• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2007.tde-05032008-110440
Documento
Autor
Nome completo
Sonia Sanae Sato
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2007
Orientador
Banca examinadora
Tachibana, Wilson Kendy (Presidente)
Nagano, Marcelo Seido
Pimenta Júnior, Tabajara
Título em português
Análise econômico-financeira setorial: estudo da relação entre liquidez e rentabilidade sob a ótica do modelo dinâmico
Palavras-chave em português
Administração financeira
Análise econômico-financeira
Capital de giro
Liquidez
Modelo dinâmico
Modelo Fleuriet
Rentabilidade
Resumo em português
Este trabalho teve como propósito apresentar e analisar a relação entre liquidez e rentabilidade das empresas sob a ótica do modelo dinâmico. Para tanto, recorreu-se à revisão bibliográfica do modelo dinâmico que foi introduzido no Brasil pelo professor francês Michel Fleuriet que atuou na década de 70 na Fundação Dom Cabral. Este modelo que tem como objetivo analisar o investimento em capital de giro e sua administração, além de retomar o tema da liquidez permitiu avaliar a tomada de decisões das empresas, bem como revelar diretrizes para o futuro a partir da reclassificação do balanço patrimonial e isolamento de três variáveis chaves - a necessidade de capital de giro (NCG), o capital de giro (CDG) e o saldo de tesouraria (ST) - cuja combinação culminou na identificação de seis tipos de estruturas financeiras. Deste modo o modelo dinâmico, mudou o enfoque da análise tradicional voltada para o aspecto de solvência e descontinuidade dos negócios, para uma análise dinâmica voltada para a real situação de liquidez da empresa e integrada a sua dinâmica operacional. Assim, para fins de avaliação da liquidez, esta pesquisa optou pela utilização do modelo dinâmico e para a avaliação da rentabilidade foram utilizados os indicadores tradicionais de rentabilidade: margem líquida (ML), retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) e retorno sobre o ativo total (ROA). Para o desenvolvimento desta pesquisa foram utilizados dados secundários através de pesquisa bibliográfica e coleta dos demonstrativos contábeis consolidados de final de ano de 16 empresas do subsetor econômico tecidos, vestuário e calçados atuando no Brasil no período entre janeiro de 1997 a dezembro de 2006 e que tinham suas ações listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A partir da reclassificação desses demonstrativos e cálculo das variáveis chaves do modelo dinâmico foi possível constatar o predomínio do tipo 3 de estrutura financeira para a maioria das empresas analisadas, ou seja, aquele que indica o uso de empréstimos de curto prazo como complemento dos recursos de longo prazo no financiamento das necessidades de capital de giro. Com relação à análise da rentabilidade, verificou-se que metade das empresas analisadas não apresentou um bom desempenho, considerando a freqüência de indicadores negativos na média do período analisado. Por fim, os resultados obtidos demonstraram que o pressuposto teórico entre liquidez e rentabilidade não pode ser confirmado na prática da maioria das empresas analisadas, isto porque não foi possível observar uma relação direta entre a rentabilidade expressa pelos indicadores tradicionais propostos e a participação de capital de terceiros expressa pelo saldo de tesouraria negativo. Neste caso, a rentabilidade variou mais estritamente em função do desempenho em gerar vendas e administrar os custos e despesas do que do risco de maior ou menor liquidez assumido pelas empresas analisadas.
Título em inglês
Sectorial economical-financial analysis: relationship study between liquidity and profitability under the dynamic model's optics
Palavras-chave em inglês
Dinamic model
Economics and financial analysis
Financial administration
Fleuriet model
Liquidity
Profitability
Working capital
Resumo em inglês
This work had as purpose to present and to analyze the relationship between liquidity and profitability of the companies under the dynamic model's optic. For so much, it was used the bibliographical revision of the dynamic model that it was introduced in Brazil by the french teacher Michel Fleuriet that worked in the 70s in the Fundação Dom Cabral. This model that has as objective analyzes the investment in working capital and its administration, besides retaking the liquidity theme it allowed to evaluate the companies' decision taking, as well as to reveal guidelines for the future starting from the reclassification of the balance sheet and isolation of three keys variables - the working capital requirement, the working capital and the treasury balance - whose combination culminated in the identification of six types of financial structures. This way the dynamic model, changed the focus of the traditional analysis returned for the solvency aspect and discontinuity of the businesses, for a dynamic analysis returned for to real situation of company liquidity and integrated its operational dynamics. Like this, for ends of liquidity evaluation, this research opted for the use of the dynamic model and for the profitability evaluation the traditional profitability indicators were used: liquid margin, return on equity (ROE) and return on total assets (ROA). For the development of this research secondary data were used through bibliographical research and collection of the demonstrative accounting consolidated of year end of 16 companies of the economical subsector woven, clothing and shoes acting in Brazil in the period of January from 1997 to December of 2006 and that they had their stocks listed in the Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Starting from the re-classification of those demonstrative and calculation of the key variables of the dynamic model was possible to verify the prevalence of the type 3 of financial structure for most of the analyzed companies, that is, which indicates the use of short-term debt as complement of the resources of long-term in the financing of the working capital requirements. Regarding profitability analysis, it was verified that the companies didn't present a good performance, considering the frequency of negative indicators in the average of the analyzed period. Finally, the obtained results demonstrated that the trade-off between liquidity and profitability cannot be confirmed in practice of most of the analyzed companies, this because it wasn't possible to observe a direct relationship among the expressed profitability for the proposed traditional indicators and the participation of capital of the others expressed by negative treasury balance. In this case, the profitability varied more strictly in function of the performance in to generate sales and to manage the costs and expenses than of the larger risk or smaller liquidity assumed by the analyzed companies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-03-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.