 70 human teeth were divided into 7 groups, which were submitted to the inhumation condition for pre-established periods of time. Subsequently, the groups were recovered, and it was performed the dental pulp removal, RNA extraction and analysis of the degradation of the molecule to obtain the results. After the steps described, it was possible to verify pulp tissue for extraction in 32.85% of samples, with Groups 1 and 4 being those with the highest number of samples with apparent pulp tissue. Regarding the quantification of RNA molecule integrity, among the 70 teeth that made up the total sample group, the Agilent 2100 Bioanalyzer system (AgilentTM, California, USA) was only able to provide a RIN (RNA integrity number) for 11 samples, which corresponds to 15.71%. Group 1 presented the highest number of components with a detectable RIN, totaling 40% and Group 3, which presented the highest RIN among one of its representatives in relation to any sample group, being this value of 5.90. In groups 6 and 7 it was not possible to detect any sample with any integrity rate of the RNA molecule. It was found that the results obtained were not enough to develop a regression equation that was applicable and had baseline. After the analysis of the results, it was possible to conclude that the method of quantification of degradation of the RNA molecule extracted from dental pulps was not applicable to the estimation of the post mortem interval in simulated conditions of inhumation on exposed soil changes in temperature and humidity.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-12-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.