• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Emanoela Priscila Toledo Arruda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Lara, Lucia Alves da Silva (Presidente)
Brito, Luiz Gustavo Oliveira
Santos, Manoel Antonio dos
Hasse, Mariana
Título em português
Práticas sexuais na adolescência
Palavras-chave em português
Adolescência
Educação sexual
Preservativos
Sexarca
Sexualidade
Resumo em português
Introdução: A adolescência é caracterizada por marcantes mudanças biológicas e psíquicas. Nesta fase, o aumento da produção dos androgênios resulta na ativação do comportamento sexual o que pode contribuir para uma iniciação sexual precoce. Objetivos: Os objetivos deste estudo foram verificar a idade média da primeira relação sexual dos adolescentes matriculados em escolas estaduais do município de Ribeirão Preto/SP, bem como verificar o número médio de parceiros dos alunos e a frequência do uso de métodos anticoncepcionais e uso de preservativos nesta população. Métodos: Trata-se de um estudo transversal para o qual foram incluídos os adolescentes do ensino médio. As informações sobre idade da primeira relação sexual, o número de parceiros dos alunos, uso de métodos anticoncepcionais e uso de preservativos foram obtidas por meio de um questionário semiestruturado. As variáveis quantitativas foram expressas em média e desvio padrão e as qualitativas em frequências absolutas e relativas. O teste qui-quadrado para variáveis qualitativas e o teste t-student para variáveis contínuas foram empregados para comparar as médias de idade e idade da primeira relação sexual de acordo com o gênero dos alunos. Todas as análises estatísticas foram realizadas com o auxílio do programa SAS, versão 9.4. Resultados: Foram avaliados 202 alunos que responderam ao questionário, sendo 69 (34.16 %) homens e 133 (65,84%) mulheres. A idade da sexarca para homens variou de 7 a 18 anos e para mulheres de 7 a 17 anos, onde 48 (36.01%) das meninas e 21 (30,43%) dos meninos cursavam o primeiro ano do ensino médio, 63,37% dos adolescentes revelaram já ter tido relação sexual que 56,25 % usaram preservativo na primeira relação sexual, mas 36,72% disseram que fazem sexo seguro na maioria das vezes e 83,59% confirmaram que tiveram a primeira relação sexual por estarem "a fim". Conclusão: Mais da metade dos estudantes de escolas pública tiveram iniciação sexual precoce, na qual, a maioria não usou preservativo nem um método anticoncepcional efetivo; gostariam de receber informações sobre a temática através dos pais e professores e as principais motivações para iniciação sexual foram estarem a fim e experimentação
Título em inglês
Sexual practices in adolescence
Palavras-chave em inglês
Adolescence
Condoms
Sex education
Sexarc
Sexuality
Resumo em inglês
Introduction: Adolescence is characterized by significant biological and psychic changes. At this stage, increased production of androgens results in the activation of sexual behavior which may contribute to early sexual initiation. Objectives: The objectives of this study were to verify the average age of the first sexual intercourse of adolescents enrolled in state schools in the city of Ribeirão Preto / SP, and to verify the average number of students' partners and the frequency of contraceptive use and condom use in this school. population. Methods: This is a cross-sectional study to which high school adolescents were included. Information on the age of first sexual intercourse, the number of partners of the students, use of contraceptive methods and use of condoms were obtained through a semi-structured questionnaire. Quantitative variables were expressed as mean and standard deviation and qualitative variables were expressed in absolute and relative frequencies. The chi-square test for qualitative variables and the t-student test for continuous variables were used to compare the means of age and age of the first sexual relation according to the gender of the students. All statistical analyzes were developed with the help of the SAS program, version 9.4. Results: We evaluated 202 students who answered the questionnaire, being 69 (36.36%) men and 133 (63.64%) women. The sex age for men ranged from 7 to 18 years and for women aged 7 to 17 years, with 48 (36.01%) of the girls and 21 (30.43%) of the boys attended the first year of high school, 66,94% of adolescents reported sexual intercourse with 56.25% used a condom at the first sexual intercourse, but 36.72% said they had safe sex most part of the time and 83.59% confirmed that they had their first sexual intercourse happened because they "have a crush on". Conclusion: More than half of public school students had early sexual initiation, in which most did not use condom or effective contraceptive method; would like to receive information on the subject through parents and teachers and the main motivations for sexual initiation were personal choice and curiosity
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-06-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.