• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2017.tde-21072016-111251
Documento
Autor
Nome completo
Licia Santos Santana
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Marcolin, Alessandra Cristina (Presidente)
Araujo, Ana Carolina Rodarti Pitangui de
Cavalli, Ricardo de Carvalho
Título em português
Efeito da eletroestimulação nervosa transcutânea no alívio da dor em nulíparas, na fase ativa do trabalho de parto
Palavras-chave em português
Dor
Escala categórica numérica
Escala visual analógica
Estimulação elétrica nervosa transcutânea
Trabalho de parto
Resumo em português
A eletroestimulação nervosa transcutânea (ENT) é um recurso que consiste em administrar impulsos ou estímulos elétricos de frequência variável, assimétricos ou simétricos de correntes bifásicas através de eletrodos superficiais aplicados sobre a região dolorosa. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da ENT no alívio da dor na fase ativa da dilatação, no trabalho de parto, e constatar o grau de satisfação das parturientes em relação à experiência vivida durante o estudo. Trata-se de um ensaio clínico randomizado e controlado com 46 parturientes, divididas em grupo controle (GC) e grupo de intervenção (GI). Todas as pacientes eram primigestas, com dilatação cervical de 4 cm, em trabalho de parto espontâneo, com contrações regulares para essa fase, sem uso de drogas ocitócicas ao longo do trabalho de parto, de baixo risco gestacional, com membranas ovulares íntegras e feto único. A aplicação da ENT foi feita pela pesquisadora responsável, fixando dois pares de eletrodos nas regiões paravertebrais, um nas raízes nervosas de T10 a L1 e outro par entre S2 e S4. Os parâmetros utilizados na ENT foram: frequência de 100 Hz, largura de pulso de 100 us, intensidade de acordo com a sensibilidade da paciente e duração da aplicação de 30 minutos contínuos. A avaliação da dor foi realizada imediatamente, antes e após a terapêutica, com a escala categórica numérica (ECN), a escala visual analógica (EVA), o diagrama corporal da localização e Questionário McGill na forma reduzida. No puerpério, além dessas avaliações, o grau de satisfação da paciente com relação à intervenção e a presença de um profissional de saúde durante a fase ativa do trabalho de parto foram pesquisados. Os resultados mostraram que houve diferenças estatísticas significantes entre os dois grupos estudados, com relação à intensidade da dor, após a aplicação da ENT, com apenas 34% das pacientes do GI mantendo a classificação da dor como 7 ou mais, em contraste com 83% das pacientes do GC. Por outro lado, não houve diferenças estatísticas em relação à localização da dor, após a aplicação da ENT. As parturientes do GI ficaram mais satisfeitas com a experiência vivida e com o suporte contínuo recebido, durante o período estudado. Os resultados maternos e perinatais foram semelhantes nos dois grupos estudados. Os resultados encontrados demonstram que a aplicação da ENT, no início da fase ativa do trabalho de parto, alivia a dor das parturientes. Além disso, a presença de suporte contínuo exerce efeito positivo sobre as pacientes submetidas a essa intervenção
Título em inglês
Effect of transcutaneous nervous electrical Stimulation for pain relief in nulliparous women in active phase of labor
Palavras-chave em inglês
Electric stimulation
Labor
Numerical categorical scale
Pain
Transcutaneous electrical nervous stimulation
Visual analogue scale
Resumo em inglês
The transcutaneous electrical nervous stimulation (TENS) is a resource that consists of administering electrical impulses or stimuli of variable frequency, asymmetric or symmetric of two-phase chains to superficial electrodes applied on the painful region. The objective of this study was to evaluate the effect of TENS for pain relief during the active phase of cervix dilation in labor and to assess the degree of maternal satisfaction related to the experience during the study. This is a randomized controlled trial with 46 pregnant women, divided into control group (CG) and intervention group (IG). All patients were primiparous with cervical dilation of 4 cm in spontaneous labor with regular contractions for this phase without the use of oxytocic drugs during labor, lowrisk pregnant women with intact membranes and a single fetus. The application of the TENS was made by the researcher in charge, setting two pairs of electrodes in the paravertebral regions, at the level of the nerve roots from T10 to L1 and another pair between S2 to S4. The parameters used in TENS were: frequency 100 Hz, pulse width 100 us, intensity according to the sensitivity of the patient and duration of application of 30 continuous minutes. Pain assessment was performed immediately before and after therapy with the numerical categorical scale (ECN), the visual analogue scale (VAS), the body chart for pain location and the reduced form of McGill Questionnaire. In the puerperium, in addition to these assessments, the level of patient satisfaction related to the intervention and the presence of a health professional during the active phase of labor has been searched. The results showed statistically significant differences between the two groups regarding the intensity of pain following the implementation of the TENS, with only 34% of IG patients maintaining the score of pain as 7 or more, in contrast to 83% of CG patients. On the other hand, no statistical differences related to the location of the pain after the application of TENS. The mothers of the IG were more satisfied with the experience and the ongoing support received during the study period. The maternal and perinatal outcomes were similar in both groups. The results show that the application of TENS in the early active phase of labor relieves maternal pain. Moreover, the presence of ongoing support has a positive effect on patients undergoing this intervention
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Licia.pdf (1.30 Mbytes)
Data de Publicação
2017-04-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.