• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.21.2020.tde-30012020-154852
Documento
Autor
Nome completo
Ivan Gonçalves de Castro Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Pellizari, Vivian Helena (Presidente)
Rodrigues, Fabio
Sarmento, Hugo Miguel Preto de Morais
Título em português
Caracterização da microbiota marinha sob influência do degelo glacial na Baía do Almirantado, Antártica
Palavras-chave em português
comunidade microbiana
degelo
Península Antártica
RNAr 16S
Resumo em português
O degelo glacial pode afetar a microbiota costeira pela introdução de sedimentos, nutrientes, matéria orgânica e diversidade alóctone, além de modificações na estrutura da coluna d'água e aumento de turbidez. Devido ao aumento de temperatura nas últimas décadas na região da Península Antártica, a Baía do Almirantado tem apresentado um rápido recuo de suas geleiras, que resultam na introdução de água de degelo em suas águas costeiras. Frente ao cenário futuro das mudanças climáticas e de seus efeitos na região da Península Antártica, este estudo buscou caracterizar a microbiota e avaliar os possíveis efeitos do degelo em águas pelágicas adjacentes à geleiras na Baía do Almirantado. Para isso, a concentração de micro-organismos fotoautotróficos e bactérias heterotróficas, assim como a diversidade taxonômica da comunidade procariótica, foram correlacionados com dados físicos e de elementos nutrientes da coluna d'água ao longo de dois verões antárticos. O degelo resultou em uma fina camada superficial modificada, de maior temperatura e menor salinidade, mas que não teve efeito sobre a microbiota. No início do verão, um aumento de temperatura e diminuição da salinidade tiveram um efeito positivo na abundância de células bacterianas e do fitoplâncton. As bactérias heterotróficas aumentaram ao longo do verão, representadas principalmente por grupos associados ao fitoplâncton e à degradação de matéria orgânica (Bacteroidete/Flavobacteriales, Alphaproteobacteria /Rhodobacterales, SAR11 e Gammaproteobacteria/Nitrincolaceae). O fitoplâncton teve um pico em Janeiro, e foi dominado pela diatomácea Thalassiosira gravida. Diferenças entre a microbiota do Estreito de Bransfield e da Baía do Almirantado podem ter sido resultado da introdução de diversidade alóctone nas águas da baía, que foi caracterizada pela maior abundância de Betaproteobacteria, Alphaproteobacteria, Actinobacteria e Firmicutes.
Título em inglês
Characterization of marine microbial community under glacial meltwater influence in Admiralty's Bay, Antarctica
Palavras-chave em inglês
Antarctic Peninsula
meltwater
microbial community
rRNA 16S
Resumo em inglês
Glacial melting can affect the coastal microbiota through the introduction of sediments, nutrients, organic matter and allochthonous diversity, as well as changes in the structure of the water column and increased turbidity. Due to the temperature increase in the last decades in Antarctic Peninsula, Admiralty Bay's glaciers have gone through a rapid retreat, resulting in the introduction of meltwater in coastal waters. Facing the future scenario of climate change and its effects in the Antarctic Peninsula, this study aims to characterize the microbiota in Admiralty Bay and to evaluate the possible effects of meltwater introduction in pelagic waters in the vicinity of the glaciers. For this, the concentration of photoautotrophic microorganisms and heterotrophic bacteria, as well as the taxonomic diversity of the prokaryotic community, were correlated with physical and nutrient data from the water column during two Antarctic summers. The melting resulted in a thin modified surface layer, of higher temperature and lower salinity, but this had no effect on the microbiota. Higher temperature and lower salinity had a positive effect on the abundance of bacterial cells and phytoplankton through the early summer. The heterotrophic bacteria increased during the summer, represented mainly by groups associated with phytoplankton and organic matter degradation (Bacteroidete / Flavobacteriales, Alphaproteobacteria / Rhodobacterales, SAR11 and Gammaproteobacteria / Nitrincolaceae). The phytoplankton peaked in January and was dominated by the diatom Thalassiosira gravida. Differences between the Bransfield Strait and Admiralty Bay microbiota may have resulted from the introduction of allochthonous diversity in bay waters, which was characterized by the greater abundance of Betaproteobacteria, Alphaproteobacteria, Actinobacteria and Firmicutes.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.