• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2017.tde-04052017-164204
Documento
Autor
Nome completo
Vander Monteiro da Conceição
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Zago, Marcia Maria Fontao (Presidente)
Anjos, Anna Cláudia Yokoyama dos
Lima, Regina Aparecida Garcia de
Nascimento, Lucila Castanheira
Santos, Manoel Antonio dos
Título em português
A experiência do câncer peniano e seus tratamentos na perspectiva dos adoecidos
Palavras-chave em português
Antropologia médica
Enfermagem oncológica
Neoplasias penianas
Saúde do homem
Sobrevivência
Resumo em português
O câncer de pênis é uma doença de baixa incidência e sua manifestação está associada a fatores intrínsecos e extrínsecos, e sua principal forma de tratamento é a penectomia. Devido à doença ocorrer no órgão genital masculino busquei conhecer como os homens adoecidos lidam com suas masculinidades na situação do adoecimento. Dessa forma, propus a tese de que a cultura influencia na forma como os homens sobreviventes do câncer de pênis lidam com suas masculinidades. Elaborei o objetivo de interpretar os significados atribuídos à experiência com o câncer de pênis e seus tratamentos pelos homens adoecidos. O referencial teórico adotado foi o da antropologia médica e das masculinidades, pois ambas consideram a cultura como um elemento importante no mundo social. Para conhecer a cultura do outro é necessário vivenciá-la de perto, por este motivo optei por desenvolver a etnografia narrativa. Esse método propõe ao pesquisador o uso de técnicas como a observação participante, múltiplas entrevistas, uso do diário de campo, análise temática e a apresentação dos resultados na estrutura de narrativas que contenham a estória das vivências dos participantes. Ressalto que a narrativa tem como principal objetivo mostrar as transformações vividas pelos depoentes, considerando os aspectos comuns e divergentes dos entrevistados. Foram selecionados 18 homens com o diagnóstico de câncer de pênis no ambulatório de uro- oncologia de um hospital do interior paulista. As características sociais e clínicas dos entrevistados são semelhantes aos dados nacionais e internacionais em relação à baixa incidência da doença, faixa etária e os tratamentos empregados. Diante do processo de análise foi possível construir oito sínteses temáticas: O câncer de pênis e seu itinerário; O corpo após a doença e seus tratamentos; O câncer e suas repercussões sociais: o trabalho, o lazer e as relações sociais; Por trás do visível: a confidencialidade da doença; A sexualidade pós- tratamento; Um homem inteiro ou meio homem: a ressignificação das masculinidades; Recursos de apoio social; O hoje e as expectativas para o futuro. Por meio das sínteses narrativas é possível conhecer os sentidos que os homens empregaram ao adoecimento e como a doença afetou sua masculinidade. Estes achados permitiram alcançar o significado de ser homem sobrevivente do câncer de pênis e seus tratamentos, que pode ser compreendido pela expressão "ser meio homem". Desde o início do diagnóstico até a vida no pós- tratamento, os homens negociam suas masculinidades com o mundo social, e percebem que algumas características adquiridas durante o adoecimento os tornam diferente dos demais homens, tais como se assumir doente, a extirpação total ou parcial do pênis, redução da força física, impossibilidade de trabalhar e alterações na prática sexual. Comprovo, então, que a cultura tem influência na forma que os homens lidam com suas masculinidades, uma vez que os adoecidos constantemente revisitam seus padrões culturais de masculinidade para obedecê- lo ou ressignificá-lo. Os enfermeiros podem utilizar os achados deste estudo para refletir sua prática de cuidado aos homens com câncer e para desenvolverem outras pesquisas que o complementem
Título em inglês
The experience of penile cancer and treatment from the perspective of patients
Palavras-chave em inglês
Medical anthropology
Men's health
Oncology nursing
Penile neoplasms
Survivorship
Resumo em inglês
Penile cancer is a disease of low incidence, and its manifestation is associated with intrinsic and extrinsic factors, and its main form of treatment is the penectomy. Due to the fact that the disease occurs in the male genital organ, I sought to know how the ill men deal with their masculinities in the disease situation. Thus, I proposed the thesis that culture influences in the way as the penile cancer survivors deal with their masculinities. The aim of this study is to interpret the meanings attributed to the experience with penile cancer and its treatments by the ill men. The theoretical framework adopted was medical anthropology and masculinities, since both considered culture as an important element in the social world. In order to understand the culture of the other people is necessary to experience it closely, for this reason I chose to develop the narrative ethnography. This method proposes to the researcher the use of techniques such as participant observation, mult iple interviews, the use of field diary, thematic analysis and the presentation of results in the structure of narratives that contain the story of participants' experiences. I emphasize that the narrative has as main objective to show the transformations lived by the deponents, considering the common and divergent aspects of the interviewees. We selected 18 men with the diagnosis of penile cancer in the uro-oncology clinic of a hospital in the interior of São Paulo. The social and clinical characteristics of the interviewees are similar to the national and international data regarding the low incidence of the disease, age group and the treatments used. From the process of analysis it was possible to construct eight thematic syntheses: Penile cancer and its itinerary; The body after disease and its treatments; Cancer and its social repercussions: work, leisure and social relations; Behind the visible: the confidentiality of the disease; The sexuality post-treatment; The whole man or half man: resignification of masculinities; Social support resources; The today and expectations for the future. Through narrative syntheses it was possible to comprehend the meaning attributed by the patients, what they assigned to illness and how that disease affected their masculinity. These findings allowed us to achieve the meaning of being a man penile cancer survivor and its treatments, which can be understood by the expression "being half man". From the onset of diagnosis up to life post-treatment, men negotiate their masculinities with the social world, and realize that some characteristics acquired during illness make them different from other men, such as, to assume themselves as sickness, the fact that they have total or partial penile extirpation, reduction of physical strength, impossibility of working and changes in sexual practice. I then show that culture influences the way men deal with their masculinities, since the ill men are constantly revisiting their cultural patterns of masculinity to obey or re-signify it. Nurses can use the findings of this study to reflect their practice of caring for men with cancer and to develop further researches that complements this one
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-07-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.