• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2012.tde-05112012-161222
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Ferreira Dahdah
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Ana Maria Pimenta (Presidente)
Kebbe, Leonardo Martins
Marques, Sueli
Título em português
Enfrentamento, papéis ocupacionais e a tarefa de cuidar de um idoso dependente
Palavras-chave em português
Auto-avaliação
Cuidadores
Enfrentamento (coping)
Idoso
Papéis ocupacionais
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O envelhecimento não está diretamente relacionado a doenças e incapacidades, porém, as doenças dos idosos, em geral, são crônicas e múltiplas e exigem cuidados permanentes, o que faz do domicílio um lugar em que estes podem manter a estabilidade. Esse cuidado é geralmente oferecido por um membro da família, o cuidador primário. Este apresenta um acúmulo de trabalho em casa e uma sobrecarga nos diversos domínios da vida. Tal sobrecarga interfere nos papéis ocupacionais desempenhados de forma a contribuir para um desequilíbrio na vida produtiva e independente do cuidador. Além disso, o cuidado é visto como uma tarefa geradora de estresse e o seu enfrentamento se dá de formas diferentes para cada sujeito que o experimenta. Nesse sentido, a avaliação subjetiva deve também investigar a percepção de benefícios e ônus na tarefa de cuidar. OBJETIVO: Caracterizar um grupo de cuidadores de idosos dependentes quanto a indicadores sócio-demográficos e econômicos, estratégias de enfrentamento, percepção de benefícios e ônus em relação à tarefa de cuidar e possíveis alterações nos papéis ocupacionais. MÉTODO: Trata-se de um estudo quantitativo, do tipo descritivo e com delineamento transversal. Foram aplicados seis instrumentos para a coleta de dados, que foi realizada em dois hospitais de Ribeirão Preto. A amostra foi composta por 20 cuidadores. Respeitaram-se todos os critérios éticos para pesquisa envolvendo seres humanos. RESULTADOS: 80% dos idosos tinham dependência total da cuidadora para as atividades básicas de vida diária. 100% das cuidadoras eram mulheres de meia idade, na sua maioria com baixa escolaridade, baixa renda e com religião definida. 75% eram filhas do idoso. 95% moravam junto ao idoso e 80% delas estavam cuidando a mais de um ano, despendendo, em 65% dos casos, mais de doze horas diárias para essa tarefa. 70% delas recebiam algum tipo de ajuda, em geral pequena e de pessoas da própria família. Em relação às estratégias de enfrentamento, as cuidadoras adotam as focalizadas no problema (M= 4,05). Na percepção de benefícios e ônus, domínio psicológico positivo (78%) foi o mais freqüente. O domínio social negativo (59%) é o segundo mais citado, seguido do domínio físico negativo (58%). Houve perdas no desempenho de papéis ocupacionais quando comparados o passado e o presente e houve um desejo em retomar ou desempenhar um novo papel no futuro, com exceção de dois papéis vinculados ao cuidado. CONCLUSÕES: Os objetivos propostos para o estudo foram alcançados, porém há necessidade de estudos visando analisar as relações existentes entre as variáveis abordadas.
Título em inglês
Coping, Occupational roles and task of caring for an elderly dependent.
Palavras-chave em inglês
Caregivers
Coping
Elderly
Occupational roles
Self-Assessment
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Aging is not completely related to diseases and handicaps, however when disease happens it is a chronic condition that demands care. In this case home is where elderly can maintain health stability. Often care is given by a family member, the primary care. Much has been produced about the burden of care, because the person who cares for an aged relative besides this has other tasks to be accomplished. This burden interferes on occupational roles performed by the person who cares. Care can lead to stress and in this case coping is personal and idiosyncratic. Research has shown that it is necessary to evaluate the perception of benefits and demands of care besides considering it as burden. OBJECTIVE: To approach a sample of persons that care for dependent elderly regarding sociodemographic characteristics, coping strategies, perception of benefits and burden and occupational roles. METHOD: It is a descriptive, quantitative and transversal study. Six instruments were answered by users of two different hospitals in Ribeirão Preto with a sample of 20 subjects. All ethical requirements were achieved. RESULTS: 80% of the elderly were completely dependent on the person who cared for them. 100% of the persons who care were women, middle aged, with low level of education, low income and had a declared religion affiliation. 75% were daughters and 95% lived in the same house. 80% have been caring for more than one year and spent more than twelve hours a day on this activity. 70% have got help from other family members. Most of the women used coping strategy focused on problem solution (M= 4,05). They perceived benefits regarding care on positive psychological dominion (78%), social negative dominion (59%) and physical negative dominion (58%). Losses regarding occupational roles were identifed and the wish to recover or to perform other roles in the future, except two roles related to care. CONCLUSIONS: The aims of the study were reached, however other studies are required to reach the relations between the variables approached.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-15
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • DAHDAH, D. F., et al. Relações familiares, questões de gênero e o cuidado ao idoso: reflexões para a prática da Terapia Ocupacional. In [CD], , .
  • DAHDAH, Daniel Ferreira, e CARVALHO, Ana Maria Pimenta. As questões de gênero e o cuidado aos idosos no contexto familiar: reflexões para a prática da Terapia Ocupacional. In Simpósio Gênero e Políticas Públicas [online], 2, Londrina, 2011. [acesso ]. Disponível em : <http://www.uel.br/eventos/gpp/pages/arquivos/Daniel.pdf>
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.