• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2011.tde-25042011-093146
Documento
Autor
Nome completo
Helena Freitas Capparelli
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2011
Orientador
Banca examinadora
Ometto, Aldo Roberto (Presidente)
Côrtes, Mauro Rocha
Oliveira, Otávio José de
Título em português
Sistema de gestão ambiental e produção mais limpa: análise de práticas e integração dos sistemas
Palavras-chave em português
Interação
ISO 14001
Práticas
Produção mais limpa
Sistema de gestão ambiental
Resumo em português
O crescimento da atividade industrial, com a conseqüente geração de maior quantidade de poluentes, aliado ao aumento das exigências da sociedade por um ambiente adequado para a qualidade de vida impulsionam o desenvolvimento de novas formas de gestão em processos produtivos. Os organismos normalizadores criaram normas técnicas e estratégias de orientação às empresas visando o desenvolvimento de formas de gestão que procuram a melhoria contínua aliada à vertente ambiental. A norma certificável da Série ISO (International Organization for Standardization) 14000 - Gestão Ambiental, relacionada ao Sistema de Gestão Ambiental (SGA), é a ISO 14.001, aplicável a qualquer tipo e porte de organização. Neste contexto, há outras estratégias voltadas para a melhoria da qualidade ambiental de processos produtivos, sendo a Produção mais Limpa (P+L) uma das que possui maior reconhecimento mundial. Esta foi criada pela UNEP (United Nations Environment Programme) e pode ser definida como uma estratégia ambiental preventiva aplicada a produtos, processos e serviços para minimizar os impactos sobre o meio ambiente. Contudo, as normas e as metodologias relacionadas a esses sistemas não apresentam procedimentos detalhados para a sua realização. Dessa forma, o objetivo do estudo é o levantamento e análise de métodos, ferramentas e procedimentos (denominados neste estudo como práticas) de SGA e P+L, para suprir a lacuna identificada, e indicar possibilidades de interação dessas estratégias. A metodologia foi baseada na revisão bibliográfica, principalmente a sistemática. A análise das práticas frente às etapas do SGA e da P+L foi feita a partir do cruzamento dos objetivos das etapas dos sistemas com os objetivos de cada prática. Os resultados obtidos envolvem a indicação de práticas para aplicação nas etapas propostas de P+L e do SGA e, a partir disso, a identificação de etapas comuns e complementares entre os sistemas. Foram levantadas 73 práticas, sendo 43 aplicadas e discutidas no estudo. A maioria das práticas foram classificadas nas etapas de levantamento de aspectos ambientais, monitoramento e medição e à melhoria ou medição do desempenho ambiental vinculados à implementação tanto de um sistema de gestão ambiental, quanto da estratégia de P+L. O estudo demonstrou que faltam práticas relacionadas às etapas iniciais de ambos os sistemas (fase inicial de planejamento), ligadas a requisitos legais, documentação e ações corretivas e de não conformidades para o SGA e para elaboração de cronograma de atividades, fluxogramas e implementação das medidas de P+L. As principais interações apontadas pelo estudo a partir das práticas levantadas foram: Levantamento de Aspectos ambientais do SGA com a etapa de Balanços de massa e energia de P+L; a etapa de Monitoramento e medição do SGA com a etapa de Avaliação técnica, ambiental e econômica de P+L; e as etapas de Auditoria interna e Avaliação de resultados do SGA com as etapas de Avaliação dos resultados e Plano de monitoramento e continuidade de P+L. Portanto, foi possível concluir que a aplicação de um dos sistemas poderia facilitar o andamento e implementação do outro e vice-versa, além de se complementarem para atingirem melhor gestão ambiental em processos, produtos ou serviços. Além disso, há a necessidade de maiores estudos para validação das interações apresentadas.
Título em inglês
Environmental management system and cleaner production: analysis of practices and systems interaction
Palavras-chave em inglês
Cleaner production
Environmental management system
Interaction
ISO 14001
Practices
Resumo em inglês
The growth of industrial activity, with consequent generation of higher amount of pollutants, coupled with increased demands from society for a suitable environment for quality of life motivated the development of new forms of management in production processes. The standardization organizations have established technical standards and strategies to guide companies seeking to develop ways of managing that pursue continuous improvement, coupled with the environmental aspects. The certifiable standard of the ISO (International Organization for Standardization) 14000 series - Environmental Management, is ISO 14001, related to the Environmental Management System (EMS) and applicable to any type and size of organizations. In this context, there are other strategies for improving the environmental quality of production processes, and Cleaner Production (CP), is one of which that has greater worldwide recognition. This strategy was established by UNEP (United Nations Environment Programme) and can be defined as a preventive environmental strategy applied to products, processes and services to minimize impacts on the environment. However, standards and methodologies related to these systems do not present detailed procedures for its implementation. Thus, the objective of the study is a survey and analysis of EMS and CP methods, tools and procedures (named in this study as practices) to fill the gap identified, and indicate possibilities for incorporating these strategies. The methodology was based on literature review, mainly of the systematic survey of practices. The analysis of practices compared to the EMS and CP steps was made relating the objective of these steps with the goals of each practice. The results involve the appointment of practices for implementing the steps proposed by CP and EMS and, the identification of common and complementary steps between systems. A total of 73 practices were raised and 43 were applied and discussed in the study. Most of the practices were classified in steps of environmental assessment, monitoring and measuring and improving or measuring the environmental performance linked to the implementation of both an environmental management system and the strategy of CP. The study showed that there is a lack of practices related to the initial phases of both systems (the early planning stages), relating to legal requirements, documentation and corrective actions, non-conformance to the EMS and to elaborate schedule of activities, flow and implementation of CP measures.The main possible interactions identified by the study were: Environmental aspects step of EMS with Mass and energy balances step of CP; Monitoring and measurement step of EMS with Technical, environmental and economic evaluation step of CP; and Internal audit and Outcome assessment steps of the EMS with Evaluation of results and Monitoring plan and continuity steps of CP. Thus, it is possible to conclude that implementing one of the systems could facilitate the progress and implementation of the other and vice versa, besides complementing to achieve better environmental management in processes, products or services. Moreover, there is a need for further studies to validate the interactions presented.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-04-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.