• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2013.tde-14012014-145607
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Fernanda Dimas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Cardoso, Lucilene (Presidente)
Diniz, Sebastiana Aparecida
Zanetti, Ana Carolina Guidorizzi
Título em português
Satisfação de familiares cuidadores de pacientes portadores de transtornos mentais com um serviço de saúde mental de um município do interior paulista
Palavras-chave em português
Família
Satisfação
Saúde Mental
Serviços de Saúde
Resumo em português
Diante das profundas mudanças na assistência em saúde mental é de suma importância que a família seja inserida no processo terapêutico. Desta maneira urge a necessidade de se verificar quais são suas necessidades e avaliar sua satisfação em relação ao atendimento dispensado pelo serviço de saúde mental a seu familiar doente. Objetivo: verificar a satisfação de familiares cuidadores de pacientes portadores de transtornos mentais com um serviço de saúde mental e seus fatores associados. Método: Trata-se de um estudo transversal, exploratório descritivo realizado junto a 36 familiares cuidadores de portadores de transtornos mentais em um município do interior paulista. Foi aplicado um questionário sociodemográfico e clínico elaborado pela pesquisadora e em seguida, a Escala de Avaliação da Satisfação dos Familiares com os serviços de saúde mental (SATIS-BR- Forma abreviada). Todas as questões éticas foram respeitadas. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva com a utilização de frequência, porcentagem e desvio padrão e a correlação entre as variáveis foi verificada por meio de testes não paramétricos. Foi considerado o nível de significância alfa = 0,05. Foi utilizado o programa SPSS versão 19.0. Resultados: A maioria dos familiares cuidadores é do sexo feminino; de religião católica; não trabalham; escolaridade de primeiro grau incompleto; casados; com idade média de 45,58 anos e somente 22,22% referiram receber algum tipo de atendimento do serviço de saúde mental. Com relação aos dados clínicos dos pacientes: tempo médio de doença de 13,11 anos; tempo de tratamento de 6,15 anos; a maioria referiu que seu familiar recebe três tipos de atendimento no serviço e os diagnósticos referidos com maior frequência foram Esquizofrenia e Depressão. A maioria dos familiares estava satisfeita ou muito satisfeita em relação ao serviço de saúde mental. Foi verificada correlação significativa e positiva entre o conhecimento dos familiares cuidadores a respeito do tratamento de seu familiar e a satisfação. Considerações Finais: Ressalta-se a necessidade de serem realizados estudos sequencias e contínuos nos serviços para que haja constante reavaliação, aprimoramento e qualificação da assistência em saúde mental. O presente estudo retrata um único serviço, de modo que dada as particularidades colabora para o conjunto, mas seus resultados não podem ser usados para tecer generalizações. Este estudo cumpriu seu objetivo de avaliar a satisfação de familiares cuidadores de portadores de transtornos mentais com relação a um serviço de saúde mental, por meio da aplicação da escala SATIS-BR. Percebe-se que o nível de satisfação atingiu níveis altos, entre satisfeito e muito satisfeito, o que demonstra que o serviço de saúde mental avaliado segue os preceitos da RAPS e da PNSM
Título em inglês
Satisfaction of family caregivers of patients with mental disorders with a mental health service in an interior city
Palavras-chave em inglês
Family
Health Services
Mental Health
Satisfaction
Resumo em inglês
Given the profound changes in mental health care is extremely important that the family be entered into the therapeutic process. Thus there is an urgent need to check what your needs are and evaluate their satisfaction with the care provided by mental health service to your family sick. Objective: To verify the satisfaction of family caregivers of patients with mental disorders with a mental health service and its associated factors. Method: This was a cross- sectional, descriptive exploratory conducted with 36 family caregivers of people with mental disorders in an interior city. We administered a sociodemographic and clinical questionnaire prepared by the researcher and then was applied to Rating Scale Family satisfaction with mental health services (SATIS-BR-short form). All ethical issues were observed. Data were analyzed using descriptive statistics using frequency, percentage and standard deviation, and correlation between variables was verified by nonparametric tests. It was considered the significance level alpha = 0.05. We used SPSS version 19.0. Results: The majority of family caregivers are women, Roman Catholics, do not work; incomplete elementary schooling, married, with an average age of 45.58 years and only 22.22% reported receiving some type of care service mental health. Concerning to the clinical data of patients: mean disease duration of 13.11 years; treatment time of 6.15 years, the majority reported that their family receives three types of calls in service and the most commonly reported diagnoses were schizophrenia and depression. Most families were satisfied or very satisfied compared to the mental health service. It was observed a significant positive correlation between the knowledge of family caregivers regarding the treatment of his family and satisfaction. Final Thoughts: We emphasize the need for studies in continuous threads and services so there is constant re- evaluation and qualification improvement of mental health care. This study portrays a unique service so that given the particular contributes to the whole, but their results cannot be used to weave generalizations. This study accomplished his goal of evaluating the satisfaction of family caregivers of people with mental disorders in relation to a mental health service, through the application of the scale SATIS-BR. It is noticed that the level of satisfaction reached high levels, between satisfied and very satisfied, which demonstrates that the mental health service rated the precepts of RAPS and PNSM
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-05-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.