• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.22.2013.tde-07012014-110843
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Regina Ferreira da Mata
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Emilia Campos de (Presidente)
Alves, Maria da Graça Pereira
Chianca, Tânia Couto Machado
Napoleão, Anamaria Alves
Rodrigues, Roberta Cunha Matheus
Título em português
Efetividade de um programa de ensino para o cuidado domiciliar de pacientes submetidos à prostatectomia radical: ensaio clínico randomizado
Palavras-chave em português
Alta do paciente
Câncer de próstata
Educação em saúde
Ensaio clínico
Prostatectomia
Resumo em português
O estudo teve como objetivo avaliar a efetividade de um programa de ensino para o cuidado domiciliar de pacientes submetidos à prostatectomia radical, a partir das seguintes dimensões: autoeficácia geral e percebida, ansiedade, morbidade psicológica (ansiedade somada à depressão), satisfação e conhecimento. Tratou-se de um estudo experimental, longitudinal com quatro etapas em seguimento de dois meses. Em T0 foram coletadas as variáveis sociodemográficas e clínicas, autoeficácia, ansiedade, morbidade psicológica, satisfação e conhecimento; realizada a randomização dos sujeitos em dois grupos: Intervenção (GI, n=34) e Controle (GC, n=34); e iniciou-se a intervenção com entrega do livreto e orientação oral. Em T1 realizou-se a primeira chamada telefônica entre o terceiro e o quinto dia pós-alta hospitalar; e, em T2, a segunda chamada telefônica, 30 dias após a alta. Dois meses após T0, no segundo retorno médico, foram mensuradas as variáveis autoeficácia, ansiedade, morbidade psicológica, conhecimento e satisfação em ambos os grupos (T3). O primeiro objetivo proposto foi comparar as variáveis no GI em relação ao GC, no pós-teste. Foram identificadas diferenças significativas entre os grupos para as variáveis satisfação (p = 0,000) e conhecimento (p = 0,000). O segundo objetivo foi relacionar as variáveis no GI, no pós-teste. Constatou-se correlação positiva de forte magnitude entre as variáveis ansiedade e morbidade psicológica (r = 0,858; p = 0,000) e de moderada magnitude entre as variáveis satisfação e conhecimento (r = 0,410; p = 0,016). O terceiro objetivo foi comparar as variáveis no GI e GC no pré-teste e pós-teste. Não houve diferenças significativas, intra-sujeitos nos dois grupos, ao nível das variáveis autoeficácia, ansiedade e morbidade psicológica. Contudo, ressalta-se que para as variáveis autoeficácia (F = 3,566 p = 0,068) e ansiedade (F =3,194 p= 0,83) identificou-se diferença marginalmente significativa. No que se refere à satisfação (z = -4,170 p = 0,000) e ao conhecimento (z = -5,090 p = 0,000), foram identificadas mudanças estatisticamente significativas. No GC, também houve mudança estatisticamente significativa entre os tempos para a variável conhecimento (z = -2,800 p = 0,005). Finalmente, o quarto objetivo foi verificar se as variáveis dependentes, que apresentaram mudanças estatisticamente significativas do pré-teste para o pós-teste no GC e GI, também apresentaram mudança clínica significativa. Calculou-se, portanto, o índice de mudança confiável e a significância clínica a partir do método JT para a variável conhecimento, por ser a única variável mensurada por meio de escala numérica que apresentou diferença estatística no GI e também no GC, do pré-teste para o pós-teste. Assim, no GI, para 30 indivíduos, a intervenção apresentou mudança clinicamente relevante em relação ao conhecimento. Já no GC, nenhum dos 34 indivíduos apresentou significância clínica dos resultados relacionada a essa variável, ou seja, a significância estatística identificada pelos testes inferenciais não representou mudanças clinicamente relevantes ao nível da variável conhecimento. Conclui-se que o programa de ensino realizado por meio da combinação de orientação oral, escrita e acompanhamento telefônico mostrou-se efetivo no âmbito da melhoria do conhecimento quanto aos cuidados em domicílio e da satisfação dos indivíduos.
Título em inglês
Effectiveness of a teaching program for home care of patients undergoing to radical prostatectomy: randomized clinical trial
Palavras-chave em inglês
Clinical trial
Health education
Patient release
Prostate cancer
Prostatectomy
Resumo em inglês
This study aimed at evaluating the effectiveness of a teaching program for the household care of patients submitted to radical prostatectomy from the following dimensions: general and perceived self-efficacy, anxiety, psychological morbidity (anxiety plus depression), satisfaction and knowledge. This was an experimental, longitudinal study, with four stages in two month segment. In T0, we collected the socio-demographic and clinical variables, self-efficacy, anxiety, psychological morbidity, satisfaction and knowledge; performing the randomization of the subjects in two groups: intervention (GI, n = 34) and control (GC, n = 34); and began the intervention with the delivery of the booklet and oral orientation. In T1, we performed the first phone call between the third and fifth day post-hospital release; and, in T2, the second phone call, 30 days after release. Two months after T0, in the second medical follow-up, we measured the variables: self-efficacy, anxiety, psychological morbidity, knowledge and satisfaction, in both groups (T3). The first objective proposed was comparing the variables in GI in relation to those on GC in the post- test. We identified significant differences between the groups for the satisfaction (p = 0,000) and knowledge (p = 0,000) variables. The second objective was relating the variables in GI, in the post-test. We verified a positive correlation of strong magnitude between the anxiety and psychological morbidity variables (r = 0,410; p = 0,016) and moderate magnitude between variables satisfaction and knowledge (r = 0.410; p = 0,016). The third objective was comparing the variables in the GI and GC in the pre and post-tests. There were no significant differences, intra-subjected in both groups, at the level of the self-efficacy, anxiety and psychological morbidity variables. However, we highlight that, for the self-efficacy (F = 3,566; p = 0,068) and anxiety (F = 3,194; p = 0,83), we identified marginally significant difference. In regard to satisfaction with the orientations received (z = -4,170; p = 0,000), and to knowledge (z = -5,090; p = 0,000), we verified statistically significant changes. In GC, there were also statistically significant changes between the times for the knowledge variable (z = -2,800; p = 0,005). Finally, the forth objective was to verify if the dependant variables, which presented statistically significant changes from the pre-test to the post-test in GC and GI, also presented significant clinical changes. Therefore, we calculated the index of reliable change and the clinical significance with the JT method for the knowledge variable, for being the only variable to be measured by a numeric scale statistical difference in the GI and GC, from the pre-test to the post- test. Thus, in GI, the intervention presented clinically relevant change for the knowledge variable for 30 individuals. In the GC, none of the 34 individuals presented clinical significance of the results related to this variable, that is, the statistical significance identified by the inferential tests did not represent clinically relevant changes at the level of the knowledge variable. We conclude that the teaching program performed by means of the combination of oral and written orientation, and monitoring by telephone was effective in improving the knowledge in regard to home care and satisfaction of the individuals
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-01-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.