• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2016.tde-04082016-193549
Documento
Autor
Nome completo
Angélica da Silva Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Miasso, Adriana Inocenti (Presidente)
Kebbe, Leonardo Martins
Zanetti, Ana Carolina Guidorizzi
Título em português
Emoção expressa em cuidadores de pessoas com transtorno mental: influência do estresse, do estilo de vida e do sofrimento mental
Palavras-chave em português
Cuidadores
Emoção expressa
Estresse
Internação psiquiátrica
Saúde mental
Resumo em português
A Emoção Expressa (EE) é um conceito referente à qualidade das relações familiares e pode ser considerada como um traço ou como um estado das interações, caracterizada por três dimensões: comentários críticos (CC), hostilidade e superenvolvimento emocional (SEE). Obje tivos: avaliar e descrever o nível de EE entre cuidadores de pessoas com transtorno mental e sua associação com variáveis sociodemográficas, estresse precoce, sintomas se estresse, estilo de vida e sofrimento mental. Método: estudo com abordagem quantitativa, epidemiológico, corte transversal e caráter correlacional. Participaram 112 familiares cuidadores de pessoas com transtorno mental admitidas para internação em um hospital psiquiátrico no interior do Estado de São Paulo. Os instrumentos utilizados foram: Questionário sociodemográfico, de condições ocupacionais e de saúde; Questionário Familiar; Questionário sobre Traumas na Infância; Inventário de Sintomas de Estresse para Adultos de LIPP; Questionário Estilo de Vida Fantástico; Self-Reporting Questionnaire 20. A análise da confiabilidade e da consistência interna das escalas foi feita por meio do cálculo do coeficiente Alfa de Cronbach. Seguiu-se as análises estatísticas descritivas (cálculo das frequências, médias e desvio-padrão das respostas dos cuidadores aos instrumentos), bivariadas (para verificar a associação entre as variáveis, por meio dos testes Qui -Quadrado de Pearson, Exato de Fisher e Mann-Whitney) e de regressão logística, utilizando-se o programa SPSS versão 22.0. O nível de significância adotado foi de 5% (alfa <= 0,05). Todas as questões éticas foram respeitadas. Re sultados : a maioria dos cuidadores de pessoas com transtornos mentais em início de internação foi avaliada com altos níveis de EE (tanto global quanto nos domínios CC e SEE), com presença de estresse precoce, com presença de sintomas de estresse e com presença de sofrimento mental. Quanto ao estilo de vida, a maioria foi avaliada com estilo de vida bom ou muito bom. A EE no domínio SEE apresentou associação estatisticamente significativa com as variáveis uso frequente de medicamentos, estresse precoce, fase do estresse e sofrimento mental . Foram identificados como fatores de proteção para alta EE no domínio CC o ensino fundamental e a renda familiar. Já a idade foi fator de risco para alta EE no domínio CC. Já para alta EE no domínio SEE, o estresse precoce e o sofrimento mental foram fatores de risco. Conclusõe s : este estudo possibilitou avaliar importantes aspectos que podem influenciar a qualidade das relações entre cuidador e pessoa com transtorno mental. Emoção Expressa, estresse precoce, sintomas de estresse e sofrimento mental destacam- se como fenômenos relevantes ao planejamento do cuidado à familiares cuidadores de pessoas com transtornos mentais. Dada a complexidade desse fenômeno, são necessários estudos ampliados que abordem características tanto dos famil iares quanto dos pacientes e do ambiente, em diversos momentos, tais como na internação, após a alta e ao longo dos tratamentos extra hospitalares
Título em inglês
Expre s sed emotion in care rs of people with mental disorde rs : role of stress, lifestyle and mental suffering
Palavras-chave em inglês
Caregivers
Express emotion
Mental health
Psychiatric hospitalization
Stress
Resumo em inglês
Emotion Express (EE) is a concept referring to the quality of family relationships and can be considered as a stroke or as a state of the interactions, characterized by three dimensions: critical comments (CC), hostility and emotional overinvolvement (EOI). Objectives: to evaluate and describe the EE level among caregivers of people with mental disorders and their association with sociodemographic variables, early stress symptoms stress, lifestyle and mental suffering. Method: study of quantitative epidemiological approach, cross-sectional and correlational character. Participated 112 family caregivers of people with mental illness admitted to hospital in a psychiatric hospital in the state of São Paulo. The instruments used were: sociodemographic questionnaire, occupational and health conditions; Family Questionnaire; Questionnaire on Trauma in Childhood; Inventory of Stress Symptoms for Adults Lipp; Fantastic Lifestyle Questionnaire; Self-Reporting Questionnaire 20. The analysis of reliability and internal consistency of the scales was done by calculating Cronbach's alpha coefficient. Descriptive statistical analysis was followed (calculation of frequencies, means and standard deviations of the responses of caregivers instruments), bivariate (to verify the association between variables, using the chi -square tests of Pearson, Fisher exact and Mann Whitney) and logistic regression using SPSS version 22.0. The significance level was 5% (alpha <= 0.05). All ethical issues have been met. Results: most of the carers of people with mental disorders in early hospitalization was evaluated with high levels of EE (both globally and in the CC and EOI domains), with the presence of early stress, with the presence of stress symptoms and the presence of suffering mental. As for the lifestyle, most were evaluated with style good or very good life. EE in the EOI domain showed a statistically significant association with the variables frequent medicines use, early stress, stress phase and mental suffering. They were identified as EE for high protection factors in the CC domain elementary school and family income. In contrast, age was a risk factor for high EE in the CC domain. As for high EE in the EOI domain, early stress and mental suffering were risk factors. Conclus ions : this study evaluates important aspects that can influence the quality of the relationship between caregiver and person with mental disorder. Expressed Emotion, early stress, stress symptoms and mental suffering stand out as phenomena relevant to the planning of care for family caregivers of people with mental disorders. Given the complexity of this phenomenon, we need expanded studies that address characteristics of both relatives and patients and the environment, at various times, such as in hospital after discharge and over the extra hospital treatment
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-09-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.