• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.17.2008.tde-02082010-095542
Documento
Autor
Nome completo
Flavia de Lima Osorio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2008
Orientador
Banca examinadora
Loureiro, Sonia Regina (Presidente)
Graeff, Frederico Guilherme
Primi, Ricardo
Terra, Mauro Barbosa
Zuardi, Antonio Waldo
Título em português
Transtorno de ansiedade social: validação de instrumentos de avaliação
Palavras-chave em português
Ansiedade Social
Escalas
Falar em Público
Fidedignidade
Validade
Resumo em português
O Transtorno de Ansiedade Social (TAS) é um distúrbio de início precoce, com prevalência e comorbidades significativas, favorecendo prejuízos importantes no funcionamento laboral, familiar, social e acadêmico, especialmente em pessoas jovens. Dada tais características, faz-se necessária a identificação precoce e o diagnóstico preciso do TAS, o que requer instrumentos validados. Objetivou-se a avaliação sistemática do TAS, por meio de um conjunto de instrumentos validados quanto às suas qualidades psicométricas de fidedignidade e validade, em uma população de adultos jovens brasileiros, estudantes universitários, sob a perspectiva da auto e hetero-avaliação. Para tal, realizou-se a validação transcultural dos instrumentos auto-avaliativos: Social Phobia Inventory (SPIN) e Self Statements During Public Speaking Scale (SSPS versão traço e estado) e do instrumento hetero-avaliativo Brief Social Phobia Scale (BSPS), com aprovação prévia dos autores das versões originais. O delineamento metodológico envolveu três etapas. Na primeira, a amostra utilizada para avaliação dos instrumentos SPIN e SSPS foi composta por 2314 estudantes universitários da população geral. Na segunda etapa, para a validação dos instrumentos SPIN, SSPS e BSPS, utilizou-se de uma amostra de 178 estudantes universitários identificados como casos (N = 88) e não-casos (N = 90) de TAS, através da Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV (SCID-IV). Na terceira etapa, 45 estudantes universitários também classificados como casos (N = 24) e não-casos (N = 21) de TAS compuseram a amostra para validação da SSPS-estado no contexto de um modelo experimental de falar em público. O SPIN apresentou boa consistência interna (=0,63- 0,90), validade concorrente com o Inventário de Ansiedade de Beck (BAI) (r = 0,10-0,63) e SSPS-traço (r = 0,22-0,65), validade discriminativa (sensibilidade = 0,84, especificidade = 0,87) e validade de construto. A análise fatorial indicou a presença de um número variável de fatores em função da amostra estudada. Destaca-se a versão reduzida deste instrumento, o Mini-SPIN, que também apresentou ótimos indicadores psicométricos (sensibilidade = 0,77, especificidade = 0,67). A SSPS-traço mostrou-se bastante adequada quanto à consistência interna ( = 0,64-0,94), validade concorrente com o BAI (r = 0,18-0,53) e SPIN (r = 0,22-0,65) e validade discriminativa entre casos e não-casos de TAS. A análise fatorial evidenciou a presença de dois fatores: auto-avaliação positiva e negativa. A BSPS aplicada com o suporte de um roteiro de perguntas-guia, apresentou excelentes confiabilidade inter-avaliadores (0,86-1,00) e validade discriminativa (sensibilidade = 0,84, especificidade = 0,83); adequadas consistência interna ( = 0,48-0,88), validade concorrente com o BAI (r = 0,21-0,62), SPIN (r = 0,24-0,82) e SSPS-traço (r = 0,23-0,31) e validade de construto. A análise fatorial apontou a presença de seis fatores que explicam 71,8% da variância dos dados. A SSPS-estado mostrou-se apropriada para avaliação dos aspectos cognitivos associados ao falar em público no contexto de um modelo experimental de simulação de falar em público, apresentando excelente validade discriminativa entre casos e não-casos de TAS, além de sensibilidade para discriminar os diferentes níveis de ansiedade nas fases do procedimento. Todos os instrumentos mostraram boas qualidades psicométricas, o que recomenda o uso na população de universitários brasileiros, podendo ser aplicados tanto em contextos experimentais como clínicos, favorecendo a detecção mais precisa do TAS, especialmente nos contextos de atenção primária à saúde.
Título em inglês
Social Anxiety Disorder: validation of assessment instruments.
Palavras-chave em inglês
Public Speaking
Reliability
Scales
Social Anxiety
Validity
Resumo em inglês
Social Anxiety Disorder (SAD) is a condition of early onset and of significant prevalence and comorbidity, greatly impairing the functioning of young people in terms of job, family, social life and academic performance. In view of these characteristics, an early identification and precise diagnosis of SAD are necessary, requiring validated instruments. The objective of the present study was to perform a systematic evaluation of SAD by means of a set of instruments tested in a population of young Brazilian adults, college students, from the perspective of self- and hetero-evaluation. For this purpose, transcultural validation was performed of the self-evaluation instruments Social Phobia Inventory (SPIN) and Self Statements During Public Speaking Scale (SSPS trait and state version) and of the hetero-evaluation instrument Brief Social Phobia Scale (BSPS), after approval by the authors of the original versions. The methodological design involved three stages. In the first, the sample used for evaluation of the SPIN and SSPS instruments consisted of 2314 college students from the general population. In the second stage, a sample of 178 college students identified as cases (N = 88) and non-cases (N = 90) of SAD, confirmed by the Structured Clinical Interview for DSM-IV (SCID-IV) was used for the evaluation of the SPIN, SSPS and BSPS instruments. In the third stage, 45 college students, also classified as cases (N = 24) and non-cases (N = 21) of SAD, formed the sample for the evaluation of the SSPS-state within the context of an experimental public speaking model. SPIN presented good internal consistency ( = 0,63-0,90), validity in agreement with the Beck Anxiety Inventory (BAI) (r = 0,10-0,63) and SSPS-trait (r = 0,22-0,65), discriminative validity (sensitivity = 0,84, specificity = 0,87) and construct validity. Factorial analysis indicated the presence of a variable number of factors as a function of the sample studied. The reduced version of this instrument, the Mini-SPIN, is emphasized, also presenting excellent psychometric indicators (sensitivity = 0,77, specificity = 0,67). SSPS-trait proved to be quite adequate regarding internal consistency ( = 0,64-0,94), validity in agreement with the BAI (r = 0,18-0,53) and SPIN (r = 0,22-0,65), and discriminative validity between cases and non-cases of SAD. Factorial analysis demonstrated the presence of two factors, i.e., positive and negative self-evaluation. The BSPS applied with the support of a guidingquestion list, presented excellent inter-rater reliability (0,86-1,00) and discriminative validity (sensitivity = 0,84, specificity = 0,83), adequate internal consistency ( = 0,48- 0,88), validity in agreement with the BAI (r = 0,21-0,62), SPIN (r = 0,24-0,82) and SSPStrait (r = 0,23-0,31), and construct validity. Factorial analysis indicated the presence of six factors that explained 71,8% of the variance of the data. The SSPS-state proved to be appropriate for the evaluation of cognitive aspects associated with public speaking, presenting excellent discriminative validity between cases and non-cases of SAD, as well as sensitivity in the discrimination of the different levels of anxiety during the phases of the procedure. All instruments showed good psychometric qualities, a fact that recommends their use in the population of Brazilian college students, with the possibility of application both in the clinical and experimental context, favoring a more precise detection of SAD, especially within the context of primary health care.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (34.94 Mbytes)
Data de Publicação
2010-08-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.