• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.21.2013.tde-29052014-145602
Documento
Autor
Nome completo
Thiago José Balbi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Wongtschowski, Carmen Lucia Del Bianco Rossi (Presidente)
Silva, Antonio Olinto Avila da
Martins, Rodrigo Silvestre
Título em português
Idade e crescimento da abrótea-de-profundidade - Urophycis mystacea Ribeiro, 1903- (Teleostei: Phycidae) na plataforma continental externa e talude do Sudeste-Sul brasileiro
Palavras-chave em português
Urophicys mystacea
crescimento
idade
otólitos
Sudeste-Sul-Brasil
Resumo em português
Urophycis mystacea, RIBEIRO, 1903, (Phycidae; Gadiformes) é uma espécie demerso-bentônica presente na plataforma externa e no talude da região Sudeste-Sul do Brasil. Desde 2001 é alvo das pescarias em águas profundas e seu estoque vem diminuído. A idade da espécie foi analisada em exemplares com comprimentos totais (Ct) entre 187 e 632 mm, através da contagem de anéis de 201 cortes de otólitos. A periodicidade (anual) e a época de formação dos anéis (outono) foram verificadas pela porcentagem relativa do tipo de borda. U. mystacea apresenta crescimento lento e longevidade moderada. Foram encontrados machos com 1 a 6 anos e fêmeas com 1 a 12 anos. Os parâmetros de crescimento foram obtidos pelos métodos de Ford-Walford e Iterativo dos Mínimos Quadrados. As equações de crescimento mais adequadas foram: Ct = 549.16 (1-exp-0.203(t-(-0.9)) para machos e, Ct = 738.08 (1-exp-0.134(t-(-1.08)) para fêmeas. O teste "razão de máxima verossimilhança" revelou diferenças significativas entre as curvas de machos e fêmeas. A relação entre variáveis morfométricas dos otólitos e a idade foi obtida (modelo potencial) e a robustez verificada pelo valor do coeficiente de determinação (R2). O peso apresentou maior robustez para predizer a idade dos exemplares
Título em inglês
Age and growth of the deep-hake - Urophicys mystacea Ribeiro, 1903 - (Teleostei: Phycidae) on the outer continental shelf and slope of the Southeast-South Brazilian region
Palavras-chave em inglês
Urophicys mystacea
age
growth
otoliths
Southeast and South Brazil
Resumo em inglês
Urophicys mystacea, RIBEIRO, 1903 (Phycidae; Gadidae) is a demersalbenthic species present on the outer shelf and the slope of the South-Southeast region of Brazil. Since 2001 it has been a target fisheries on deepwater and its stock has been decreased. The age of the species was investigated in specimens with total lengths (Lt) between 187 and 632 mm by counting the rings of 201 otoliths slices. The periodicity (annual) and the time of ring formation (autumn) were verified by the relative percentage of the edge type. U. mystacea presents slow growth and moderate longevity. Males from 1 to 6 years and females from 1 to 12 years were found. Growth parameters were obtained by the methods of Ford-Walford and Iterative Least Squares. The most appropriate growth equations were: Lt=549.16 (1-exp-0.203 (t-(-0.9)) for males and Lt=738.08 (1-exp-0.134 (t-(-1.08)) for females. The likelihood test revealed significant differences between the male and female curves. The relationship between otolith morphometric variables and age was obtained (potential model) and its robustness was verified by the coefficient of determination (R2). The weight was more robust to predict the age of the specimens
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-06-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.