• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
Documento
Autor
Nombre completo
Juliana Marques de Paula Cassis
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2019
Director
Tribunal
Osorio, Flavia de Lima (Presidente)
Sousa, João Paulo Machado de
Alves, Nelson Torro
Fukusima, Sergio Sheiji
Título en portugués
Procedimentos para avaliação do reconhecimento de expressões faciais de emoções: normatização para o contexto brasileiro e influência de variáveis sociodemográficas
Palabras clave en portugués
Escolaridade.
Grupos etários
Normatização
Reconhecimento de faces
Sexo
Resumen en portugués
O reconhecimento de expressões faciais de emoções (REFE) é essencial para a interação social cotidiana e a comunicação interpessoal e é considerado um aspecto importante da cognição social. É uma condição inata e universal nos seres humanos, mas pode ser influenciada por diferentes variáveis sociodemográficas como sexo, idade e escolaridade. Apesar do número expressivo de estudos relacionados ao REFE, não existe uma tarefa padrão utilizada em sua avaliação e as que se encontram disponíveis nem sempre passaram por um procedimento de padronização e normatização. O presente estudo propôs-se a avaliar comparativamente três diferentes tarefas de REFE utilizadas no contexto brasileiro, e disponibilizar um procedimento normatizado às características socioculturais de nossa população, considerando as variáveis anteriormente destacadas, em uma amostra da população geral, estimada estatisticamente (n=240). Para composição desta amostra, foram incluídos sujeitos de ambos os sexos, com idade entre 18 e 75 anos, sem prejuízos intelectuais e com variados níveis de escolaridade. A coleta de dados foi realizada individualmente. Os dados referentes a acurácia, tempo de resposta e intensidade para o reconhecimento das expressões foram salvos automaticamente pelo programa computacional gerador da atividade e alocados manualmente em um banco de dados. Utilizou-se para as análises estatísticas o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). Os dados sociodemográficos da amostra e aqueles relacionados ao desempenho nas tarefas foram analisados através de testes estatísticos descritivos e paramétricos (teste t de Student, Anova, Qui-Quadrado e Teste de Correlação de Pearson). O tamanho de efeito das diferenças foi calculado por meio do eta2 parcial e do d de Cohen. Para realizar o procedimento de normatização calculou-se a distribuição dos dados em percentis de acordo com cada tarefa e grupo estudado. Os resultados apontaram para uma ligeira superioridade das mulheres no REFE em tarefas dinâmicas, maior prejuízo do grupo na faixa etária dos 61-75 anos independente da tarefa, e menor acurácia dos sujeitos com menor escolaridade na tarefa estática. No que diz respeito às tarefas utilizadas observou-se que a acurácia foi maior na tarefa dinâmica preto e branco e que a tarefa estática exigiu maior tempo de resposta mas menor intensidade de emoção para o REFE. Em análises comparativas a tarefa dinâmica pareceu ser aquela com maior proximidade à condição real de contato humano. Considerando que a TDPB foi aquela com maior média de acerto considerou-se esta a mais apropriada para uso no nosso contexto. O estudo apresentou/disponibilizou ainda dados normativos para o contexto brasileiro em função do sexo, idade e escolaridade, que poderão servir como parâmetro de comparação em outros estudos clínicos, bem como para pesquisa de avaliação do reconhecimento emocional.
Título en inglés
Procedures for evaluation of the recognition of emotional expressions: normatization for the Brazilian context and influence of sociodemographic variables
Palabras clave en inglés
Age groups
Face recognition
Gender
Level of education
Normatization
Resumen en inglés
The recognition of facial expressions of emotions (REFE) is essential for everyday social interaction and interpersonal communication and is considered an important aspect of social cognition. It is an innate and universal condition in humans, but it can be influenced by different sociodemographic variables such as sex, age and schooling. Despite the significant number of studies related to the REFE, there is no standard task used in its evaluation and those that are available do not always undergo a procedure of standardization and normatization. The aim of this study was to compare three different REFE tasks used in the Brazilian context and to provide a normalized procedure to the sociocultural characteristics of our population, considering the variables previously mentioned in a statistically significant sample of the general population (n= 240 ). For the composition of this sample, subjects of both genders, aged between 18 and 75 years, without intellectual losses and with varying levels of schooling were included. Data collection was done individually. The data referring to the accuracy, response time and intensity for the recognition of the expressions were automatically saved by the computational program generating the activity and manually allocated in a database. Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) was used for statistical analysis. The sociodemographic data of the sample and those related to performance in the tasks were analyzed through descriptive and parametric statistical tests (Student's t test, Anova, Chi-Square and Pearson's correlation test). The effect size of the differences was calculated by means of partial eta2 and Cohen's d. To perform the standardization procedure, the distribution of the data in percentiles was calculated according to each task and group studied. The results pointed to a slight superiority of the women in the REFE in dynamic tasks, greater loss of the group in the age group of 61-75 years independent of the task, and lower accuracy of the subjects with less schooling in the static task. Regarding the tasks used it was observed that the accuracy was higher in the black and white dynamic task and that the static task required a longer response time but a lower intensity of emotion for the REFE. In comparative analyzes the dynamic task seemed to be the one with the closest proximity to the real condition of human contact. Considering that the TDPB was the one with the highest average accuracy, it was considered that this was the most appropriate for use in our context. The study presented / provided normative data for the Brazilian context based on sex, age and schooling, which may serve as a benchmark in other clinical studies, as well as for the evaluation of emotional recognition.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2019-08-30
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.