• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.22.2013.tde-07012014-163657
Documento
Autor
Nombre completo
Ana Cristina Magazoni Bragheto
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2013
Director
Tribunal
Carvalho, Ana Maria Pimenta (Presidente)
Cervi, Maria Célia
Labate, Renata Curi
Rissi, Maria Rosa Rodrigues
Webster, Clarissa Mendonça Corradi
Título en portugués
Narrativas de mulheres mães infectadas pelo HIV
Palabras clave en portugués
HIV
Mães
Narrativas
Resumen en portugués
A propagação da infecção pelo HIV vem sofrendo diversas modificações em seu perfil, sinalizando um processo de feminizacão da infecção, desnudando a condição da vulnerabilidade feminina frente ao HIV. A mulher em idade reprodutiva e infectada pelo HIV é confrontada, muitas vezes, com algumas situações difíceis e que a fragiliza. Assim, a maternidade que em nossa cultura parece ser um papel social esperado e valorizado pode se tornar ameaçada pela condição sorológica. Além disso, a infecção pelo HIV é algo que pode modificar toda a concepção de si mesma, já que a pessoa, sua identidade, é essencialmente definida pela forma como as coisas têm significado para ela e, neste sentido, o HIV pode dar um novo sentido a identidade. Este estudo busca conhecer como é o adoecimento pelo HIV nas narrativas de mulheres que são mães. Elas foram convidadas a narrar sobre suas vidas, em especial, sobre a condição de serem mães e infectadas pelo HIV. O estudo é de natureza qualitativa, realizado em um hospital escola do interior do estado de São Paulo com quinze mulheres mães que foram infectadas pelo HIV, no qual foram analisadas apenas dez entrevistas. A técnica utilizada para coleta de dados foi a entrevista narrativa e a análise foi feita com base nos estudos de Schütze (1977, 1983). Dentre os passos propostos por Schütze (1977, 1983), está a análise temática, na qual há categorias para cada entrevista narrativa, ordenadas em um sistema coerente de categorização geral para todas as entrevistas. Já na análise estruturalista, focalizam-se os elementos formais das narrativas. A análise opera via um sistema de combinações que inclui duas dimensões: uma é formada pelo repertório de possíveis histórias, do qual qualquer história acontecida é uma seleção, e a outra se refere às combinações particulares dos elementos da narrativa. No presente trabalho, utilizou-se a identificação dos elementos estruturais das narrativas e as categorias relativas à redução do conteúdo do trecho da narrativa transcrita. (adaptado de MISHLER, 1986; WELLER, 2007; GERMANO; SERPA, 2008). As entrevistas foram transcritas e delas foram extraídos os elementos que compunham uma história com começo, meio e fim, buscando compreender o sentido que cada participante atribuía a sua história enquanto mães e infectadas pelo HIV. Notou-se que a maternidade, tema principal de suas histórias, trouxe um novo significado para suas vidas e repercussões para suas identidades. Os relatos são permeados por momentos de tristeza, dificuldades e alegrias. Os resultados revelam esta ambivalência de sentimentos, mas também um movimento positivo com a vida, principalmente no que se refere aos cuidados com os filhos. A oportunidade de elaborar esses sentimentos, na narrativa, pode auxiliar a mulher a fazer uma reorganização da própria vida e oferecer sinalizações aos profissionais do tipo de atendimento que ela precisa receber
Título en inglés
Narratives of HIV infected mothers
Palabras clave en inglés
HIV
mothers
Narratives
Resumen en inglés
The spread of HIV infection has been suffering several modifications in its profile, signaling a process to feminize of the infection, denuding the condition of female vulnerability to HIV. Women with reproductive age and infected with HIV is confronted, often with some difficult situations and that weakens. So, motherhood that in our culture seems to be an expected and valued social role may become threatened by serological condition. In addition, the HIV infection is something that can change the whole design of herself, since the person, her identity it is essentially defined by how things have meaning to her and, in this sense, the HIV can give a new sense of identity. This study seeks to know how the HIV illness in narratives of women who are mothers is. They were invited to tell about their lives, specially, on the condition to be mothers and infected by the HIV. The study is qualitative in nature, carried out in a teaching hospital in the interior of São Paulo state with fifteen women mothers infected by HIV, in which only ten interviews were analyzed. The technique used for collecting data was the narrative interview and analysis was made on the basis of studies of Schütze (1977, 1983). Among the steps proposed by Schütze (1977, 1983), is a thematic analysis, in which there are categories for each narrative interview, ordered in a coherent general categorization system for all interviews. In the structuralist analysis, it was focused the formal elements of narrative. The analysis operates via a system of combinations that includes two dimensions: one in formed by the repertoire of possible stories, from which any story happened is a selection, and the other refers to the particular combinations of the elements of the narrative. In this study, we used the identification of structural elements of narratives and categories concerning the reaction of the content of the narrative excerpt transcribed. (adapted from MISHLER, 1986; WELLER, 2007; GERMANO; SERPA, 2008). The interviews were transcribed and were extracted the elements that made up a story with beginning, middle and end, seeking to understand the meaning that each participant attached to their story while mothers and infected with HIV. It was noticed that motherhood, the main theme of their stories, brought a new meaning to their lives and repercussions to their identities. The reports are permeated by moments of sadness, difficulties and joys. The result reveals this ambivalence of feelings, but also a positive movement to life, especially with regard to child care. The opportunity to develop these feelings, in the narrative, can help the woman doing a reorganization of life itself and provide signs to the professional of the service type that she needs to receive
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2014-01-21
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.