• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.17.2012.tde-12112012-225207
Documento
Autor
Nombre completo
Regis Eric Maia Barros
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2012
Director
Tribunal
Ben, Cristina Marta Del (Presidente)
Brasil, Marco Antonio Alves
Menezes, Paulo Rossi
Santos, Jair Licio Ferreira
Zuardi, Antonio Waldo
Título en portugués
Re-internações psiquiátricas - influência de variáveis sócio-demográficas, clínicas e de modalidades de tratamento
Palabras clave en portugués
Emergência Psiquiátrica.
Fatores preditores
Rede de Saúde Mental
Reinternações psiquiátricas
Resumen en portugués
As reinternações psiquiátricas são consequência de uma complexa combinação de situações que vão além da severidade do próprio transtorno mental. Vários fatores relacionados ao paciente, comunidade e ao sistema de saúde têm sido associados com admissões psiquiátricas recorrentes. A Reforma Psiquiátrica determinou uma mudança da base assistencial fortalecendo modalidades de tratamento comunitário. Neste contexto, a análise das readmissões assumiu um papel de destaque para a organização das redes de saúde mental, pois a dinâmica das re-internações poderá ser um indicador de qualidade dos serviços hospitalares e comunitários possibilitando a compreensão das relações entre estes serviços. Como a região de Ribeirão Preto passou a enfrentar problemas pelo aumento do número de internações e pela falta de leitos psiquiátricos disponíveis para admissão de novos pacientes, organizamos esta pesquisa objetivando verificar eventuais mudanças nas características clínicas e sócio-demográficas dos pacientes admitidos pela primeira vez além de analisar possíveis fatores preditores de re-internações psiquiátricas. Nesse estudo, todos os pacientes admitidos nos serviços de internação entre os anos de 2000 e 2007 foram analisados utilizando banco de dados único criado para a pesquisa de modo que todas as admissões e readmissões do período pudessem ser estudadas. A análise dos pacientes internados no decorrer dos anos foi realizada utilizando a razão dos pacientes em relação ao ano índice para cada variável e com análise bivariada utilizando o teste do qui-quadrado. Para analisar o risco de readmissão, foi utilizada regressão logística para estimar as razões de risco relativo com seus respectivos intervalos de confiança. A análise do tempo entre a primeira e a segunda internação (readmissão) foi executada com curvas de sobrevivência. Durante o período estudado, 6.261 pacientes foram admitidos sendo verificado aumento na proporção de pacientes com algumas características sócio-demográficas (jovens, idosos e inativos profissionalmente) e clínicas (internações breves e com diagnósticos de transtornos depressivos, transtornos de personalidade e os transtornos relacionados ao uso de substâncias psicoativas). Cerca de 1/3 dos pacientes admitidos sofreram readmissões durante o estudo e os principais preditores para re-internação foram faixas etárias menores, internações prolongadas e diagnósticos transtornos psicóticos e afetivos bipolares. O risco de re-internação precoce esteve relacionado com fatores de desproteção social (menor faixa etária e ausência de vínculos conjugais e ocupacionais) e de gravidade clínica (diagnósticos mais severos, tempo de permanência prolongado e internação nas enfermarias do hospital geral e do hospital psiquiátrico). Nossos dados alcançaram os objetivos propostos e novas pesquisas são necessárias para definição de preditores pera re-internações, pois usuários frequentes do sistema hospitalar geram custos para a rede de saúde. Portanto, as políticas de saúde mental devem priorizar estes pacientes.
Título en inglés
Psychiatric re-admissions influence of socio-demographic and clinics variables and modalities of treatment
Palabras clave en inglés
Mental health networks
Predictor factors
Psychiatric emergency.
Readmission
Resumen en inglés
Psychiatric readmissions are mainly due to a complex combination of factors which go beyond the mental illness itself. Several factors associated to the patient, community and health care system have been associated to recurrent psychiatric admissions. The Psychiatric Reform has determined a shift in the basic services strengthening community treatment modalities. In this context, re-admission analyses have taken a major role in organizing mental health networks, because the dynamics of re-admissions could be an indicator of the quality of the hospital and community-based services offered allowing a better understanding of the relations between these services. As the Ribeirão Preto region has suffered from the increase of admissions and the lack of beds in psychiatric wards, we organized this research aiming at verifying possible changes in the socio-demographic and clinical characteristics of patients admitted for the first time besides analyzing possible factors for re-admissions. In this study, all patients admitted to psychiatric wards between 2000 and 2007 were analyzed using a single data base created for this research so that all admissions and re-admissions during the period could be studied. The hospitalized patients analysis along the years was accomplished using the ratio patient/index year for each variable and through a bivariant analysis using the chi-square test. In order to analyze the re-admission risk, logistic regression was used to evaluate the relative risk reasons with their respective confidence interval. Analysis of the time between first and second admission (re-admission) was made according to survival curves. During the time under study, 6.261 patients were admitted. It occurred an increase in the proportion of patients with some socio-demographic (young and elderly people clinically affected as well as professionally inactive) and clinical characteristics (short stays due to depressive, personality and psychoactive substance abuse diagnostics). About 1/3 of admitted patients went through a re-admission during the research and the main predictors for re-admission were: younger age group, prolonged length of stay in hospitals and psychotic or bipolar affective disorder diagnoses. Precocious re-admission risk was related to a lack of social protection (younger age group and absence of occupational and marital bonds) as well as the clinical seriousness (more severe dignoses, longer stay in hospital (general or psychiatric). Our data has reached the proposed goals but new researches are needed in order to define better the re-admission predictors, because frequent users of the health care system entail higher costs. Therefore, mental health policies must prioritize these patients.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
DOUTORADO.pdf (1.23 Mbytes)
Fecha de Publicación
2013-01-21
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.