• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.18.2007.tde-10122007-090438
Documento
Autor
Nome completo
Thais Fátima dos Santos Cruz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Carlos, 2007
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Carlos Roberto Monteiro de (Presidente)
Correia, Telma de Barros
Meneguello, Cristina
Título em português
Paranapiacaba: a arquitetura e o urbanismo de uma vila ferroviária
Palavras-chave em português
Arquitetura
Ferrovia
Paranapiacaba
São Paulo railway
Traçado
Vila ferroviária
Resumo em português
A vila ferroviária de Paranapiacaba, pertencente ao município de Santo André (SP), tem seu núcleo urbano localizado no topo da Serra do Mar, recebendo originalmente a denominação de Alto da Serra. Sua origem deveu-se à construção da primeira ferrovia paulista, a São Paulo Railway Company Ltd (SPR), empresa constituída em Londres, responsável também pela implantação e administração das Vilas Velha e Martin Smith. O trabalho realizou o levantamento, análise e discussão das transformações da vila ferroviária de Paranapiacaba, em especial de sua arquitetura e dos traçados dos três núcleos urbanos existentes, a Parte Alta, a Vila Velha e a Vila Martin Smith, cujas implantações se deram em momentos distintos e de formas diferentes. Constatamos que no período de 1860 a 1946, em que a SPR esteve sob controle inglês, foi instalada em Paranapiacaba uma moderna infra-estrutura urbanística para a realidade brasileira daquela época, representando um exemplo pioneiro e único de cidade empresarial projetada, construída e administrada pela SPR, que ainda preserva parte significativa de suas características arquitetônicas e urbanísticas originais.
Título em inglês
Paranapiacaba: the architecture and the urbanism of a railway village
Palavras-chave em inglês
Architecture
Paranapiacaba
Railway
Sao Paulo railway
Urban layo
Vila railway
Resumo em inglês
The railway Paranapiacaba village, which belongs to the city of Santo André (SP), has its urban ucleus located at the top of a mountain range called Serra do Mar, and it was previously called Alto da Serra. Its origin comes from the building of the first railway in the state, the São Paulo Railway Company Ltd (SPR), the british company was also responsible for the planning, construction and administration of Vila Velha and Martin Smith village. This work has made a data collecting, analysis and discussion of the changing of railway Paranapiacaba village, especially its architecture and the town planning in three different nuclei Parte Alta, Vila Velha and Martin Smith Village, whose settlement happened in distinct moments and in different ways. During the years 1860 and 1946, when SPR was under british control, was built a modern urban substructure for the time in Brazil, representing a pioneer and the only example of an enterprising city which was projected, built and administrated by SPR, that till today has still kept most of its original architecture and urban characteristics.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Thais.pdf (11.67 Mbytes)
Data de Publicação
2007-12-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.