• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2017.tde-16012017-163836
Documento
Autor
Nome completo
Ellen Carolina Dias Castilho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Miasso, Adriana Inocenti (Presidente)
Borges, Tatiana Longo
Telles Filho, Paulo Celso Prado
Título em português
Interações medicamentosas potenciais em idosos institucionalizados em um Centro em Atenção Integral à Saúde
Palavras-chave em português
Farmacoterapia
Interações de medicamentos
Saúde do Idoso
Resumo em português
O tratamento farmacológico em idosos representa grande desafio, principalmente relacionado às alterações no metabolismo, que resultam em modificações farmacocinéticas e farmacodinâmicas, aumentando a sensibilidade a muitos fármacos. Associado ao uso extensivo de medicamentos e a presença de comorbidades, o risco de interações medicamentosas aumenta substancialmente nesta população. Essa problemática destaca-se em idosos institucionalizados em hospitais psiquiátricos. Desse modo, esta pesquisa teve como objetivo geral analisar e classificar as interações medicamentosas (IM) potenciais do tipo fármaco-fármaco, em idosos institucionalizados em unidades de internação e lares abrigados de Centro de Atenção Integral à Saúde. Trata-se de estudo de delineamento não experimental, descritivo correlacional e transversal. O estudo foi realizado a partir de dados secundários contidos nos prontuários dos idosos com transtornos psiquiátricos e neuropsiquiátricos que foram internados em um Centro de Atenção Integral à Saúde estadual nos anos de 2005 a 2014. Foram verificados todos os medicamentos prescritos na admissão do paciente, na mediana da internação e na última prescrição. Para coleta de dados foi utilizado um instrumento adaptado de Reis (2009). Para análise dos dados, foi utilizada a análise descritiva e a regressão logística múltipla bruta e ajustada. A maioria dos idosos era do sexo feminino (61,7%), com idade de 60 a 69 anos (54,3%), com diagnóstico psiquiátrico e clínico concomitantes (72,3%) e em uso de 5 a 10 medicamentos (68,1%). Os fármacos utilizados para o Sistema Nervoso foram os mais prescritos. Verificou-se que 67,0%, 74,5% e 80,8% dos pacientes apresentaram IM potenciais na admissão, mediana da internação e última prescrição, respectivamente. Foi detectado um total de 1064 IM potenciais nos três momentos investigados e constatou-se a média de aproximadamente cinco IM potenciais nas prescrições por paciente. Houve elevada porcentagem de IM potenciais graves e contraindicadas. No modelo de regressão logística, realizado para identificar os preditores de IM, no momento da admissão dos idosos, contribuíram de forma significativa a idade de 60 a 69 anos (OR=7,9), a polifarmácia (OR=16,6) e o uso de medicamentos para o aparelho cardiovascular (OR=11,3) e para o aparelho respiratório (OR=16,4). Na mediana da internação, foram preditores de IM potenciais o uso de medicamentos que atuam no sistema nervoso (OR=7,4) e polifarmácia (OR=4,9). Na última prescrição, apenas a polifarmácia foi preditor para ocorrência de IM potencial (OR=30,1), indicando que a segurança do paciente no uso de medicamentos permaneceu comprometida. Os resultados desta investigação mostraram o comprometimento da segurança dos idosos no que se refere ao potencial para IM. Estratégias como a integração da equipe multidisciplinar, a reconciliação medicamentosa e a atuação do enfermeiro na avaliação do processo medicamentoso do idoso são necessárias para o cuidado seguro e de qualidade
Título em inglês
Potentially drug-drug interactions in institutionalized elderly in a Center of Comprehensive Health Care
Palavras-chave em inglês
Drug interactions
Drug therapy
Health of the elderly
Resumo em inglês
Pharmacological treatment in elderly represents a great challenge, mainly related to changes in metabolism that result in pharmacokinetic and pharmacodynamic changes, increasing sensitivity to many medications. Associated with the extensive use of medication and the presence of comorbidities, the risk of drug interactions increases substantially in this population. This problem stands out in institutionalized elderly in psychiatric hospitals. Thus, this study aimed to analyze and classify potential drug-drug interactions (DDI), in institutionalized elderly in inpatient units and sheltered homes in a Center of Comprehensive Health Care. It's a not experimental, descriptive correlational and transversal study. The study was conducted from secondary data in the medical records of elderly patients with psychiatric and neuropsychiatric disorders that have been admitted to a Center of Comprehensive Health Care from the years 2005 to 2014. We checked all drugs prescription at the admission of hospitalization, at median of stay and at the last prescription. For data collection was used an adapted instrument of Reis (2009). For data analysis, we used the descriptive analysis and multiple logistic regression. The majority seniors were female (61.7%) aged from 60 to 69 years (54.3%), with psychiatric and clinical diagnosis concomitant (72.3%) and in use of 5 to 10 drugs (68.1%). The most prescribed drugs were those used to the nervous system. It was found that 67.0%, 74.5% and 80.8% of patients had potential DDI at admission, at median of stay and at the last prescription, respectively. It was detected a total of 1064 potential IM in the three investigated moments and found to average approximately five potential DI requirements for the patient. There was a high percentage of serious and contraindicated potencial DDI. In the logistic regression model, performed to identify predictors of DDI at the time of admission of the elderly, the age 60-69 years (OR=7.9), polypharmacy (OR=16.6) and use of drugs for the cardiovascular system (OR=11.3) and the respiratory system (OR=16.4) contributed significantly to potential DDI. At the median of stay were predictors of potential DDI the use of drugs that operate on the nervous system (OR=7.4) and polypharmacy (OR=4.9). In the last prescription, only polypharmacy was predictor of potential DDI occurrence (OR=30.1), indicating that patient safety in medication use remained compromised. The results of this investigation showed the impairment of the elderly safety regarding potential for drug interactions. Strategies such as the integration of the multidisciplinary team, the medication reconciliation and the work of nurses in assessing the elderly drug's process are necessary for a safe and a qualitied care
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.