• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2000.tde-26112008-134014
Documento
Autor
Nome completo
Júlio Augusto de Castro Pellegrini
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2000
Orientador
Banca examinadora
Novelli, Yara Schaeffer (Presidente)
Cintrón-molero, Gilberto
Soares, Mario Luiz Gomes
Título em português
Caracterização da planície hipersalina ( Apicum ) associada a um bosque de mangue em Guaratiba, Baía de Sepetiba, Rio de Janeiro - RJ
Palavras-chave em português
apicum
Baía de Sepetiba
manguezal
planície hipersalina
Rio de Janeiro
Salicornia gaudichaudiana
Resumo em português
Planícies hipersalinas são conhecidas em várias partes do mundo, por vezes intimamente associadas a manguezais. No Brasil são registradas do Pará a Santa Catarina, descontinuamente, por todo o litoral. Representam reservatórios de nutrientes e zonas de retração de bosques de mangue, no caso de elevação do nível médio do mar, merecendo maior atenção no que diz respeito ao manejo da zona costeira. No presente estudo, foi realizado monitoramento da salinidade da água intersticial, levantamento microtopográfico, análise granulométrica, caracterização estrutural do bosque de mangue associado e, levantamento dos dados climatológicos da região, tendo como objetivo definir os processos de formação e manutenção dos apicuns de Guaratiba. Os resultados indicam que a estrutura vegetal varia de acordo com o gradiente de inundação pelas marés, diminuindo à medida em que se afasta do corpo dágua - rio Piracão. Os valores médios de salinidade podem ser reunidos em 03 grupos distintos: interior do bosque de mangue, apicum com cobertura de Salicornia gaudichaudiana e apicum. A micro-topografia da área é variável, com pequenos canais que favorecem a colonização por A. schaueriana e elevações, onde é maior o acúmulo de sais. O clima apresentou variações interanuais, embora com presença de estações secas. A extensão dos apicuns deve-se à freqüente ocorrência de marés meteorológicas, podendo ter sido influenciada por retificações e drenagens dos pequenos rios e canais que cortam a região.
Título em inglês
Characterization of the salt flat (apicum) associated with a mangrove forest in Guaratiba, Sepetiba Bay, Rio de Janeiro - Brazil
Palavras-chave em inglês
mangrove
Rio de Janeiro
Salicornia gaudichaudiana
Salt flat
Sepetiba Bay
Resumo em inglês
Salt flats are to be found in many different parts of the world, often associated with mangrove swamps. This is the case of the Brazilian shoreline from Pará, in the north, to Santa Catarina, in the south, although they are not continuous. They may be considered as nutrient reservoirs and as retraction zones for mangrove in the case of sea level rise and as such must be considered of great importance in the management of the coastal zone. In the present study, monitoring of the salinity of the interstitial waters was carried out over a period of two years. A micro-topographical survey, granulometric analysis, surveys of the structural characteristics of the associated mangrove areas and of the climate data of the region were included in the study with the objective to define the processes of formation and maintenance of the Sepetiba Bay salt flats. Results indicate that vegetation structure varies with the gradient of tidal inundation, decreasing landward. Interstitial water salinity measurements can be placed in three distinct groups: the mangrove grove itself, salt flat with Salicornia gaudichaudiana and salt flat. The micro-topography of the area varies considerably with small channels which favour colonization by Avicennia schaueriana and micro-mounts where the salt concentration is higher. The climate presents inter-annual variations, but always exhibiting dry seasons. The extension of salt flats is due to the frequency of meteorological tides associates with rectification and drainage of small rivers and channels which are to be found throughout the region.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Pellegrini.pdf (5.01 Mbytes)
Data de Publicação
2008-11-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.