• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.17.2020.tde-11022020-155318
Documento
Autor
Nome completo
Maria Cecília dos Santos Marcom
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Ricz, Hilton Marcos Alves (Presidente)
Motta, Ana Carolina Fragoso
Padovani, Marina Martins Pereira
Rocha, Eduardo Melani
Título em português
Voz em pacientes com Síndrome de Sjögren
Palavras-chave em português
Alteração vocal
Doença autoimune
Síndrome de Sjögren
Voz
Xerostomia
Resumo em português
Objetivo: Comparar as medidas acústicas e aerodinâmicas durante a fonação e o impacto da voz na qualidade de vida de pacientes com Síndrome de Sjögren (SS) com indivíduos saudáveis. Metodologia: O estudo incluiu 19 mulheres com SS primária, 16 com SS secundária e 20 saudáveis. Foram realizados aplicação dos protocolos índice de Desvantagem Vocal (IDV), Escala de Sintomas Vocais (ESV) e Índice de Fadiga Vocal (IFV), coleta do fluxo salivar não estimulado, análises acústica e aerodinâmica da voz. Variáveis paramétricas foram analisadas estatisticamente pelo teste OneWay ANOVA e post hoc teste de Tukey; não paramétricas pelo teste Kruskall-Wallis e post hoc teste de Dunn; correlação entre variáveis realizada pelo teste de correlação de Spearman. Resultados: Aplicando os protocolos de qualidade de vida, para o IDV, os escores total (p=0,0002), emocional (p=0,0055), funcional (p=0,0133) e orgânico (p= <,0001) foram maiores no grupo SS2, assim como no ESV, com exceção do domínio emocional que não se alterou (p=0.07). Os valores obtidos com a aplicação do IFV também se mostraram maiores no grupo SS2. Analisando-se os parâmetros acústicos, nota-se que a frequência fundamental se manteve igual nos três grupos (p = 0,9429), mas, o Jitt (p = 0,0001), o Shim (p=0,0035) e o NHR (p=0,0302) eram maiores nos grupos SS. Outros parâmetros também foram diferentes entre os grupos (Jita, RAP, PPQ, Flo, PFR, sAPQ, vAm, sPPQ, vFo, APQ, DSH, DUV, NSH e NUV). Observando as medidas aerodinâmicas, para o protocolo CVP, o volume expiratório não se alterou entre os grupos (p=0,3335). No protocolo TMF, os parâmetros: máxima PSF (p=0,0159), mínima PSF (p=0,0230), média PSF (p=0,0184), Média de PSF durante vocalização (p=0,0181), Tempo de Fonação (p<,0001), VE (p=0,0299), foram diferentes entre os grupos. Da mesma maneira, os parâmetros: fluxo aéreo alvo (p=0,0223), pico de pressão aérea (p = 00481), pico do FAExp (p= 0,0427) e energia aerodinâmica (p=0,0375), também foram diferentes entre os grupos para o protocolo de eficiência vocal. Os domínios funcional (p=0,0324) do protocolo IDV, limitação (p=0,0271) do ESV e total (p=0,0341), fadiga (p=0,0182) e recuperação (p=0,0117) do IFV demonstraram correlação negativa com o fluxo salivar dos pacientes com SS. Notouse correlação negativa entre o fluxo salivar e o parâmetro acústico VTI (p=0,0253) e correlação positiva entre o fluxo salivar e três variáveis (mínima PSF, média da PSF e tempo de fonação) no protocolo TMF. Conclusão: Pacientes com SS apresentam impacto vocal negativo na qualidade de vida, piora dos parâmetros acústicos e pior desempenho aerodinâmico fonatório.
Título em inglês
Voice in patients with Sjögren's Syndrome
Palavras-chave em inglês
Autoimmune disease
Sjögren´s syndrome
Vocal alteration
Voice
Xerostomia
Resumo em inglês
Objective: To compare acoustic and aerodynamic measures during phonation and voice impact on the quality of life of patients with Sjögren's Syndrome (SS) with healthy individuals. Methods: The study included 19 women with primary SS, 16 with secondary SS, and 20 healthy women. Protocols Vocal Handicap Index (VHI), Vocal Symptom Scale (VOISS) and Vocal Fatigue Index (VFI), non-stimulated salivary flow collection, acoustic and aerodynamic voice analysis were performed. Parametric variables were analyzed statistically by the OneWay ANOVA and post hoc Tukey test; non-parametric by the Kruskall-Wallis test and post hoc Dunn test; correlation between variables performed by the Spearman correlation test. Results: Using the quality of life protocols for the IDV, the total (p=0.0002), emotional (p=0.0055), functional (p=0.0133) and organic (p= <0001) scores were higher in the SS2 group, as well as in the ESV, except for the emotional domain that did not change (p=0.07). The values obtained with the application of IFV were also higher in the SS2 group. When the acoustic parameters were analyzed, the fundamental frequency remained the same in the three groups (p=0.9429), but the Jitt (p=0.0001), Shim (p=0.0035) and the NHR (p=0.0302) were higher in the SS groups. Other parameters were also different between the groups (Jita, RAP, PPQ, Flo, PFR, sAPQ, vAm, sPPQ, vFo, APQ, DSH, DUV, NSH and NUV). Observing the aerodynamic measures for the CVP protocol, the expiratory volume did not change between the groups (p = 0.3335). In the TMF protocol, the parameters: maximum PSF (p=0.0159), minimum PSF (p=0.0230), mean PSF (p=0.0184), mean PSF during vocalization (p=0.0181), Time of Phonation (p<,0001), VE (p=0.0299), were different between groups. In the same way, the parameters: target airflow (p=0.0223), air pressure peak (p=00481), FAExp peak (p=0.0427) and aerodynamic energy (p=0.0375) were different between the groups for the VE protocol. The domains functional (p=0.0324) of the IDV protocol, limitation (p=0,0271) of ESV and total (p=0,0341), fatigue (p=0,0182) and recovery (p=0.0117) of IFV showed a negative correlation with the salivary flow of patients with SS. There was a negative correlation between salivary flow and the acoustic parameter VTI (p=0.0253) and positive correlation between salivary flow and three variables (minimum PSF, mean PSF and phonation time) in the TMF protocol. Conclusion: Patients with SS present negative vocal impact on quality of life, worsening of acoustic parameters and worse aerodynamic phonatory performance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-04-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.