• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.21.2020.tde-30032020-171041
Documento
Autor
Nome completo
Claudia Guimaraes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Lopes, Rubens Mendes (Presidente)
Christofoletti, Ronaldo Adriano
Andrade, Marco Aurélio Brizzotti
Título em português
Efeito do ultrassom no comportamento natatório de larvas meroplanctônicas em fase de assentamento
Palavras-chave em português
Bioincrustação
comportamento pré-assentamento
larvas cypris
Métodos anti-incrustantes
trajetórias tridimensionais
Resumo em português
A bioincrustação é a acumulação de organismos em superfícies. Na indústria naval, as consequências desse fenômeno são deletérias, levando a buscas de métodos para frear essa acumulação. Com o uso de muitas tintas anti-incrustantantes biocidas tendo sido proibidas, novos métodos têm sido explorados, e o ultrassom tem mostrado boas perspectivas. Embora a maioria dos trabalhos envolvendo a exploração da eficácia de novos métodos se baseiem em estudos de assentamento, os estudos de comportamento têm crescido como forma de explicar os mecanismos de ação desses novos métodos. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo observar se existem alterações comportamentais durante o processo pré-assentamento de larvas cypris de cirripédios. Através de filmagens em um sistema óptico tridimensional, foram obtidas as trajetórias 3D das larvas cypris com e sem a aplicação de ultrassom, com duas pressões distintas (10 e 15 kPa) e aspectos comportamentais dessas larvas foram comparados. Os resultados mostraram diferenças significativas no comportamento das larvas entre o controle e a pressão de 10 kPa, com alterações na velocidade da larva, no índice de tortuosidade (NGDR) e nos ângulos de rotação da larva. Neste nível de pressão, a larva permaneceu mais tempo na coluna de água do que explorando o substrato. Com 15 kPa, contudo, não houve diferenças quando comparado com o controle, e as larvas expostas a essa pressão acústica apresentaram comportamentos similares às que não tiveram exposição ao ultrassom. Sugere-se que, para pressões mais baixas, a vibração do substrato pelas ondas sonoras o tornaria não atrativo à larva, e dessa forma os comportamentos observados indicariam rejeição do substrato. Para a pressão mais alta, haveria algum nível de injúria da larva e seu comportamento estaria relacionado à sua desorientação durante a fase pré- assentamento, ao invés de rejeição do substrato.
Título em inglês
Effect of ultrasound on the swimming behavior of meroplanktonic larvae during settlement phase
Palavras-chave em inglês
antifouling methods
Biofouling
cyprid larvae
pre-settlemente behaviour
three-dimensional tracking
Resumo em inglês
Biofouling is the accumulation of organisms on surfaces. In the shipping industry, the consequences of this phenomenon are deleterious, leading to the search for methods to curb this accumulation. With the use of many biocidal antifouling paints being banned, new methods have been explored, and ultrasound has shown good prospects. Although most work on exploring the effectiveness of new anti-fouling methods is based on settlement studies, behavioral studies have been developed as a way of explaining the mechanisms of action of these new methods. The present study aimed to observe if there are behavioral changes during the pre-settlement process of cypris larvae with and without ultrasound application. Through filming in a three-dimensional optical system, the 3D trajectories of cypris larvae were obtained with and without ultrasound application, with two distinct pressures (10 and 15 kPa) and behavioral aspects of these larvae were compared. The results showed significant differences in larval behavior between control and 10 kPa pressure, with changes in larval velocity, tortuosity index (NGDR) and larval rotation angles. At this pressure level, the larvae stayed longer in the water column than exploring the substrate. At 15 kPa, however, there were no differences compared to the control, and larvae exposed to this acoustic pressure showed similar behaviors to those without ultrasound exposure. At lower pressures, it is suggested that vibration of the substrate by sound waves would make it unattractive to the larva, and thus the observed behaviors would indicate substrate rejection. For the higher pressure, there would be some level of larval injury and its behavior would be related to its disorientation during the pre-nesting phase rather than substrate rejection.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-04-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.