• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.22.2009.tde-07102009-153748
Documento
Autor
Nome completo
Luana Flávia da Silva Talmelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2009
Orientador
Banca examinadora
Rodrigues, Rosalina Aparecida Partezani (Presidente)
Kusumota, Luciana
Vale, Francisco de Assis Carvalho do
Título em português
Nível de independência funcional de idosos com Doença de Alzheimer
Palavras-chave em português
Atividades Cotidianas
Avaliação Clínica da Demência.
demência
doença de Alzheimer
idosos
Medida de Independência Funcional
Resumo em português
Capacidade funcional surge como novo conceito quando aborda a saúde do idoso, principalmente em se tratando de idosos com doença de Alzheimer (DA) onde o déficit cognitivo é esperado aliado ao funcional. Dessa forma as pesquisas relacionadas à capacidade funcional do idoso com DA vêm ao encontro das questões relacionadas ao cuidado desse idoso. Trata-se de um estudo observacional e transversal que teve com objetivo identificar comorbidades dos idosos com DA, mensurar nível de independência funcional, segundo a Medida da Independência Funcional (MIF), comparando com o estagiamento da demência, segundo a Avaliação Clínica da demência (Clinical Dementia Rating scale - CDR). A amostra foi constituída de 67 idosos. Os dados foram coletados em entrevistas domiciliares, utilizando-se de instrumento para identificação e perfil sociodemográfico, do Mini Exame do Estado Mental (MEEM) para avaliação do déficit cognitivo, da Medida de Independência Funcional (MIF) para avaliação da funcionalidade e, para estagiamento da demência, foi utilizada CDR. A média de idade dos idosos foi de 79 anos (+ 7,2), sendo 41,8% na faixa etária entre 75-79 anos. Houve predominio de mulheres 77,6% e viúvos 49,3%. Os idosos possuíam média de escolaridade de 5,6 anos, 73,1% tinham renda própria, 46,3% possuíam renda familiar de até 5 salários mínimos e residiam em média com 3,5 pessoas. Quanto às comorbidades existentes, 23,9 não possuíam e 53,7% tinham hipertensão arterial. O déficit cognitivo foi de 82%, e a média no MEEM de 9,3. Sobre o estagiamento da demência, 46,3% apresentavam demência grave, 22,4%% demência moderada e 31,3% demência leve. Quanto a funcionalidade, a variação dos escores observados na MIF foi igual à variação possível para MIF motora. A média geral da MIF global encontrada foi 71,1, a médias da MIF global foram 107,9; 84,5 e 39,7 para os idosos com demência leve, moderada e grave respectivamente. Os idosos com demência leve possuíam independência modificada ou necessitavam de supervisão, aqueles com demência moderada possuíam dependência mínima ou necessidade de supervisão e os idosos com demência grave eram totalmente dependentes. Foi encontrada forte correlação entre o nível de independência funcional (MIF global) com o estágio da demência e com o desempenho cognitivo (p<0,001). Não foram encontradas correlações estatisticamente significantes entre a funcionalidade e idade, sexo e presença de (co)morbidades. Concluiu-se que a capacidade funcional dos idosos com DA está relacionada ao estágio da demência, isto é, quanto mais grave a demência, maior o nível da dependência.
Título em inglês
Functional independence level of elderly people with Alzheimer's disease
Palavras-chave em inglês
Activity of Daily Living
aged
Alzheimer disease
Clinical Dementia Rating scale.
dementia
Functional Independence Measure
Resumo em inglês
Functional capacity emerges as a new concept in elderly health, mainly with respect to elderly people with Alzheimers disease (AD), when a cognitive deficit is expected, connected with a functional deficit. Thus, research on functional capacity in elderly people with AD is relevant for elderly care delivery. This observational, crosssectional study aimed to identify co-morbidities of elderly people with AD, to measure the functional independence level according to the Functional Independence Measure (FIM), in comparison with the dementia staging according to the Clinical Dementia Rating scale (CDR). The sample consisted of 67 elderly. Data were collected during interviews at the elderlys home, using an identification and sociodemographic profile instrument, the Mini-Mental State Examination (MMSE) to assess cognitive deficit; the Functional Independence Measure (FIM) for functional assessment, and CDR to asses dementia staging. The mean age was 79 years (+ 7.2), with 41.8% between 75 and 79 years old. Women 77.6% and widowed people 49.3% were predominant. The elderlys mean education level was 5.6 years, 73.1% gained their own income, 46.3% gained a family income of up to 5 minimum wages and lived with an average of 3.5 people. As to existing co-morbidities, 23.9 had none and 53.7% had arterial hypertension. The cognitive deficit was 82% and the mean MMSE score 9.3. In dementia staging, 46.3% presented severe, 22.4%% moderate and 31.3% light dementia. With respect to functionality, the variation in FIM scores was equal to the possible variation for motor FIM. The mean global general FIM score was 71.1, the mean global FIM scores were 107.9 for light; 84.5 for moderate and 39.7 for severe dementia. Elderly with light dementia displayed modified independence or needed supervision; those with moderate dementia showed minimal dependence or supervision and elderly with severe dementia were fully dependent. A strong correlation was found between the functional independence level (global FIM) and dementia stage and with cognitive performance (p<0.001). No statistically significant correlations were found between functionality and age, gender and presence of co-morbidities. It was concluded that the functional capacity of elderly people with AD is related with the stage of dementia, that is, the more severe the dementia, the higher the level of dependence will be.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-10-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.