• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Jorge Nassar Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Lima, Wilma Terezinha Anselmo (Presidente)
Fernandes, Atílio Maximino
Küpper, Daniel Salgado
Massuda, Eduardo Tanaka
Valera, Fabiana Cardoso Pereira
Título em português
Dosagem de óxido nítrico expirado pelas narinas de pacientes com rinossinusite crônica
Palavras-chave em português
Dosagem
Expirado
Óxido nítrico
Rinossinusite crônica
Seios paranasais
Resumo em português
Introdução: Várias controvérsias e diversos questionamentos existem sobre a fisiopatogenia e o melhor tratamento para a doença Rinossinusite Crônica (RSC). Alguns estudos apontam que a dosagem de Óxido Nítrico (ON) do ar expirado pelas narinas pode contribuir no diagnóstico e seguimento desta afecção. Objetivos: Determinar se há diferença na dosagem de ON expirado pelas narinas de pacientes com RSC e indivíduos sem RSC e estabelecer correlação entre os achados clínicos, exames complementares e a quantidade de ON encontrada nos pacientes. Casuística e Método: Estudo retrospectivo com 104 pacientes com RSC e 35 indivíduos sem RSC, atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, entre os anos de 2013 e 2016. Foram realizadas dosagens de ON do ar expirado pelas narinas dos pacientes e controles. Posteriormente, realizou-se correlação entre os achados clínicos e exames complementares dos pacientes e a quantidade de ON obtida. Resultados: As dosagens de ON nos pacientes com RSC foram significativamente menores em relação aos controles. Também se observou relação entre dosagem de ON e intensidade de sintomas, queixas clínicas, achados endoscópicos e tomográficos, e o número de seios acometidos, quando realizada a cirurgia. Conclusão: Diante dos resultados obtidos, o que mais chama atenção é a possibilidade de avaliação dos pacientes portadores de RSC com ou sem pólipo nasal por um método aqui padronizado, de fácil manuseio pelos técnicos e pacientes, de baixo custo, não invasivo e que permite também comparar resultados antes e após o tratamento.
Título em inglês
Dosage of nitric oxide expired by the nostrils of patients with chronic rhinosinusitis
Palavras-chave em inglês
Chronic rhinosinusitis
Dosage
Expiratory
Nitric oxide
Sinuses
Resumo em inglês
Introduction: Chronic rhinosinusitis (CRS) is a disease of the upper respiratory tract with great questions regarding its clinical management. Nitric Oxide (NO) dosing by the air expiratory by the nostrils, can contribute to the diagnosis and follow-up of this affection. Objectives: To determine if there is a difference in the NO expiratory dose in the nostrils of people with CRS and people who do not have CRS, and to establish a clinical correlation between the findings and the amount of NO found in the patients. Casuistic and Method: Retrospective study conducted in 104 patients with CRS and 35 individuals without CRS at Hospital of Clínics of Ribeirão Preto Medical School, University of São Paulo. Between the years of 2013 and 2016. NO dosages were performed by expiratory air from the nostrils of people with and without CRS, and, later an analysis of the clinical findings of the patients with the amount of NO obtained was performed. Results: The NO dosages of patients with CRS were significantly lower in relation to those without CRS. We also found a relationship between the NO dosage, and the intensity of the symptoms, clinical complaints, endoscopic and tomographic findings, and the number of sinuses involved in the surgery. Conclusions: In view of the results obtained, what is most striking is the possibility of evaluating patients with CRS with or without PN, using a low-cost, noninvasive method that is easy to handle by technicians and patients. before and after treatment.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JORGENASSARFILHO.pdf (1.14 Mbytes)
Data de Publicação
2019-08-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.