• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2009.tde-27092013-101243
Documento
Autor
Nome completo
Débora Cristiane da Silva Andrade
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Reis, Francisco José Cândido dos (Presidente)
Schor, Eduardo
Silva, Julio Cesar Rosa e
Título em português
Expressão do fator de crescimento neuronal (FCN), do seu receptor (trk A) e dos receptores de estrogênio e progesterona no peritôneo pélvico em mulheres com dor pélvica crônica
Palavras-chave em português
dor pélvica crônica
fator de crescimento neuronal (FCN)
peritôneo pélvico
receptor de estrogênio (RE).e receptor de progesterona (RP)
receptor trk A
Resumo em português
Dor pélvica crônica (DPC) afeta grande númerode mulheres e seu manejo ainda permanece complexo e insatisfatório. Estudos têm demonstrado um envolvimento do fator de crescimento neuronal (FCN) no processo de cronificação da dor. Participação hormonal neste processo também tem sido aventada, visto autores terem demonstrado influência estro/progestacional sobre nociceptores tanto direta quanto indiretamente através da influência exercida sobre os fatores neurotróficos. Foi objetivo deste estudo, verificar a associação entre a expressão do fator de crescimento neuronal (FCN), seu receptor (trk A) e os receptores de estrogênio e progesterona no peritôneo pélvico com a presença de dor pélvica crônica. Para tal foi realizado um estudo transversal incluindo um grupo de 22 mulheres com DPC, 8 com DPC e usuárias de anticoncepcional oral (DPC/ACO) e 7 sem dor. A dor foi analisada pela escala analógica visual (EAV) e questionário de McGill. Foi realizado imunohistoquímica para avaliar FCN e seu receptor trk A, receptores de estrogênio (RE) e progesterona (RP). A expressão de FCN teve media de 5, variando de 0 a 8, no grupo DPC, 5,5 no grupo DPC/ACO variando 3 a 8, e no grupo sem dor de 5 variando de 3 a 8 (p>0,05). A expressão de trk A apresentou media de 6, variandode 3 a 8, no grupo DPC, 6 no grupo DPC/ACO, variando de 4 a 8, e 6 no grupo sem dor variando de 4 a 6 (p>0,05). A expressão do RE apresentou média 4 no grupo DPC, variando de 0 a 8, 3,5 no grupo DPC/ACO variando de 0 a 8, e 7 no grupo sem dor, variando de 6 a 8 (p<0,05). A expressão do RP teve média 6,5 no grupo DPC, variando de 0 a 8, 5 no grupo DPC/ACO, variando de 0 a 7, e 7 no grupo sem dor, variando de 5 a 8 (p>0,05). Nossos resultados sugerem um papel anti-nociceptivo do estrogênio no peritôneo pélvico de mulheres no menacme, não mediado por expressão de FCN ou trk A.
Título em inglês
Neuronal growing factor expression(NGF), its receptor (trk A) and estrogen and progesterone receptors in pelvicperitoneumin women with chronic pelvic pain
Palavras-chave em inglês
chronic pelvic pain
estrogen receptor (ER) and progesterone receptor (PR)
neuronal growing factor (NGF)
pelvic peritoneum
trk A receptor
Resumo em inglês
Chronic pelvic pain (CPP) affects a great number of women and its management still remains complex and unsatisfactory. Studies have shown an involvement of the neuronal growing factor (NGF) in the process of permanence of pain. Hormonal participation in this process has also been put forward, as some authors have demonstrated estro/progestational influence under nociceptors direct or indirectly through their influence on neurotrofic factors. This study aimed to verify the association among the expression of neuronal growing factor (NGF), its receptor (TrKA) and the estrogen and progesterone receptors in the pelvic peritoneum with the presence of chronic pelvic pain. A transversal study was carried out including a group of 22 women with CPP, 8 with CPP and users of oral anticonceptional (CPP/OAC) and 7 without pain. The pain was analized by the visual analogic scale (VAS) and McGill's questionnaire. Imunehistochemical was performed to evaluate the NGF and its receptor TrKA, estrogen (ER) and progesteron (PR) receptors. The expression of NGF was an average of 5, varying from 0 to 8, in group CPP, 5,5 in group CPP/ OAC varying from 3 to 8, and in the group without pain varying from 3 to 8 (p>0,05). The expression of TrKA presented an average of 6, varying from 3 to 8, in the group CPP, 6 in the group CPP/OAC, varying from 4 to 8, and 6 in the group without pain varying from 4 to 6 (p>0,05). The expression of ER presented an average of 4 in the group CPP, varying from 0 to 8, 3,5 in group CPP/OAC varying from 0 to 8, and 7 in group without pain, varying from 6 to 8 (p<0,05). The expression of PR had an average 6,5 in the group CPP, varying from 0 to 8,5 in the group CPP/OAC, varying from 0 to 7, and 7 in the group without pain, varying from 5 to 8 (p>0,05). Our studies suggest an anti- nociceptive rule of estrogen in the pelvic peritoneum of women in menacme, not mediated by expression of NGF or TrKA.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.