• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.18.2009.tde-08122009-080732
Documento
Autor
Nome completo
Francisco Rolfsen Belda
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2009
Orientador
Banca examinadora
Cazarini, Edson Walmir (Presidente)
Carvalho, Juliano Maurício de
Massarolo, João Carlos
Oliveira, Sérgio Mascarenhas
Silva, Antonio Nelson Rodrigues da
Título em português
Um modelo estrutural de conteúdos educativos para televisão digital interativa
Palavras-chave em português
Interatividade
Modelo de conteúdo
Redes de aprendizagem
Televisão digital
Resumo em português
O trabalho propõe um modelo de estrutura de conteúdos educativos para programas interativos de televisão digital. Seu propósito é fornecer referências para processos colaborativos de produção e organização de conteúdo em redes de aprendizagem coligadas a emissoras de televisão educativa e universitária. A elaboração do modelo teve por base uma revisão bibliográfica de teorias, conceitos e práticas, bem como uma pesquisa-ação com grupos de ensino médio e superior. Sua concepção toma como hipótese a carência de modelos de referência nessa área e contempla a coexistência de aspectos formais e informais de educação, a arquitetura e prática das redes sociais e ambientes de aprendizagem, bem como pontos de inovação em relação a modelos tradicionais de comunicação. São definidos termos, atores, eventos, ambientes, categorias, classes e atributos de conteúdo, com indicação de critérios para sua vinculação síncrona ou assíncrona numa programação, além de requisitos e funções computacionais básicas para sua veiculação seletiva, adaptativa e participativa através de mídias digitais. O modelo é apresentado em duas formas: descritiva, por meio de definições, sentenças e quadros de classificação; e visual, por meio de mapas conceituais inter-relacionados. Uma experiência para validação do modelo proposto foi feita mediante a prototipagem de um ambiente televisivo de ensino-aprendizagem de Engenharia de Produção, com emprego de linguagens que compõem o middleware Ginga (NCL e LUA). A aplicação simula uma fábrica virtual com ambientes em três dimensões que dão acesso a vídeos educativos e conteúdos associados. Os resultados das práticas de modelagem e de prototipagem são avaliados a partir de seus objetivos iniciais e perspectivas de aprimoramento. São propostas possíveis extensões e especificações do modelo com vistas a seu aprimoramento e aplicação. Sustenta-se, por fim, que esse uso interativo da televisão digital na educação depende de modelos sistematizados de conteúdo que contemplem a participação comunitária na produção e veiculação de mídias, com o fortalecimento dos instrumentos de aprendizagem para além da comunicação vertical, centralizada e hierarquizada dos canais tradicionais de radiodifusão.
Título em inglês
An educative content structure model for interactive television
Palavras-chave em inglês
Content modeling
Interactive television
Learning networks
Resumo em inglês
This research proposes a model to educative content structuring for interactive digital television programs. The intent is to provide references for collaborative production processes and content organization in learning networks associated with university and educative television broadcast services. Modelling activity was preceded by critical literature review, considering theories, concepts and practices reported, in parallel with a collaborative action research. The research conception took as hypothesis the lack of reference models applied to this context and considers the coexistence of formal, informal and non-formal learning and educational aspects; architecture and daily practices in social networks and learning environments; and innovations over traditional communication models. The model defines terms, actors, events, environments, as well as content categories, classes and attributes, indicating criteria for their synchronic or asynchronic association in a dynamic television grid. Basic computational requirements and functions for selective, flexible and participative content distribution through convergent digital media were also indicated. The model is presented in two complementary frames. One is descriptive and uses definitions, sentences and structured tables. The other is visual and uses interconnected conceptual maps. An experimental validation of the proposed model was made through the prototyping of a television learning environment oriented to Industrial Engineering education, developed with the use of programming languages (NCL and LUA) according to the brazilian's middleware specifications (Ginga). This application simulates a factory in a virtual 3D enviroment leading to educative videos and their associated contents. Modeling and prototyping outcomes are evaluated considering initial objectives and improvement perspectives. Possible modeling extensions and specifications are proposed and discussed targeting its further developments and effective application. The results indicate that interactive use of digital television in education requires systematic content models covering communitarian participation in both media production and distribution processes, in order to enhance learning instruments beyond vertical, hierarchical and centralized communication sustained by traditional broadcast channels.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-12-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.