• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2009.tde-10052010-155020
Documento
Autor
Nome completo
Lilian Prescinoti de Oliveira
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Lopes, Rubens Mendes (Presidente)
Bonecker, Sergio Luiz Costa
Oliveira, Otto Müller Patrão de
Título em português
Análise comparativa da distribuição das famílias Salpidae e Doliolidae em relação ao zooplâncton total na plataforma continental sudeste do Brasil por meio de técnicas semi-automáticas de identificação e contagem
Palavras-chave em português
distribuição horizontal
distribuição vertical
dolíolos
impacto alimentar
ressurgência. abundância
salpa
taxa de ingestão
Resumo em português
A abundância dos taliáceos e sua relação aos demais grupos do zooplâncton, além da avaliação do impacto alimentar das salpas, foram observados a partir de amostras da região da plataforma continental sudeste brasileira durante o verão de 2002. As salpas estiveram presentes em maior concentração na região de plataforma interna, enquanto os dolíolos apresentaram maior abundância na plataforma externa. Ambos os grupos foram encontrados principalmente nas camadas mais superficiais. Os maiores valores de biomassa foram registrados nas estações onde os gelatinosos estiveram presentes, sendo o máximo de 131 mg C m-² obtido para as salpas e 636 mg C m-² para os dolíolos. A ocorrência de salpas esteve relacionada à maior concentração de clorofila e menores valores de temperatura. Já para os dolíolos não foi possível observar o mesmo padrão. Os resultados apontaram que as salpas estiveram associadas à mistura das massas AT e ACAS e os dolíolos às águas tropicais (AT). A abundância dos organismos zooplanctônicos não apresentou reduções significativas quando comparadas as concentrações de salpas e dolíolos, sendo correlacionadas positivamente. Em ambientes eutróficos, como o caso das áreas de ressurgência, o alimento não é um fator limitante, sendo possível a ocorrência simultânea de diversos grupos de organismos que em outro cenário competiriam por alimento. As maiores taxas de ingestão e impacto alimentar causado pelas salpas foram registradas na região de plataforma interna, sendo associadas aos maiores valores de biomassa observados para o grupo e a elevada concentração de clorofila.
Título em inglês
Comparative analisys of the distribution of familier Salpidae and Doliolidae in relation to total zooplankton on the southeastern continental shelf of Brazil by means of semi-automatic techniques of identification and enumeration
Palavras-chave em inglês
abundance
doliolids
feeding impact
horizontal distribution
ingestion rate
upwelling
vertical distribution
Resumo em inglês
The abundance of thaliaceans and its relation to other zooplankton groups, as well as salp grazing impact, were studied on the southeastern shelf of Brazil based on samples collected during summer 2002. Salps occurred at higher numbers on the inner shelf, while doliolids were more abundant on the outer shelf. Both taxa were found mainly in the upper layers of the water column. Highest biomass values were recorded in stations where gelatinous plankton were present, with maxima of 131 mg C m-² for salps and 636 mg C m-² for doliolids. Salp occurrence was positively corelated to higher chlorophyll concentrations and lower temperatures. Doliolids did not follow such pattern. Salps were associated to areas where Tropical Water and South Atlantic Central Water mixed, and doliolids dominated in Tropical Water. The abundance of other zooplankton taxa did not show significant decrease when salps and doliolids were abundant, as the correlation among salps, doliolids and other groups were usually positive. During upwelling events food is usually not limiting; thus the same planktonic taxa that will compete for food in other areas may coexist in such eutrophic to mesotrophic environments. The highest ingestion rates and feeding impact associated to salps were recorded on the inner shelf, where the highest salp abundance and chlorophyll-a concentration occurred.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Lilian.pdf (3.12 Mbytes)
Data de Publicação
2010-07-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.