• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.21.2013.tde-26092013-184140
Documento
Autor
Nombre completo
Andréa Green Koettker
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2013
Director
Tribunal
Lopes, Rubens Mendes (Presidente)
Calazans, Danilo Koetz de
Fernandes, Lohengrin Dias de Almeida
Flores, Augusto Alberto Valero
Tavares, Marcos Domingos Siqueira
Título en portugués
Composição e distribuição das larvas de invertebrados bênticos do Banco dos Abrolhos e região adjacente, com ênfase em larvas de caranguejos braquiúros
Palabras clave en portugués
Banco dos Abrolhos
composição
distribuição
fase planctônica
identificação
larvas de caranguejos braquiúros
larvas de invertebrados bênticos
Resumen en portugués
A composição e distribuição das larvas pelágicas dos invertebrados bênticos do Banco dos Abrolhos, em especial de caranguejos braquiúros, foram investigadas com base em duas abordagens de campo, em larga e pequena escala. A primeira abrangeu todo o banco e regiões adjacentes, com 46 estações de coleta amostradas uma única vez, entre julho-agosto de 2007. Na segunda, as coletas de plâncton ocorreram em dois períodos e se concentraram ao redor do Recife de Sebastião Gomes (a 15 km da costa) e do Arquipélago dos Abrolhos (a 60 km). Em larga escala, as comunidades meroplanctônica e de larvas de Brachyura foram divididas em comunidades de águas rasas (profundidade < 100 m), com maior abundância e diversidade, e de águas profundas (profundidade > 450 m), indicando que o meroplâncton está bem distribuído ao longo do banco, mas que evita a dispersão para o oceano aberto. A composição de larvas de Brachyura atesta que não houve influência estuarina na área de estudo. Entretanto, a ocorrência e dominância de larvas de espécies típicas do entremarés apenas nas estações mais costeiras, sugere a existência de um mecanismo de retenção larval na região oeste do banco. A homogeneidade na distribuição e abundância das larvas de braquiúros somada às altas concentrações de zoés iniciais da maior parte dos táxons por toda a área rasa indica a existência de certo grau de conectividade via dispersão larval entre as populações adultas. Na pesquisa em pequena escala, a comparação entre os dois ambientes do Banco de Abrolhos com base nos grandes grupos meroplanctônicos não resultou em nenhuma diferença. Por outro lado, a composição da comunidade de larvas de Brachyura diferiu entre os ambientes, mas apenas em termos de espécies dominantes. No geral, não foram verificadas diferenças entre os dois períodos de coleta nas áreas rasas investigadas. O trabalho de identificação das larvas de Brachyura levou à elaboração da primeira chave de identificação ilustrada que engloba as larvas já descritas de todas as espécies do litoral brasileiro.
Título en inglés
Meroplankton spatial structure and variability on Abrolhos Bank and adjacent areas, with emphasis on brachyuran larvae
Palabras clave en inglés
Abrolhos Bank
brachyuran larvae
composition
distribution
identification
Meroplankton
Southwest Atlantic
Resumen en inglés
The composition and distribution of benthic invertebrate larvae of Abrolhos Bank were investigated in this study, with emphasis on brachyuran crabs. A mesoscale field approach encompassed the entire bank and adjacent areas from the inner shelf to the open ocean, where vertical plankton tows were carried out between July-August 2007. Meroplankton larvae, including brachyuran representatives, were more abundant and diverse in shallow stations (depth <100 m) than in deep water (depth> 450 m), suggesting that meroplankton is well distributed along the bank but avoids advection towards the open ocean. The estuarine influence on the study area was negligible or virtually inexistent, as suggested by the brachyuran larval composition. However, the occurrence and dominance of larvae of intertidal species in stations close to the coast suggest the existence of a larval retention mechanism in this area. The homogeneity in the distribution and abundance of brachyuran larvae added to the high concentration of initial zoeae of most taxa across the entire shallow area indicate the existence of some degree of connectivity via larval dispersion among adult populations. In addition to the mesoscale study, a small-scale sampling scheme around Sebastião Gomes reef (15 km from the coast) and Abrolhos Archipelago (60 km) was implemented in two seasonal periods. No difference was found between these two environments based in terms of abundance and ecological indexes. On the other hand, the composition of the brachyuran community was different between the environments, especially in the case of dominant species. No seasonal differences were detected in those shallow areas. The identification of brachyuran larvae during the course of this study led to the development of the first key for the identification of known first zoeal stages of brachyuran crabs from the Brazilian coast.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2013-09-27
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.