• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.17.2019.tde-20032019-162457
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Candida Laurindo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Nadai, Tales Rubens de (Presidente)
Dallora, Maria Eulália Lessa do Valle
Tazima, Maria de Fatima Galli Sorita
Varallo, Fabiana Rossi
Título em português
Avaliação do impacto de intervenção sobre segurança do paciente no conhecimento e atitude dos alunos do 6º ano de medicina
Palavras-chave em português
Acontecimento adverso
Educação
Educação superior
Erro humano
Estudantes de ciências da saúde
Estudantes de medicina
Qualidade dos cuidados de saúde
Segurança do paciente
Resumo em português
Introdução: A segurança é considerada um pilar da qualidade dos cuidados à saúde e seu sucesso depende do comprometimento individual e coletivo. Os ensinamentos teórico-práticos transferidos aos alunos acerca dessa temática garantem melhoria na assistência prestada. Objetivo: Avaliar o impacto de intervenção sobre segurança do paciente no conhecimento e atitude dos alunos de medicina. Metodologia: Trata-se de uma análise do tipo intervenção, não randomizado, com grupo único de comparação - antes e depois -, prospectivo e exploratório, com abordagem quantitativa, realizado com 98 estudantes do curso do 6º ano de Medicina da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP-USP), São Paulo, Brasil. A coleta de dados ocorreu de janeiro a novembro de 2017, utilizando um questionário físico contemplando a caracterização dos alunos, bem como os aspectos conceituais e atitudinais sobre o erro humano e a segurança do paciente. Discussão: Como resultados, verificou-se o predomínio de estudantes do sexo masculino (62%) com a média de idade de 25,8 anos, enquanto, em relação aos aspectos conceituais evidenciou-se a melhoria do entendimento sobre a temática "erro humano e segurança do paciente", como se pode destacar nas assertivas "Cometer erros na área da saúde é inevitável", com média 4,0 na escala de Likert - mostrando que 70% dos alunos de medicina concordaram com a afirmação antes da intervenção educativa (pré-teste), sendo que, após a mesma (pós-teste), a média foi para 1,8 (68% discordaram). 42% dos estudantes (média de 3,6) ainda começaram concordando que "para a análise do erro humano é importante saber as características individuais do profissional que cometeu o erro", enquanto no pós-teste 59% deles (média de 2,3) discordaram. Conclusão: Conclui-se que os alunos, depois da intervenção educativa em sala de aula, conseguiram contemplar vários aspectos conceituais relacionados à segurança do paciente e às responsabilidades dos docentes e discentes frente à assistência. Porém, a intervenção educativa teve sua limitação quanto à evidência de mudanças nas atitudes dos alunos, uma vez que, a aprendizagem é considerada condição necessária, mas não suficiente, pois fatores contextuais e as características do próprio indivíduo podem influenciar a transferência efetiva do conhecimento, habilidades e atitudes para as atividades laborais. Nesse sentido, os próximos estudos podem levar em consideração a teoria dos fatores humanos, que não promete soluções instantâneas para a melhoria no cuidado prestado, mas pode fornecer uma riqueza de recursos para o progresso sustentável que minimizem erros e promovam uma cultura de segurança organizacional
Título em inglês
Evaluation of the impact of intervention on patient safety in the knowledge and attitude of the students of the 6th year of medicine
Palavras-chave em inglês
Adverse event
Education
Health care quality
Health sciences students
Human error
Medical students
Patient's safety
Superior education
Resumo em inglês
Introduction: Safety is considered a pillar of the quality in health care and its success depends on both individual and collective commitment. The theoretical-practical teachings transferred to the students on this thematic assure improvements on the care provided. Aim: The aim is to evaluate the impact of interventions about patient's safety in the knowledge and actions of medical students. Methodology: It is an analysis from the interventional type, nonrandomized, with a single group of comparison - before and after-, prospective and exploratory, with quantitative approach, performed with 98 students of the 6º year of medical school from the Medical School of Ribeirão Preto (FMRP-USP), São Paulo, Brazil. The collection of data occurred from January to November 2017, using a questionnaire about the description of the students, as well as conceptual and attitudinal aspects about human error and patient's safety. Discussion: As results, there was a predominance of male students (62%) with average age of 25,8 years old, while, regarding to conceptual aspects, it was observed an improvement of the understanding about the thematic "human error and patient's safety", as it can be highlighted in the statement "Making mistakes in health is inevitable", with an average of 4,0 on Likert scale - showing that 70% of the medical students agreed with the statement before the educational intervention (pre-test), and after the intervention (after-test), the average dropped to 1,8 (68% disagreed). 42% of the students (average of 3,6 ) still began agreeing that "for the analysis of the human error it is important to know individual characteristics of the professional who made the mistake", while after-test 59% of them (average of 2,3) disagreed. Conclusions: It is concluded that after the educative intervention in classroom, they managed to contemplate several conceptual aspects related to patient's safety e to the responsibilities of the teachers and students involved on the assistance. However, the educative intervention had its limitation regarding the evidence of changes in the students' attitudes, once that the learning process is considered a necessary condition, but it is not enough, due to contextual factors and individuals characteristics that may influence the effective transfer of knowledge, skills and attitudes to labor activities. So, the following essays may take into consideration the human factor theory, which doesn't promise instantaneous solutions to the improvement in the care provided, but may be able to provide a wealth of resources to sustainable progress that minimize errors and promote a culture of organizational safety
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MARIANALAURINDO.pdf (4.99 Mbytes)
Data de Publicação
2019-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.