• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2017.tde-04052017-161317
Documento
Autor
Nome completo
Cleber Tiago Cirineu
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Saeki, Toyoko (Presidente)
Fiorati, Regina Celia
Minelli, Massimiliano
Palha, Pedro Fredemir
Salles, Mariana Moraes
Título em português
Vida cotidiana de pessoas em sofrimento psíquico dos Centros de Atenção Psicossocial II: percepções de usuários e seus familiares
Palavras-chave em português
Atividades cotidianas
Centros de atenção psicossocial
Reabilitação
Saúde mental
Terapia ocupacional
Resumo em português
O estudo teve como objetivo geral investigar a vida cotidiana das pessoas em sofrimento psíquico dos CAPS II do ponto de vista das áreas ocupacionais de autocuidado, de produtividade e de lazer. Este estudo foi composto pelas amostras de quarenta participantes: vinte usuários e um familiar de cada usuário de serviços de saúde mental, denominados de Centros de Atenção Psicossocial do tipo II do Departamento/Direção Regional de Saúde de Piracicaba (DRS-X). Dessa forma, configura-se como uma pesquisa descritiva, exploratória, de natureza qualiquantitativa com predominância na abordagem qualitativa. Como fundamentação teórica de suporte para o desenvolvimento da pesquisa, foi utilizado como base o referencial da Reabilitação Psicossocial e o referencial filosófico da Teoria sobre o Cotidiano de Agnes Heller. A partir dessa ótica, emergiram três eixos temáticos referentes às áreas ocupacionais do autocuidado, produtividade e lazer, que foram analisados por meio do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), que é uma abordagem proposta por Lefèvre e Lefèvre, a fim de auxiliar na análise das entrevistas semiestruturadas dos dados. Verificou-se, a partir dos DSCs, que se exige a necessidade urgente de uma reestruturação dos CAPS II e um novo direcionamento para a forma do cuidado em saúde mental. Foi possível comprovar que, de fato, as áreas ocupacionais de autocuidado, produtivas e de lazer dos usuários dos CAPS II ainda são pouco estimuladas por familiares e profissionais dos próprios serviços, necessitando, assim, de uma transformação e um novo olhar para o cuidado em saúde mental. De modo geral, os usuários experienciam o sofrimento psíquico em idade produtiva, apresentando dificuldades para se relacionar com outras pessoas e dar sequência em seus estudos. Têm dificuldades para se manter em empregos formais e, em sua maioria, necessitam do auxílio de familiares para a realização de diferentes atividades cotidianas, fator esse que implica o empoderamento de sua autonomia. Ainda há uma urgente necessidade de ampliação de espaços territoriais para que esses usuários possam ser reinseridos no contexto social. A interface entre o conhecimento científico e empírico permitiu uma aproximação com os usuários e seus familiares, a partir de seus discursos, reforçando ser esse um campo fértil para reflexões das práticas em saúde mental, por meio das relações humanas. No entanto, esta pesquisa oferece contribuições e informações úteis para a (re)organização de ações e políticas de saúde mental e até mesmo políticas públicas, pois a forma como as pessoas compreendem a vida cotidiana dos usuários em sofrimento psíquico propicia a identificação de elementos que podem orientar a busca de intervenções e ações no cuidado em saúde mental, contribuindo, assim, para a consolidação da reforma psiquiátrica
Título em inglês
Everyday life of people in psychological distress of Psychosocial Care Centers II: perceptions of users and their families
Palavras-chave em inglês
Activities of daily living
Mental health
Occupational therapy
Psychosocial care centers
Rehabilitation
Resumo em inglês
The study aimed to investigate the daily lives of people in psychological distress CAPS II from the standpoint of occupational areas of self-care, productivity and leisure. This study was composed of samples of forty participants: twenty members and a relative of each user of mental health services, called Psychosocial Care Centers Type II Department/Health Regional Directorate of Piracicaba (DRS-X). Thus, it appears as a descriptive, exploratory, qualitative-quantitative nature of the predominantly qualitative approach. As theoretical foundation of support for the development of research, was used as a basis the framework of Psychosocial Rehabilitation and the philosophical framework of the Theory of Daily Life of Agnes Heller. From this perspective, they emerged three themes relating to occupational areas of self-care, productivity and leisure, which were analyzed using the Collective Subject Discourse (CSD), which is an approach proposed by Lefèvre and Lefèvre, in order to assist in the analysis of semi-structured interviews the data. It was, from DSCs, which requires the urgent need for a restructuring of CAPS II and a new direction for the shape of mental health care. It was possible to prove that, in fact, occupational areas of self-care, productive and recreational users of CAPS II are still not encouraged by family and work of the service, requiring thus a transformation and a new look for care in mental health. In general, users experience psychological distress in productive age, presenting difficulties to relate to others and to follow up on their studies. They have difficulties to keep in formal jobs and, in most cases, require the assistance of family members to perform different daily activities, this factor which involves the empowerment of autonomy. There is still an urgent need for expansion of territorial spaces so that these users can be reintegrated in the social context. The interface between the scientific and empirical knowledge allowed close to the users and their families, from their discourse, reinforcing that this is a fertile ground for reflections of mental health practices through human relations. However, this research offers contributions and useful information for the new organization of actions and mental health policies and even public policy because the way people understand the daily life of psychological distress in users provides the identification elements can guide the search for interventions and actions in mental health care, thus contributing to the consolidation of the psychiatric reform
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-07-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.